Crime

Barbosa é apontado como líder da organização criminosa

dimen
O dono da Dimensão Engenharia, Antônio Barbosa Alencar, é apontado como líder de organização criminosa (ORCRIM), pela Polícia Federal, que atuava dentro da Receita Federal, com objetivo de sonegar imposto.

O empresário teria arregimentado funcionários públicos do órgão para integrar o esquema. Pois, ao ser descoberto suprimindo pagamentos de ordem tributária, pagou propina aos auditores fiscais, que prontamente aceitaram.

“Constatou-se a configuração de uma verdadeira organização criminosa (ORCRIM) comandada pelo empresário, em plena atividade, dividindo suas tarefas entre seus integrantes com objetivo de obter vantagem econômica a qualquer custo, e que para tal manteve agentes públicos no esquema criminoso e arregimentou outros também durante o período de investigação”, afirmou a Polícia Federal.

Babosa foi preso na manhã desta terça-feira (12), durante a operação Lilliput, juntamente com vários auditores fiscais.

Entre os funcionários públicos presos estão: Antônio Alves Neto, Osmir Torres Neto, Arivaldo Silva Braga, Alan Fialho Gandra, Maria das Graças Coelho Almeida, José Roosevelt Pereira Bastos Filho e Dário Jacob Bezerra.

Durante a operação, foram cumpridos 42 mandados judiciais, sendo 9 de prisão temporária, 11 de condução coercitiva e 22 de busca e apreensão.

Eles vão responder na Justiça pelos crimes de corrupção ativa e passiva, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistema, além de crimes a ordem tributária.

IMG-20160712-WA0015

IMG-20160712-WA0016


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bomba! Polícia Federal prende Barbosa, dono da Dimensão Engenharia

dimensao-engenharia-antonio-barbosa-alencar-mirella-palacio-alencar-e1462202362685-1260x540

A Polícia Federal do Maranhão, prendeu, na manhã desta terça-feira (12), o empresário e proprietário da Dimensão Engenharia, Antonio Barbosa Alencar, e alguns auditores fiscais da Receita Federal, em São Luís.

Todos os detidos foram encaminhados para a sede da Superintendência da Polícia Federal, localizada na Cohama.

Aguardem mais informações.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PF desarticula quadrilha de tráfico transnacional de drogas no Maranhão

Policia federal

Apreensões realizada ao longo da investigação.

A Polícia Federal (PF) deflagrou na manhã desta quarta-feira (22), nas cidades de São Luís (MA) e Cáceres (MT), a Operação Rota 65, com objetivo desarticular associação criminosa especializada no tráfico transnacional de drogas.

As investigações, iniciadas no ano de 2015, levaram à identificação desta associação especializada no tráfico de cocaína oriunda da Bolívia, tendo como destino traficantes atuantes no Maranhão. A droga ingressava no país por meio da província de San Matias na Bolívia, passava por fornecedores brasileiros residentes no município de Cáceres (MT) e era transportada em compartimentos ocultos no interior de veículos até a capital maranhense.

Durante o processo investigativo a PF apreendeu, no Maranhão, de cerca de 100 kg de cocaína, além da prisão em flagrante de cinco envolvidos. O núcleo maranhense tinha ligação com uma das principais facções criminosas atuante no Maranhão e dominava o tráfico de drogas nos bairros do Barreto e Ivar Saldanha em São Luís.

Foram cumpridos pela PF um total de 12 mandados de prisão preventiva, 1 de condução coercitiva e 7 mandados de busca e apreensão, mobilizando um total de 40 policiais federais.

Ressalta-se que um dos alvos encontra-se aprovado nas fases preliminares do concurso da Polícia Militar do Maranhão, e os demais conduzidos possuem conexões com o “Bonde dos 40” – facção criminosa conhecida no estado.

O nome atribuído à operação faz alusão ao DDD da cidade de Cáceres, por onde a droga, oriunda da Bolívia, ingressava em território nacional, e seguia por rodovia até o Maranhão.

Polícia 1

Apreensões realizada ao longo da investigação.

Polícia 2

Apreensões realizada ao longo da investigação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PF desarticula esquema que desviou R$ 1,65 milhão da Previdência Social, em São Luís

1_pf1-211696
A Polícia Federal cumpre nesta terça-feira (24) em São Luís (MA) 12 mandados judiciais, sendo um de prisão preventiva, quatro de condução coercitiva e sete de busca e apreensão dentro da Operação Casa Cheia, que apura esquema com prejuízos de aproximadamente R$ 1,65 milhão contra a Previdência Social.

