Poder

Câmara barra pedido de impeachment de Edivaldo Holanda Júnior

A Câmara de Vereadores de São Luís barrou, nesta segunda-feira (20) o pedido de abertura do processo de impeachment do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT).

A denúncia foi formalizada pelo advogado Pedro Michel da Silva Serejo, que alegou que o chefe do Executivo Municipal cometeu crime de improbidade administrativa grave ao efetuar o pagamento de R$ 38 milhões por meio da PL 55/2019 à empresa SLEA São Luís Engenharia sem autorização da Casa Legislativa (saiba mais).

Dos 28 parlamentares, 3 votaram a favor de abrir o processo na Casa Legislativa, Marcial Lima, César Bombeiro e Estevão Aragão.

25 vereadores votaram contra o pedido: Isaias Pereirinha, Silvinho Abreu, Fátima Araújo, Afonso Manoel, Concita Pinto, Astro de Ogum, Edson Gaguinho, Josué Pinheiro, Sá Marques, Dr. Gutemberg, Raimundo Penha, Paulo Victor, Marcelo Poeta, Antonio Garcez, Aldir Júnior, Ricardo Diniz, Barbara Soeiro, Marquinhos, Nato Júnior, Pavão Filho, Genival Alves, Joãozinho Freitas, Umbelino Júnior, Chaguinhas e Beto Castro.

Os parlamentares Chico Carvalho e Honorato Fernandes se abstiveram.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Othelino Neto recebe visita de cortesia do prefeito Edivaldo Holanda Júnior

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, nesta sexta-feira (19), a visita de cortesia do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que, acompanhado do vice-prefeito Júlio Pinheiro (PCdoB), veio trazer os cumprimentos ao presidente da Casa, desejando sucesso na jornada à frente do Legislativo Estadual.

Durante o encontro, o prefeito de São Luís ressaltou a relação de amizade que tem com o presidente Othelino Neto, que, segundo ele, vai além do relacionamento político. Edivaldo também desejou sucesso ao parlamentar e destacou a sua trajetória de luta pelo Maranhão.

“Viemos trazer um abraço ao deputado estadual e, agora, presidente da Assembleia, Othelino Neto. Somos amigos de longas datas. Ele é um grande companheiro, um homem íntegro, que tem uma história no nosso Estado, que já vem de muitas lutas. Agora, tem a nobre missão de presidir a Assembleia Legislativa e desejamos sucesso”, assinalou Edivaldo Holanda Júnior.

O vice-prefeito Júlio Pinheiro destacou a importância da Assembleia Legislativa e também desejou sucesso ao presidente da Casa. “Nós sabemos da importância singular da Assembleia. Essa Casa tem cumprido um papel importante no tocante às demandas e projetos para avançar na perspectiva do desenvolvimento do Maranhão”, completou.

O presidente Othelino Neto agradeceu a visita e frisou que, além da representatividade de ser o prefeito da capital, Edivaldo Holanda Júnior é um amigo particular e grande aliado político. “O prefeito Edivaldo é uma pessoa muito querida, um aliado de várias eleições, assim como o seu pai, o deputado Edivaldo Holanda. A visita dele me alegra muito, por ser um quadro político importante, um jovem prefeito já reeleito, que, da forma como vem conduzindo sua gestão, certamente ainda terá muitos voos, mais altos, na política do Maranhão”, declarou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

TRE decide pelo arquivamento de ação contra Edivaldo Júnior

Nesta terça-feira (17), o Tribunal Regional Eleitoral manteve, por maioria de votos, decisão do juiz eleitoral da 1ª zona de São Luís que julgou recurso na ação 354-78 interposto por Eduardo Salim Braide contra Edivaldo de Holanda Braga Júnior e Antônio Julio Gomes Pinheiro, eleitos prefeito e vice em 2016, como decadente por não ter indicado, no prazo de propositura da ação, os responsáveis pela prática do abuso de poder que deveriam ter sido chamados a integrar a questão.

O relator Ricardo Duailibe, acompanhado pelos membros Sebastião Bonfim, Kátia Coelho e Daniel Blume, votou pela extinção do processo com resolução do mérito por decadência, igual havia decidido o juiz de primeiro grau. Divergiu da tese o juiz federal Ricardo Macieira e, com voto-vista, o membro Eduardo Moreira declarou-se suspeito, o que encerrou o julgamento em 4 a 1.

