Poder

Acusados de fraude em concursos, Institutos lucraram R$ 5,9 milhões no Maranhão

Sede do Instituto Crescer Consultorias

Denunciadas pelo Ministério Público por fraude em concursos públicos realizados pelas Prefeituras maranhenses, os Institutos Crescer Consultorias e Machado de Assis já movimentaram quase R$ 6 milhões em contratos entre 2015 e 2019.

Os dados foram colhidos pelo Blog do Neto Ferreira no Sistema de Acompanhamento de Contratações Públicas – Sacop do Tribunal de Contas do Estado.

O levantamento feito pela reportagem apurou que o lucro do Crescer Consultoria tem sido maior que o Machado de Assis, que movimentou R$ 2.845.131,00 milhões nas Prefeituras, bem menos que o Assis, que faturou R$ 3.080.690,00 milhões.

Outro ponto que merece destaque é o fato de os dois Institutos ficarem localizados no mesmo bairro de Teresina, no Piauí: no Ininga.

Em uma Ação Civil Pública enviada pelo Ministério Público maranhense ao Judiciário, que pedia a anulação do concurso público de Açailândia por diversas irregularidades, consta que o sócio-administrador das entidades era a mesma pessoa, o Ayrton Medeiros Rodrigues.

Porém, o Blog pesquisou e descobriu que os membros da sociedade foram mudados. Atualmente, os sócios do Crescer são Ayrton Medeiros Rodrigues e Marlen Oliveira Lopes; e os do Machado de Assis são Raimundo Wernes Fernandes Torres Filho e Elmira Paulo Dias.

Em outra Ação protocolada no Judiciário contra o Instituto Crescer, o órgão ministerial requereu a suspensão do certame em Viana e relatou a existência de uma possível organização criminosa montada pelas entidades piauienses.

E disse também que o esquema foi alvo de investigação pela Polícia Civil do Estado do Piauí, com a expedição, pelo Juízo de Direito da Comarca de Cocal, de mandados de busca e apreensão, bem como a imposição de medidas cautelares diversas da prisão em face dos sócios, empregados e prestadores de serviços das empresas Instituto Machado de Assis e Crescer Consultorias.

“Desse modo, o órgão ministerial sustentou a existência de indícios de que a empresa CRESCER CONSULTORIAS LTDA esteja atuando junto a alguns municípios maranhenses, em conluio com outra empresa do ramo, o Instituto Machado de Assis, para fraudar procedimentos licitatórios por meio da inclusão, nos editais, de cláusulas ou exigências que restringem a competição, direcionando os certames”, diz trecho da decisão que anulou o concurso de Viana.

Além dos concursos de Açailândia e Viana, outros certames realizados pelos Institutos foram anulados pela Justiça do Maranhão, como o de Paço do Lumiar.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputados chegam ao Maranhão nesta sexta para ouvir indígenas sobre violações

Joenia Wapichana quer apurar agravamento dos conflitos na terra indígena Arariboia .

Uma comitiva de parlamentares estará nesta sexta-feira (10) na aldeia Juraçal, na terra indígena Arariboia (Maranhão), para ouvir lideranças indígenas sobre a violação de direitos humanos no local, onde ocorreram homicídios e invasões.

A comitiva será formada pela coordenadora da Frente Parlamentar Mista em Defesa dos Direitos Indígenas, deputada Joenia Wapichana (Rede-RR); pelo coordenador da Frente Parlamentar Ambientalista, deputado Nilto Tatto (PT-SP); pelo deputado Bira do Pindaré (PSB-MA) e pela senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA). Também participarão representantes de instituições de direitos humanos e de povos indígenas do Maranhão.

O pedido de visita foi motivado pelo agravamento dos conflitos na terra indígena no fim do ano passado, que resultaram em mortes, entre elas a do líder Paulo Paulino Guajajara, em 1° de novembro, que integrava grupo conhecido como guardiões da floresta. Lideranças indígenas estiveram na Câmara dos Deputados em novembro para pedir a apuração e providências sobre os casos.

