Poder

Weverton Rocha é amigo íntimo de membro de organização criminosa

Weverton Rocha e as relações perigosas com Erlânio Xavier, apontado como membro de (ORCRIM).

Weverton Rocha e as relações perigosas com Erlânio Xavier, apontado como membro de ORCRIM.

Denunciado à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) por irregularidades no Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem Urbano), o ex-secretário de Estado de Esporte e Juventude e deputado federal, Weverton Rocha Marques de Sousa (PDT), não perde o costume de ter como amigos íntimos pessoas envolvidas em escândalos à nível nacional, à exemplo do vice-prefeito eleito de Igarapé Grande, Erlânio Furtado Luna Xavier (PDT), que teve sua residência como alvo de busca e apreensão, além de monitoramento (sim, o mesmo de ser preso) com tornozeleira da Operação Allien, da Polícia Federal.

Mesmo a PF desencadeando Operação no dia 20 de setembro do ano passado, as relações perigosas não impediram que Weverton Rocha fosse prestigiar ao aniversário do amigo íntimo que ocorreu no dia 22 do mesmo mês. Erlânio Xavier foi preso em Igarapé Grande por atuar diretamente no esquema de desvio de recursos do Fundeb de Paço do Lumiar, por meio de sua empresas Luna e Macedo Xavier.

A intimidade e as relações perigosas entre eles fez com que o parlamentar fizesse uma surpresa para seu amigo correligionário Erlânio Xavier. No aniversário do empresário/político, que é apontado pela Polícia Federal como “membro de organização criminosa”, o deputado chegou à fazenda no município de Igarapé Grande e participou do almoço de comemoração como se nada estivesse acontecido.

Emocionado com a presença de Rocha , o vice-prefeito mostrou total intimidade ao dizer. “Meu núcleo de amizades fiéis continua grande”, ponderou.

Erlânio Xavier foi pego em escutas autorizadas pela Justiça Federal que revelam sua participação e dos seus irmãos Kleverson Furtado Luna Xavier e Arlindo de Moura Xavier Júnior na (ORCRIM). Confira abaixo dados da Polícia Federal:

Documento da Polícia Federal.

Documento da Polícia Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícia Federal prende 13 pessoas em Caxias por fraude no INSS

Agentes da Polícia Federal.

Agentes da Polícia Federal.

Policiais Federais da Delegacia de Polícia Federal de Caxias/MA realizaram, na manhã de ontem, 29 de janeiro, a prisão de 13 pessoas envolvidas em fraudes contra o Instituto Nacional de Seguridade Social – INSS.

Os dois homens e as onze mulheres foram presos após uma ação que teve início com uma ligação anônima, feita ao serviço de plantão daquela delegacia. De acordo com a denúncia, uma van com dez pessoas havia saído de Caxias, com destino à cidade de Teresina/PI, com objetivo de praticar fraudes relativas ao benefício previdenciário do salário maternidade.

Duas equipes compostas por dois policiais, cada, deslocaram-se até o local indicado pelo denunciante na cidade de Teresina, a fim de verificar a procedência da denúncia. Após várias diligências, os policiais lograram êxito na identificação não só da quadrilha denunciada como também de outro grupo que realizava atividades suspeitas nas imediações da Agência Previdenciária no Bairro Vermelha, município de Teresina/PI.

A ação contou ainda com reforço de mais cinco policiais. Ao final, foram presas sete pessoas, integrantes da quadrilha denunciada, mais seis pessoas que compunham outro grupo que, após a investida policial, foi confirmado que estariam também praticando fraude contra o INSS. Foram apreendidos ainda mais de 15 mil reais, que haviam acabado de ser sacados.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Demoraram para agir! Orgãos se integram para combater corrupção no Maranhão

João Castelo deve ser o primeiro a ser investigado

João Castelo deve ser o primeiro a ser investigado

Aproximar as instituições e traçar estratégias de combate à corrupção, de defesa da probidade e de investigação de desvio de recursos públicos no Maranhão. Esse foi o objetivo de uma reunião realizada na manhã desta quarta-feira, 16, no gabinete da procuradora-geral de justiça, Regina Lúcia de Almeida Rocha, com órgãos de controle dos recursos públicos.

Além de membros do Ministério Público do Maranhão, participaram representantes do Ministério Público Federal, Polícia Federal, Controladoria Geral da União, Controladoria Geral do Estado, Ministério Público de Contas e Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Regina Rocha, na abertura do encontro, propôs a parceria de todos os órgãos em defesa do patrimônio público. “O trabalho conjunto das instituições e poderes se faz necessário para que possamos dar uma resposta eficaz à sociedade, que espera muito de todos nós”, defendeu.