Entre os mandados, consta também a previsão de arresto de bens imóveis e de veículos no nome dos investigados, além da determinação para que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) suspenda ou bloqueie o pagamento de 43 benefícios de amparo social ao idoso e realize auditoria em outros 27 benefícios dessa mesma espécie.

A Operação Casa Cheia teve investigações iniciadas em 2015, que levaram à identificação de um esquema criminoso com atuação desde 2011, responsável pela concessão de benefícios de amparo social ao idoso fraudulentos, segundo a Polícia Federal. Os titulares eram pessoas fictícias, criadas virtualmente através da falsificação de documentos públicos.

O esquema criminoso tinha participação de pelo menos três servidores do INSS e de intermediários. Eles serão proibidos de frequentar o local de trabalho e afastados das funções públicas pelo prazo de 90 dias.

A operação realizada pela Força-Tarefa Previdenciária – formada pelo Departamento de Polícia Federal, Ministério do Trabalho e Previdência Social e Ministério Público Federal – foi batizada ‘Casa Cheia’ por causa dos titulares de 42 benefícios identificados supostamente residirem em apenas duas residências, levando-se em conta o endereço cadastrado nos benefícios.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Waldir Maranhão e o doleiro…

O presidente interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão, tem estampado os noticiários nacionais, desde que assumiu a presidência da Casa, na quinta-feira (5). Maranhão também levou os holofotes para ele com a decisão de anular a votação que deu prosseguimento ao processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, ocorrida no dia 17 de abril.

Além das decisões e do cargo que passou a ocupar recentemente, Waldir Maranhão também tem sido destaque na mídia, por estar na mira da Polícia Federal e do Supremo Tribunal Federal (STF), assim como o seu antecessor, Eduardo Cunha.

E um dos pontos que Maranhão teme é o resultado das investigações da PF, que interceptou áudios entre o parlamentar e o doleiro Fayed Traboulsi, muito requisitado por políticos em Brasília. O doleiro atuava na teia de corrupção da Petrobras.

Em uma conversa entre o parlamentar e o doleiro, o deputado do PP assegura “coisas” e articular encontro de um prefeito com Fayed. No áudio é possível perceber a relação próxima entre Maranhão e o doleiro.

Waldir Maranhão também é alvo da Operação Lava-Jato. Ele seria um dos beneficiados com o desvio de verbas da Petrobras, conforme delação do doleiro Alberto Yousseff. O parlamentar também é investigado por desvios de fundos municipais. Segundo delações, Waldir Maranhão teria recebido R$ 60 mil por intermediar negociações entre a prefeitura de Santa Luzia (MA) e a quadrilha do doleiro Fayed Traboulsi, no valor de R$ 60 milhões. Áudios da PF também mostram diálogos de Maranhão em suposto esquema de merenda escolar.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PF elucida homicídio de ambientalista no Maranhão

conselh

A Polícia Federal no Estado do Maranhão dá por elucidado o caso do homicídio do ambientalista Raimundo Dos Santos Rodrigues e da tentativa de homicídio contra sua esposa Maria da Conceição Chaves Lima, fatos ocorridos em 25 de agosto de 2015, na região Buriticupu.

Dois dos suspeitos de envolvimento na prática do crime, identificados no bojo do Inquérito Policial, presidido pelo Delegado de Polícia Federal Rubens Lopes da Silva, encontram-se recolhidos na carceragem da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Luís/MA, dentre os quais, J.E.C., que confessou ter sido o mandante do homicídio.

1458748974-340746769

Francisco da Silva Sousa, vulgo “Da Silva”, foragido da Justiça.

Outro suspeito, Francisco da Silva Sousa, vulgo “Da Silva”, contra o qual foi expedido Mandado de Prisão Temporária pelo Juiz da 2ª Vara Federal/MA, no entanto, não foi encontrado e é considerado como foragido da Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícia Federal do Maranhão defende autonomia do órgão

pf3

Diante do momento de turbulência política no nosso país e de vulnerabilidade institucional da Polícia Federal e cientes da necessidade urgente de aprovação da PEC 412/09, que prevê autonomia administrativa, funcional e orçamentária da Polícia Federal, os Delegados da PF, pela Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF), promoverão um ato nesta sexta-feira (18), a partir das 13h, em todas as unidades da PF em todo o país.

Na oportunidade, os Delegados de Polícia Federal realizarão um abraço nas sedes da PF em manifestação de defesa da instituição e apoio aos Delegados coordenadores e suas equipes da Operação Lava Jato.