Em dezembro, a deputada Joenia Wapichana e a senadora Eliziane Gama estiveram com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, reforçando o pedido de proteção aos indígenas e ao território, além da investigação dos casos. Na ocasião, o ministro garantiu a presença da Força Nacional de Segurança e a apuração dos crimes.

Visita

Os requerimentos da visita à terra indígena Arariboia foram aprovados nas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

O pedido é de autoria da deputada Joenia Wapichana, em conjunto com os deputados Túlio Gadêlha (PDT-PE), Camilo Capiberibe (PSB-AP) e Bira do Pindaré.

Da Agência Câmara


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Crianças procuram delegacia após vizinha tomar bola em Presidente Dutra

Um grupo de meninos que jogava uma pelada na rua, em Presidente Dutra, procuraram a delegacia, por volta das 16h dessa quinta-feira (9), após uma vizinha ficar com a bola que bateu na porta da casa dela.

O delegado César Ferro disse que as crianças o procuraram para que ele pegasse de volta a bola que foi tomada por uma mulher. “Pediram providências da polícia para recuperar a bola, já que a vizinha tinha se apropriado indevidamente dela. Foi um fato inusitado. Nunca tinha acontecido de crianças procurarem a delegacia para resolver esse tipo de coisa”, contou.

Questionados sobre o estado da bola, os garotos afirmaram que era velha e murcha. O delegado e a equipe dele resolveram comprar uma bola para os meninos, e a pelada foi reiniciada. “E mandei dizer a mulher para não subtrair mais a bola deles, senão seria chamada à delegacia”, afirmou o delegado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roberto Costa confirma projeto de pré-candidatura de Roseana Sarney em São Luís

Na tarde de quinta-feira (9), O deputado estadual e presidente municipal do MDB, Roberto Costa, confirmou o projeto de pré-candidatura de Roseana Sarney à Prefeitura de São Luís. O anúnico veio após uma reunião realizada entre Costa e a ex-governadora.

“Reafirmamos a decisão do MDB pela candidatura de Roseana”, frisou o deputado.

Ainda de acordo com Roberto Costa, a conversa teve como foco o desempenho do MDB no Estado e o futuro da legenda no cenário político de São Luís, isso inclui as eleições municipais desse ano.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Liberados para o Natal, 35 detentos não retornaram para os presídios no Maranhão

Liberados temporariamente para o feriado de Natal do ano passado, 35 dos 603 detentos maranhenses do regime semiaberto não retornaram aos presídios no prazo estipulado pela Justiça. Nessa terça-feira (7), a polícia recapturou um foragido identificado como Guilherme Almeida Trindade, de 21 anos, no município de Paço do Lumiar. Os detentos deviam ter voltado aos estabelecimentos prisionais até o dia 27 de dezembro.

Segundo a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap), o número de detentos que de fato saíram para o feriado foi menor do que os 793 liberados pela Justiça, porque parte deles estão presos em unidades que estão sob a responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP/MA), como a carceragem que fica no quartel do Comando Geral da PMMA.

Dessa forma, ao fim do prazo do dia 27 de dezembro, apenas 566 detentos voltado aos presídios onde estava encarcerados.

De acordo com a Seap, os 35 detentos que não retornaram podem sofrer regressão de regime, já que ganharam o benefício por estarem presos em regime semiaberto. A punição é prevista no Ofício nº 118/2019, da 1ª Vara de Execuções Penais de São Luís (1ª VEP). O documento foi assinado pelo juiz auxiliar Rommel Cruz Viegas.

Essa sanção significa, na prática, a transferência do interno de um regime prisional menos severo, no caso o semiaberto ou aberto, para um mais rigoroso, que é o fechado.