Na ação, Edivaldo Holanda Jr respondia pela prática de abuso do poder político e econômico por uso de propaganda institucional durante o período eleitoral em outdoor e equipamentos urbanos (paradas de ônibus), bem como em redes sociais da Prefeitura.

Em seu voto, o relator destacou que qualquer benefício eleitoral alcançado pelo candidato Edivaldo Holanda pressupõe a existência de conduta abusiva praticada por um terceiro, logo, sujeito passível de sofrer as sanções previstas na legislação eleitoral. “Como se vê, em todos os fatos narrados, o que se percebe é que em nenhum deles se pode atribuir aos investigados qualquer responsabilidade na sua realização”.

Desta forma, o TRE-MA entendeu que Edvaldo e Julio teriam sido tão-somente beneficiados por essas supostas condutas abusivas, devendo o julgamento ser o mesmo para todas as partes envolvidas, pois a decisão que reconhecesse a ocorrência de abuso do poder seria a mesma para todos e apenas os seus efeitos é que seriam aplicados de modo diverso, conforme a parte seja ou não titular de cargo eletivo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino recebe prefeitos da Região Metropolitana de São Luís

reuniao-com-prefeitos-eleito-na-regiao-metropolitana-foto-gilson-teixeira-12

O governador Flávio Dino reuniu os quatro prefeitos que comandarão os municípios da Ilha de São Luís a partir de 2017, no Palácio dos Leões, na tarde desta segunda-feira (7). Edivaldo Holanda Júnior (São Luís), Luís Fernando (São José de Ribamar), Domingos Dutra (Paço do Lumiar) e Talita Laci (Raposa) discutiram com a equipe do Governo do Estado a implementação da Região Metropolitana da Grande São Luís e a integração imediata de políticas públicas em áreas definidas como prioritárias pelos gestores.

A reunião foi o primeiro encontro do governador com os prefeitos eleitos da Ilha de São Luís, e marca o diálogo inédito do Governo com os municípios que compõe a maior Região Metropolitana do estado. Durante a reunião, Flávio Dino ouviu as demandas das quatro cidades, e, a partir do consenso entre os gestores, foram definidos cinco temas prioritários: produção, segurança, mobilidade urbana, turismo, resíduos sólidos.

“Escolhemos alguns temas prioritários que imediatamente vão determinar uma agenda de trabalho entre o Governo do Estado e os municípios para que possamos otimizar os recursos e prestar um serviço de mais qualidade”, realçou o governador.

O prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando, destacou que é louvável a reunião dos quatro prefeitos da Grande Ilha para que as ações de gestão metropolitana se iniciem o mais rápido possível. “Tenho a expectativa que muitas parcerias podem ser feitas imediatamente a partir de janeiro para garantir mais celeridade da implementação das políticas públicas e para potencializar o esforço que cada administração municipal vai fazer em benefício do cidadão”, reiterou.

De acordo com a prefeita eleita de Raposa, Talita Laci, esse encontro é um momento histórico e esperado pela população de toda a Região Metropolitana. “Nós temos hoje quatro prefeitos que estão discutindo os principais temas em conjunto e acredito muito que esse diálogo vai beneficiar muito a toda a população”, enfatizou a futura gestora.

Região Metropolitana da Grande São Luís

Durante a reunião, a equipe da Secretaria de Estado das Cidades (Secid) apresentou a Lei Complementar Estadual nº 174 de 25 de maio de 2015, que institui a criação da Região Metropolitana da Grande São Luís em conformidade com o Estatuto das Metrópoles.

Composto de 13 municípios (São Luís, São José de Ribamar, Raposa, Paço do Lumiar, Alcântara, Bacabeira, Rosário, Axixá, Santa Rita, Presidente Juscelino, Cachoeira Grande, Morros e Icatu), o projeto engloba uma população de 1,6 milhão de habitantes e que detém quase 40% do PIB do Maranhão.