Ela recebeu apoio unânime dos presentes, que elogiaram a iniciativa. “Pode contar com o apoio da Polícia Federal. O que estiver ao nosso alcance será disponibilizado”, prometeu o superintendente do órgão no Maranhão, Cristiano Sampaio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Reeleito em Coelho Neto, Soliney Silva “não paga” servidores

Soliney Silva toma medida drástica em Coelho Neto.

Soliney Silva toma medida drástica em Coelho Neto.

Enrolado até o pescoço com a Polícia Federal do Maranhão, o prefeito reeleito em Coelho Neto, Soliney Silva (PSD), é motivo de desgosto pelos servidores que reclamam do atraso salarial pendente desde o ano passado.

Segundo informações repassadas ao Blog do Neto Ferreira, os funcionários não receberam o pagamento referente ao mês de dezembro de 2012 e nem boa parte dos contratados tiveram o 13º salário creditado na conta.

“É revoltante trabalharmos corretamente e estamos com o salário atrasado pois ele não paga os servidores. O Soliney nos desvalorizou mesmo sabendo que os servidores se dedicaram as suas funções”, externou o servidor.

De acordo com um advogado trabalhista, a Lei Trabalhista exige que todo servidor público deve receber o seu 13º salário parcelado em duas vezes durante o ano.

Ainda segundo o jurista, a Lei diz que a primeira seria paga no dia 30 de novembro, e a segunda no dia 20 de dezembro. Essas são as exigências do Ministério do Trabalho.

Os servidores que foram atingidos com a medida drástica de Soliney Silva, estão preocupados com o atraso, pois está gerando também acumulo de juros em débitos que foram contraídos no Banco, contas em lojas, supermercados, além de operadoras de cartão de créditos.

E dessa forma, o prefeito enrolado com a Polícia Federal dá início ao segundo mandado da forma mais desumana possível: desvalorizando os funcionários públicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Filho de Soliney Silva dá ‘piti’ por causa da intimação do pai pela PF

Do Atual7

Filho do ex-deputado estadual e prefeito reeleito em Coelho Neto, Soliney Silva (PSD), o playzinho Soliney Silva Filho, deu um verdadeiro ‘piti’ no Facebook, na madrugada desta terça-feira (18).

Irritado por o Portal Coelho Neto ter replicado na rede social a notícia de que o pai teria sido intimado na última quinta-feira (13) pela Polícia Federal, Soliney Filho partiu para as agressões verbais. Ele é provável candidato à deputado estadual em 2014.

Sem respeito, Soliney Filho segue o exemplo do pai. Foto: Reprodução/Facebook

Sem respeito, Soliney Filho segue o exemplo do pai. Foto: Reprodução/Facebook

O prefeito de Coelho Neto tem a fama de ser esquentado e não levar desaforos pra casa. No final de março deste ano, o ex-deputado ganhou grande repercussão no meio político maranhense, ao agredir professores, inclusive mulheres, durante a assembleia geral que comemorava os 23 anos de um sindicato do município. O ex-deputado teria ainda agredido um colega de plenário, em pleno gabinete de um forte empresário da comunicação, e outros num gabinete de um secretário de Estado. Ao que tudo indica, se pela internet já é assim, o filho deve seguir o mesmo exemplo do pai.

Segundo o blogueiro Luís Pablo, Soliney, o pai, foi intimado por agentes da Polícia Federal, em seu apartamento, localizado na Ponta do Farol, em São Luís. O blogueiro não soube detalhar o motivo da intimação que o prefeito de Coelho Neto recebeu, porém pela forma com que o jovem empresário reagiu à notícia, não deve ser coisa boa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

PF começa agir; três ex-prefeitos são presos em 10 dias

A Polícia Federal tem cumprido mandado de prisão com relação a decisões da Justiça Federal. Apesar das investigações  ocorrer em sigilo absoluto, a Policia Federal tem concentrado equipes em diversos municípios do Maranhão com a intenção de investigar vestígios do crime.

As investigações são voltadas para fraudes de recursos federais principalmente em programas do setor da saúde e educação.

A região nordeste concentra os trabalhos principalmente nos estados do Piauí e Maranhão onde os indícios de crimes são maiores. Em todo o país a Policia Federal tem a estimativa de que as fraudes somadas ultrapassam a quantia de 11 bilhões.

Alzira Barros administrou Santo Antônio dos Lopes na década de 90

Alzira Barros administrou Santo Antônio dos Lopes na década de 90

Até agora foram apenas três ex-gestores, mais a PF do Maranhão vem trabalhando para prender pelo menos 70% de gestores e ex-gestores envolvidos em esquemas fraudulentos.

Em 10 dias a PF, prendeu o ex-prefeito de Bom Jardim de 58 anos, o ex-prefeito de Cândido Mendes Edson Costa de 56 anos e por último a PF prendeu ontem, (22), a ex-prefeita de Santo Antônio dos Lopes de 70 anos de idade.