A título de comparação, na saída de Natal em 2018, dos 642 presos que efetivamente foram beneficiados na capital maranhense, 46 não retornaram.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Homem é preso por envolvimento em quatro assaltos a bancos no MA e PI

Um suspeito conhecido como Fábio Negão foi preso em Teresina, em cumprimento a mandados judiciais. De acordo com informações do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), o preso é considerado um dos maiores assaltantes de bancos do Piauí.

Contra ele foram cumpridas quatro ordens judiciais devido a suspeita de envolvimento em assaltos a bancos no Piauí e também na cidade de São Luís.

O coordenador do Greco, delegado Tales Gomes, disse que as acusações contra o suspeito são referentes ao ano de 2018.

“Foram assaltos a caixas eletrônicos nas cidades piauienses de Angical, Monsenhor Gil e Miguel, além de uma ação no Maranhão. Desde 2018 vinha mudando de endereço e se evadindo do cerco policial”, disse o delegado.

Ele acrescenta que não há informações sobre atuais assaltos a banco com envolvimento de Fábio Negão e o cumprimento dos mandados de prisão preventiva visam “dificultar novos planejamento e execução de crimes”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Auditoria diz que ex-secretário de Cururupu fez pagamentos à empresas após ser afastado

Um auditoria do Denaus constatou que o ex-secretário de Saúde de Cururupu, Guglielmo Marconi Oliveira, efetuou diversos pagamentos à empresas após ser afastado do cargo.

O Blog do Neto Ferreira teve acesso ao relatório onde detalha as transferências feitas pelo ex-gestor.

No documento diz que Guglielmo foi afastado do cargo em 19 de setembro de 2018 e no período de julho do ano passado a agosto de 2019 foram identificadas transferências eletrônicas para pagamentos de fornecedores e prestadores de serviços efetuadas pelo Tesoureiro, Claudionor Celestre Lopes, juntamente com o ex chefe da saúde de Cururupu.

“Constam transferências eletrônicas realizadas pelo gestor afastado até o dia 06/08/2019”, afirmou a equipe de auditoria.

Veja os extratos de transferências:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ministro da Educação comete erro de português e escreve ‘imprecionante’

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, cometeu um novo erro de ortografia, nesta quarta-feira, ao escrever “imprecionante” em vez de “impressionante” em uma mensagem enviada pelo Twitter ao deputado federal Eduardo Bolsonaro (sem partido). O deslize se soma a outros dois cometidos em agosto do ano passado, quando escreveu “suspenção” e “paralização” (em vez de “suspensão” e “paralisação”) em um ofício enviado ao ministro da Economia, Paulo Guedes.

Depois de virar alvo de piadas e viralizar nas redes sociais, Weintraub apagou a postagem. Era uma resposta à declaração do filho do presidente de que o Brasil nunca havia feito uma pesquisa sobre o uso defensivo de armas de fogo por um órgão oficial. “Só existiu uso ofensivo para exatamente demonizá-las. Seria interessante apoiar um projeto assim, caso haja oportunidade”, escreveu Bolsonaro, em uma mensagem encaminhada a Weintraub e ao ministro da Justiça, Sérgio Moro.

Na resposta, reproduzida por centenas de usuários, o ministro da educação escreveu: “Caro @BolsonaroSP, agradeço seu apoio. Mais imprecionante: Não havia a área de pesquisa em Segurança Pública. Agora, pesquisadores em mestrados, doutorados e pós-doutorados poderão receber bolsas para pesquisar temas, como o mencionado por ti, que geram redução de criminalidade.”

No ano passado, Weintraub assumiu a responsabilidade pelos erros ortográficos contidos no documento assinado por ele e enviado a Guedes, mas ponderou que não os havia escrito, e que apenas tinha “deixado passar”. “Erros acontecem”, justificou na ocasião. Desta vez, no entanto, o ministro ainda não se manifestou sobre o lapso recente.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Manifestações solidárias ao redor do globo pela Amazônia

Com a Austrália a passar por uma situação limite no que toca a incêndios, recordamos os acontecimentos de 2019 relacionados com a solidariedade mundial pelos povos da Amazônia e o desmatamento da floresta tropical, que resultaria em variados incêndios. Venha relembrar as manifestações que defenderam a Amazônia em 2019.