O abraço simbólico da PF está sendo organizado pelas Diretorias Regionais da ADPF, com as quais poderão ser obtidas informações acerca do ato. Ocorrerá também na PF-MA na Cohama.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PF desarticula quadrilha de crimes cibernéticos no MA

foto 3

Na manhã desta quinta-feira (17), o Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos da Superintendência da Polícia Federal, deflagrou a operação Safety Mode para dar cumprimento a mandados de busca e apreensão e condução coercitiva referentes a investigação de fraudes bancárias eletrônicas praticadas através de internet banking, com prejuízo inicial calculado em mais de R$ 200 mil.

O nome da operação faz referência à forma como o crime era praticado, tendo em vista que o acesso às contas das vítimas lesadas era feito por meio de um mesmo ” módulo de segurança”, programa que identifica o computador dos correntistas. Após capturar os dados das vítimas em pagos boletos, feitas transferências para contas de terceiros e recargas de celular.

A ação é mais um resultado do Projeto Tentáculos fruto da parceria entre Polícia Federal e Caixa Econômica Federal para inibir esse tipo de crime.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Acusados de assassinar ambientalista são transferidos para São Luís

presos1

Foram transferidos nessa quarta-feira (16) para São Luís (MA) José Escórcio Cerqueira, de 82 anos, e o filho dele, José Escórcio Cerqueira Filho. Eles são suspeitos de assassinar o ambientalista Raimundo dos Santos Rodrigues, de 54 anos, morto a tiros em agosto de 2015, em Buriticupu (MA). A prisão dos fazendeiros, efetuada pela Polícia Federal (PF), ocorreu na última terça-feira (15), em Imperatriz (MA).

José Escórcio Cerqueira e José Escórcio Cerqueira Filho foram encaminhados ao Centro de Triagem e devem ser transferidos para uma unidade prisional na Região Metropolitana. A PF continua com as investigações, agora para encontrar os quatro executores do ambientalista.

As prisões foram efetuadas durante a Operação Jaguaribe, que investiga a ligação do crime com conflitos agrários na região de Buriticupu, no qual estariam envolvidos madeireiros, fazendeiros, sem-terra e ambientalistas. Nesta terça, foram cumpridos dois de três mandados de prisão expedidos e outros cinco de busca e apreensão.
Além do assassinato do ambientalista, que era conselheiro da Reserva Biológica (Rebio) do Gurupi, os presos também devem responder pela tentativa de homicídio da esposa dele, Maria da Conceição, que estava com o marido no momento da execução.

Raimundo foi morto em 25 de agosto de 2015 com sete tiros e golpes de facão em uma emboscada, no trajeto entre Buriticupu (MA) e a casa onde morava com a esposa, localizada na Rebio Gurupi, em Bom Jardim (MA).

Ameaças
O ambientalista afirmava que vinha sofrendo ameaças. Segundo ele, um fazendeiro teria ameaçado a ele e a outras dez famílias que moravam na região. “Ele estava incomodado com a Rebio para não roçar dentro da área de área biológica”, diz Raimundo.

Em um vídeo, Raimundo contou que o fazendeiro citado teria agido com abuso para retirar as famílias do local, incendiando casas e barracos, além de objetos dos moradores.
“Nós se sente (sic) ameaçado desde que ele chegou lá, tocando fogo nos barracos. Ele queria passar com carro por cima das crianças, dos adultos”, revelou. (G1, MA)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

PF prende acusados de matar ambientalista no MA

conselh

Ambientalista Raimundo, morto em agosto de 2015 e sua esposa Maria da Conceição, que sofreu tentativa de homicídio.

A Polícia Federal no estado do Maranhão deflagrou nesta manhã desta terça-feira (15), a Operação Jaguaribe, com objetivo de prender pessoas investigadas por participação no homicídio do ambientalista Raimundo dos Santos Rodrigues e tentativa de homicídio contra sua esposa Maria da Conceição Chaves Lima, fatos ocorridos em 25 de agosto de 2015.

Raimundo e Maria da Conceição eram conselheiros consultivos da Reserva Biológica do Gurupi, onde auxiliavam no efetivo cumprimento dos objetivos de criação e implementação do plano de manejo da Unidade de Conservação.

Conforme constam das investigações, os crimes seriam decorrentes de conflitos agrários na região de Buriticupu/MA, envolvendo madeireiros, fazendeiros, sem-terra e ambientalistas. Os investigados que tiveram suas prisões decretadas são fazendeiros na região de Imperatriz e Buriticupu/MA.

Nesta data estão sendo cumpridos 03(três) mandados de prisão e 05(cinco) de busca e apreensão.

Raimundo era um dos líderes do Povoado Rio das Onças, no município de Bom Jardim. “Jaguaribe” significa “Rio das Onças” em língua Tupi.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.