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior explicou que a criação da Região Metropolitana prevê a implantação da Agência Metropolitana, do Fundo Metropolitano e da instalação dos conselhos com o objetivo de identificar os projetos estratégicos e as funções públicas de interesse comum existentes que afetam a municipalidade. “Esta reunião foi muito importante para a cidade de São Luís e as cidades vizinhas”, realçou.

Para Domingos Dutra, a reunião é histórica porque o assunto é debatido desde 1989, já foi regulamentado por várias leis, mas é a primeira vez que um governador de Estado resolve colocar isso na pauta como prioritário. “Sem a ação do Governo, a Região Metropolitana não acontece. Já definimos um calendário para decidir legalmente sua implementação”, pontuou Dutra.

O objetivo é que, a partir do encontro desta segunda-feira, o governador reúna os 13 municípios que farão parte da Metropolização para definir a estrutura de governança interfederativa própria e o plano de desenvolvimento urbano integrado aprovado mediante lei estadual. “O reconhecimento da metropolização é fundamental. Há uma determinação única da nossa história por parte do Governo do Estado e dos quatro municípios da ilha de, de fato, haver uma implementação da Região Metropolitana, constante de lei federal e de lei estadual”, explicou o governador.

De acordo com Flávio Dino, inicialmente o Governo do Estado partirá dessa articulação com as cidades que compõe a Ilha, mas o objetivo é chegar aos 13 municípios da Região Metropolitana que representam 1,6 milhão habitantes que serão atingidos nessa maior vinculação e na melhor organização dos serviços públicos nesta área. “Teremos ações, portanto, ações imediatas e uma mais de médio prazo em um cronograma de cerca de 12 a 18 meses que vai levar a constituição jurídica, plena da Região Metropolitana nos termos da lei”, complementou Flávio Dino.

Também participaram da reunião o vice-governador Carlos Brandão, e os secretários de Estado Marcelo Tavares (Casa Civil), Márcio Jerry (Comunicação Social e Assuntos Políticos), Clayton Noleto (Infraestrutura), e Cynthia Mota (Planejamento e Orçamento).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Marqueteiro de Edivaldo também quer indicar secretário de Comunicação

5

O homem por trás da bem sucedida campanha de Edivaldo Holanda Junior (PDT) à reeleição, o marqueteiro Evilson Almeida também está querendo indicar o próximo titular da Secretaria de Comunicação de São Luís, em substituição à atual titular, a radialista Conceição Castro.

Quem também está tentando emplacar um secretário de Comunicação é o deputado federal e presidente do PDT no Maranhão, Weverton Rocha. (Relembre aqui)

É consenso entre políticos, jornalistas e profissionais de marketing que a campanha planejada por Evilson fora indispensável para a esmagadora vitória de Edivaldo. Marqueteiro das campanhas vitoriosas de todos os prefeitos de São Luís nas últimas duas décadas, à exceção de João Castelo, Almeida conhece o eleitorado da capital como ninguém.

Proprietário da Imagine Comunicação, Evilson quer a ex-colaboradora, jornalista Viviane Leite, na pasta. Ex-adjunta da Secom da capital, Viviane atualmente exerce a superintendência de Imprensa do Governo do Maranhão.

Além de Viviane, estão no páreo os blogueiros Jorge Vieira, Marcelo Minard, e o suplente de vereador Batista Matos, que faz lobby pesado para voltar à função que exercera entre 2015 e 2016, por indicação do ex-governador José Reinaldo Tavares.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Apenas promessas Edivaldo???

O prefeito reeleito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior voltou a fazer promessas grandiosas, bem como nas eleições de 2012, onde conseguiu ganhar os eleitores com o discurso da mudança e com promessas, a exemplo do elevado da Forquilha, que nem sequer foi para o papel.

Na quinta-feira (27), antes da eleição, Edivaldo postou em sua página do Facebook que, se eleito, vai construir passarelas com elevadores para facilitar a travessia dos pedestres nos pontos mais críticos e perigosos do trânsito de São Luís. Basta saber se essa proposta não é apenas eleitoreira para atrair o voto dos indecisos.