As questões relacionadas com a Amazônia estiveram no centro das atenções internacionais no ano passado e, sem dúvida, 2019 acabaria por ser marcado, não só pelos devastadores fogos mas também pelas manifestações solidárias internacionais pela causa brasileira.

Num primeiro momento, o mundo ficou chocado com as imagens que a NASA emitiu e que revelavam uma visão incrivelmente extensa dos incêndios num dos maiores pulmões do planeta Terra. Maior seria a preocupação ao compreender-se que, apenas entre Janeiro e Agosto de 2018, teriam existido quase 60 mil focos de incêndio na América do Sul, valor que atingia mais 48,1% do que no mesmo período em 2018.

Culpando a ação política de Jair Bolsonaro, o mundo terá apontado o desmatamento e a exploração da floresta como uma das causas para o acontecimento, já que o desejo de tornar este território explorável para empresas fazia parte do discurso de campanha do líder.

Ao redor do globo, várias instituições e personalidades ambientalistas iniciaram movimentos solidários e organizaram manifestações e protestos pelo mundo em nome da maior floresta tropical e defendendo, também, os direitos dos povos indígenas que ali habitam.

Venha relembrar a forma solidária como o mundo se aliou ao Brasil em 2019.

Madrid e a manifestação pela Amazônia

Em Madrid realizou-se uma das maiores manifestações pela causa. Partindo do grupo ambientalista conhecido por 350.org e contando com a presença de vários brasileiros de origem indígena, esta manifestação teve como mote a proteção ambiental e, particularmente, a proteção da Amazônia.

O protesto em questão fez esta manifestação junto da sede da gigante petrolífera Repsol, versando ainda as mais de 10 mil toneladas de crude derramadas na costa brasileira. Aproveitou ainda que, nos mesmos dias, decorresse na cidade a Conferência das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas.

A Amazônia noutros protestos internacionais

Embora a manifestação em Madrid tenha marcado o final do ano 2019 e sido uma das mais emblemáticas, esta esteve longe de ser a única manifestação internacional em nome da maior floresta tropical do planeta.

As causas da proteção ambiental da Amazônia, bem como a da defesa dos povos locais, aconteceu um pouco por todo o mundo, merecendo destaque locais como Amesterdão, Berlim, Barcelona, Paris, Berna, Luxemburgo ou Mumbai, onde se desenrolaram inúmeros protestos solidários e se defendeu a defesa ambiental e cultural da Amazônia.

As questões da política fizeram parte dos discursos revoltados destas manifestações, que acusavam as políticas de Bolsonaro e o resultante desmatamento de estar a seguir princípios economicistas que eram altamente prejudiciais para a saúde ambiental do globo. Também em destaque este a questão do desalojamento dos povos indígenas e a necessidade de proteger toda a herança cultural que os mesmos carregam consigo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Sou o pré-candidato ‘dos vermelhos'”, diz Rubens Júnior após reunião com o PT

Na tarde de ontem (8), o pré-candidato à Prefeitura de São Luís pelo PCdoB, o secretário estadual das Cidades, Rubens Júnior, afirmou que pretende se eleger com o apoio do PT no pleito municipal de 2020.

O anúncio foi feito por meio da sua conta no Twitter, onde foi postada uma foto da reunião que ocorreu entre integrantes do PCdoB e do PT.

Na postagem, Rubens Júnior, que também deputado federal, mas está licenciado, disse que está pronto para repetir os bons resultados do governo do ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva em São Luís.

” Sou o pré-candidato ‘dos vermelhos’ e estou pronto para repetir em São Luís os bons resultados do governo Lula, e também os grandes avanços do governador Flávio Dino para o Maranhão. O PCdoB e o PT são aliados históricos e seguiremos unidos.”


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.