Agora é só esperar que é prisão a todo instante, deve ter gente que não está nem conseguindo dormir direito.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PF investiga Alderico Campos; vereador pode ser preso

Alderico Campos

Alderico Campos

A situação do presidente da Câmara de Paço do Lumiar, o vereador reeleito Alderico Campos (DEM), sobre os fortes indícios de que ele recebia um “mensalinho” da ex-prefeita de Paço do Lumiar, Bia Venâncio, é complicada.

A prova do envolvimento de Campos é a interceptação telefônica da Polícia Federal, que mostra Thiago Aroso tratando com a mãe se deve ou não efetuar o pagamento ao presidente da Câmara.

Mesmo após as interceptações, que resultou na Operação Allien, culminando com a prisão de Thiago Aroso, Bia Venâncio,  Erlânio Xavier entre outros. A Polícia Federal mantém, severamente, no alvo da segunda investigação, o nome e sobrenome: Alderico Jeferson Abreu da Silva Campos.

A materialização das provas que hoje estão nas mãos da PF – obtidas com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira, será usada no pedido de prisão contra o vereador.

Abaixo, a desgravação da conversa entre Alderico Campos e o lobista e primo de Roseana Sarney, Luis Carlos Teixeira, que também atuava no esquema de Paço do Lumiar:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Stênio Rezende poderá ser alvo de investigação Federal

Stênio Rezende poderá ser alvo de Polícia Federal

Stênio Rezende poderá ser alvo de Polícia Federal

Cada vez mais se complica a situação do deputado estadual Stênio Rezende (PMDB), líder do Bloco Parlamentar após ser acusado por fortes empresários do setor da construção civil de receber em espécie através de assessor os valores de R$ 1,5 milhão em ‘propina’ para que aprovasse um projeto que dá flexibilidade a derrubada de babaçuais em todo Estado do Maranhão.

Além disto, o mais grave é que o parlamentar utilizou os nomes dos deputados da base governista para pressionar empresários no recebimento de propina em troca do voto.

Há informações que o esquema montado por Stênio Rezende gerou grande proporção na própria Justiça Federal, que consecutivamente irá pedir a Polícia Federal que entre na linha de investigações.

A Polícia Federal incluirá a participação do assessor do parlamentar acusado de envolvimento no suposto esquema de recebimento de propina dos magnatas donos de construtoras.

O peemedebista é o principal beneficiário do esquema, segundo informações repassadas ao blog na manhã desta quarta-feira (07), por uma fonte da Polícia Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

11 pessoas são presas pela PF por fraudes à Previdência no MA

Mais de R$ 330 mil em espécie também foram apreendidos Foto: G. Ferreira

Mais de R$ 330 mil em espécie também foram apreendidos Foto: G. Ferreira

A Operação Duas Caras, da Polícia Federal em conjunto com o Ministério da Previdência Social e o Ministério Público Federal, prendeu 11 suspeitos na manhã desta quinta-feira (29) de envolvimento em uma fraude estimada em R$ 16,5 milhões em benefícios do INSS. A operação ocorreu em quatro cidades do Maranhão.

Segundo a Polícia Federal, 14 mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão foram expedidos pela 1ª Vara Criminal da Seção Judiciária Federal do Maranhão. A operação foi deflagrada em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Icatu.

As investigações tiveram início em dezembro de 2009 a partir de denúncias à Ouvidoria da Previdência no estado. Segundo a PF, a quadrilha seria composta por representantes de um sindicato rural, uma colônia de pescadores, agenciadores, intermediários e servidores da Previdência.

Foto: G. Ferreira

Foto: G. Ferreira

Levantamento preliminar da Previdência, até agosto de 2011, aponta para um prejuízo de R$ 16,5 milhões. Segundo a PF, os documentos utilizados por segurados eram adulterados, como comprovantes de endereço e certidões. O servidor, ciente da irregularidade, concedia o benefício sem agendamento. Em alguns casos, sem o comparecimento do segurado.

Ao todo, 75 policiais federais e 17 técnicos des
locados da Previdência participaram da operação. Duas caras é uma alusão ao grande número de documentos falsos apreendidos, com modificação de dados pessoais dos beneficiários, especialmente profissão e endereço.

(Com informações do G1)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Polícia Federal efetua 14 prisões em São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Icatu

Estão sendo cumpridos, na manhã desta quinta-feira (29), 14 mandados de prisão temporária e 18 de busca e apreensão, por meio da Operação Duas Caras, da Força-Tarefa Previdenciária do Maranhão, deflagrada hoje, nos municípios maranhense de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar e Icatu.

A operação conta com 93 policiais federais e 15 técnicos do Ministério da Previdência Social. Além da PF e do Ministério da Previdência Social, integra a força-tarefa, também, o Ministério Público Federal (MPF).

De acordo com a PF, foram utilizados muitos documentos falsos, com modificação de dados pessoais de beneficiários, para obtenção de benefícios fraudulentos no INSS.

(Com informações do Imirante)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.