“Sei que a maior parte das vítimas de acidentes de trânsito são os pedestres. Por isso, vou implantar passarelas com elevadores em locais onde há grande fluxo de pessoas como as avenidas Carlos Cunha, Africanos e nos Shoppings Tropical, da Ilha e Rio Anil. Dessa forma, a população pode fazer a travessia com mais segurança e os motoristas poderão trafegar com mais fluidez. É assim que vamos continuar seguindo em frente pelos próximos quatro anos”, prometeu Edivaldo.

Agora, com a reeleição de Holandinha, a população ludovicense vai cobrar a promessa.

Se ele honrará com sua palavra, só o tempo dirá.

2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Mulher tatua em seu braço números de Edivaldo Júnior

Um caso bastante engraçado e curioso foi divulgado nas redes sociais, nesta segunda-feira (31).

Uma mulher, cuja identidade não foi revelada, tatuou em seu braço os números que foram do prefeito reeleito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), quando ele se candidatou e foi vencedor nas eleições municipais e estaduais entre os anos de 2004 a 2016.

As fotos foram postadas no Instagram e no Facebook.

Veja abaixo:

img-20161031-wa0050

thumbnail_img-20161031-wa0051


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Edivaldo Júnior diz que ficará até 2020 na Prefeitura

edivaldo

O prefeito reeleito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), rechaçou as suposições de que sairia como candidato nas eleições estaduais e afirmou que ficará até 2020, ano que acaba o seu 2º mandato como gestor municipal.

A declaração foi dada durante a entrevista no JMTV, da TV Mirante.

“Nosso compromisso é de ficar até o último ano da nossa gestão. Fui eleito com a bênção de Deus e com a vontade popular para ser prefeito de São Luís. Ficaremos por mais quatro anos administrando a nossa cidade”, declarou.

As hipóteses sobre uma possível saída de Holandinha da Prefeitura para se candidatar ou como deputado federal ou como senador da República surgiram durante a campanha para o 2º turno das eleições municipais.

Vários meios de comunicações disseram que essa seria a estratégia do governador do Maranhão, Flávio Dino, do secretário de Comunicação, Márcio Jerry, ambos do PCdoB, e seus correlegionários para que o agora vice-prefeito, Júlio Pinheiro (PCdoB), assumisse o Executivo de São Luís.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão / Política

Futuro político de Edivaldo Júnior vai depender dos próximos 4 anos

thumbnail_caminhada-de-edivaldo-no-lira-146

No último domingo (30), Edivaldo Holanda Júnior (PTD) saiu vitorioso das urnas no 2º turno em São Luís.

No entanto, a diferença entre o prefeito reeleito e o adversário, Eduardo Braide (PMN), foi de apenas 41.651 votos (7,88%). Esses números dizem muito sobre como a população está vendo o governo do pedetista na capital maranhense, e devem servir como uma reflexão a Edivaldo Júnior.

Os dados revelam que os cidadãos ludovicenses estão mais atentos e se informando cada vez mais acerca das ações de Holandinha enquanto gestor público. Portanto, está na hora de parar e refletir os reais motivos que levaram 46,06% do eleitorado de São Luís a votar no candidato Eduardo Braide para governar a cidade.

É necessário que o prefeito faça uma análise de todo o seu mandato anterior e reveja os erros e acertos, afinal os próximos quatro anos servirão de “vitrine” para que cada cidadão possa observar os passos do prefeito. Desse modo, permitir que ele alce voos mais altos na política maranhense.

Caso, cometa os mesmos erros da gestão passada, Edivaldo poderá encerrar a sua carreira política ao final de 2020. Portanto, terá que honrar os 285.242 mil votos que recebeu e cumprir o seu comprimisso com 100% da população de São Luís dando equidade às ações e investindo muito no bem‐estar da população.

Para sobreviver politicamente, precisará mais de aplausos do que de vaias pelos próximos quatro anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Veja os detalhes da votação em São Luis por Zonas Eleitorais

1475698943-546386815

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) que venceu o 2º turno da eleição em São Luís foi o mais votado em oito das nove Zonas Eleitorais.

O candidato do PDT obteve 53,94% (285.242 votos) e Eduardo Braide (PMN) 46,06% (243.591 votos), segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os maiores percentuais de votação obtidos por Holanda Júnior foram registrados na 2ª, 10ª e 88ª Zonas Eleitorais.

Já o candidato Eduardo Braide (PMN) foi o primeiro colocado apenas na 1ª Zona Eleitoral, que abrange os bairros da região central de São Luís.

Veja a votação dos candidatos por Zonas Eleitorais:

1ª Zona Eleitoral

Bairros: Centro, Lira, Canto da Fabril e Lira

Edivaldo – 26.851 votos (38,37%)
Eduardo – 32.332 votos (54,63%)
Brancos – 867 votos (1,40%)
Nulos – 1.750 votos (2,83%)

2º Zona Eleitoral

Bairros: Monte Castelo, João Paulo, Filipinho, Bairro de Fátima, Coroado e Sacavém

Edivaldo – 33.123 votos (55,58%)
Eduardo – 26.475 votos (44,42%)
Brancos – 983 votos (1,58%)
Nulos – 1.566 votos (2,52%)

3ª Zona Eleitoral

Bairros: Alemanha, Camboa, Ivar Saldanha, Monte Castelo, Liberdade, Jordoa e Caratatiua

Edivaldo – 31.395 votos (52,77%)
Eduardo – 28.094 votos (47,23%)
Brancos – 1.106 votos (1,76%)
Nulos – 137 votos (3,41%)

10ª Zona Eleitoral

Bairros: Vila Palmeira, Radional, Vila Lobão, Santa Cruz, Anil, Aurora, Ipase, Maranhão Novo, Bequimão, Angelim, Cohab Anil III, João de Deus, Vila Isabel Cafeteira e Santo Antônio

Edivaldo – 36.988 votos (56,89%)
Eduardo – 28.025 votos (43,11%)
Brancos – 1.155 votos (1,69%)
Nulos – 2.020 votos (2,96%)

76ª Zona Eleitoral

Bairros: Renascença, Cohama, São Francisco, Vinhais, Cohama, Vicente Fialho, Vila Fialho e Cohaserma

Edivaldo – 28.775 votos (54,58%)
Eduardo – 23.946 votos (45,42%)
Brancos – 896 votos (1,62%)
Nulos – 1.842 votos (3,32%)

88ª Zona Eleitoral

Bairros: Turu, Cohab Anil IV, Divineia, Cohab Anil, Cohatrac III, Cohatrac II, Vila Luizão, Sol e Mar, Bom Jardim Turu, Olho d’Água, Habitacional Turu, Cohatrac e Primavera

Edivaldo – 34.201 votos (54,94%)
Eduardo – 28.055 votos (45,06%)
Brancos – 1.088 votos (1,65%)
Nulos – 2.509 votos (3,81%)

89ª Zona Eleitoral

Bairros: Santa Bárbara, Estiva, Quebra Pote, São Cristóvão, Tibiri, Cidade Operária, Itapera, Taçjaçoaba, Rio Grande, Jardim São Cristóvão, Vila Brasil, São Raimundo, Jardim América, Vila Magril, Cajupe, Vila Janaína, Santa Clara, São Bernardo, Vila Cascavel, Cidade Olímpica e Tajipuru

Edivaldo – 47,45% (30.662 votos)
Eduardo – 22,90% (14.800 votos)
Brancos – 2.165
Nulos – 3.165

90ª Zona Eleitoral

Bairros: Sacavém, Parque Timbira, Estiva, Maracanã, Pedrinhas, Coheb Sacavém, Coqueiro, Vila Itamar, Vila Sarney, Rio Grande, Porto Grande, Tauá-Mirim, Coroadinho, Estiva e Vila Nova República

Edivaldo – 27.111 votos (55,76%)
Eduardo – 21.512 votos (44,24%)
Brancos – 748 votos (1,49%)
Nulos – 916 votos (1,825)

91ª Zona Eleitoral

Bairros: Anjo da Guarda, Fumacê, Bonfim, Vila Embratel, Bacanga, Vila São Luís, Vila Nova, Vila Isabel, Vila Bacanga, Mauro Fecury I e Cidade Nova

Edivaldo – 31.500 votos (55,19%)
Eduardo – 25.575 votos (44,81%)
Brancos – 794 votos (1,34%)
Nulos – 1.239 votos (2,10%)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.