Poder

Edivaldo Júnior é escolhido candidato da oposição e Palácio também segue na disputa

Blog do Luis Cardoso

Edivaldo Holanda Júnior

Edivaldo Holanda Júnior

Somente hoje pela manhã o consorcio de candidatos da oposição decidiu que o nome do deputado federal licenciado Edivaldo Holanda Junior (PTC) é o mais viável para disputar a Prefeitura de São Luís.

Tadeu Palácio, que também estava no consorcio, vai continuar como candidato.

Amanhã, o presidente da Embratur, Flavio Dino (PCdoB), estará em São Luís para anunciar oficialmente  nome de Edivaldo Holanda Júnior como seu candidato. E mais: estará no palanque de Júnior.

O ex-prefeito Tadeu Palácio não gostou da decisão dos partidos e anuncia também amanhã, na sede do PP, que permanece candidato.

A posição de Palácio não causou surpresa, ele sempre fez politica voltado para o seu projeto pessoal.

A deputada estadual Eliziane Gama vai aguardar a decisão do Diretório Estadual e Municipal do PPS. A Direção do partido da parlamentar já sinalizou que apoiará a reeleição do prefeito João Castelo (PSDB).

Já o ex-deputado federal Roberto Rocha anunciou que a decisão do Diretório Municipal do PSB vai com Edivaldo Holanda Júnior.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Pesquisa: Castelo, Tadeu e Edivaldo Jr estão empatados tecnicamente

Blog do Gilberto Leda

Castelo, Tadeu Palácio e Edivaldo Holanda Júnior

Castelo, Tadeu Palácio e Edivaldo Holanda Júnior

 

A segunda pesquisa eleitoral realizada pela Escutec em 2012 revela um cenário praticamente inalterado em relação à consulta anterior, de abril (reveja).

Nas três primeiras posições, permanecem, nesta ordem, o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP), o atual, João Castelo (PSDB), e o deputado federal Edivaldo Holanda Jr. (PTC). Todos empatados tecnicamente.

Se as eleições fossem hoje, Palácio teria 21,3% dos votos, contra 20,4% de Castelo. Holanda Jr. aparece com 17,9%. As variações de Tadeu e Edivaldo Jr deram-se dentro da margem de erro, de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, em, relação à pesquisa de abril (veja o gráfico completo acima).

Castelo foi o único que oscilou positivamente fora dessa margem.

A pesquisa, contratada pelo PDT,  foi registrada no TRE sob o protocolo 23/2012 e ouviu 856 entrevistados entre os dias 18 e 20 de maio.

Segundo turno

Nas simulações de segundo turno, o prefeito João Castelo perde para três dos quatro candidatos do “consórcio” controlado por Flávio Dino (PCdoB). O tucano só bate Roberto Rocha neste cenário.

Veja os números para estas simulações:

João Castelo – 30,3% X Tadeu Palácio – 40,3%

João Castelo – 32,2% X Eliziane Gama – 33,3%

João Castelo – 31,1% X Edivaldo Holanda Jr – 40,3%

João Castelo – 35,2% X Roberto Rocha – 24,3%

O prefeito João Castelo também vence o pré-candidato do PT, vice-governador Washington Luiz. Se fossem os dois no segundo turno, o cenário seria o seguinte:

João Castelo – 35,7% X Washignton Luiz – 21,6%

PS.: Apesar de recente, a pesquisa pode já não refletir o cenário real da disputa na capital. Como foi realizada entre os dias 18 e 20 de maio, a consulta não inclui a percepção do eleitorado sobre a saída de José Reinaldo (PSB) do grupo comandado por Flávio Dino (PCdoB) e sua nomeação para a Secretaria de Governo na administração João Castelo (PSDB).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Partidos de oposição ainda mantêm 400 cargos no Município

O Estado do Maranhão

Quatro dos cinco partidos que oficialmente se afastaram do prefeito João Castelo (PSDB) para disputar contra ele a eleição de outubro em São Luís ainda mantêm juntos mais de 400 cargos na administração tucana. Só o PTC, de Edivaldo Holanda Júnior (PTC), tem 300 cargos de Serviços Prestados na estrutura do município. É a legenda com o maior número de correligionários abrigados na administração da capital.

PDT, PPS e PSB mantêm secretarias, diretorias e cargos no primeiro e segundo escalões. “O PPS continua todo no governo. Só quem deixou foi Othelino Neto, para ser deputado estadual. Os demais militantes do PPS continuam todos lá”, garante a deputada Gardeninha Castelo (PSDB), filha do prefeito. De todos os partidos que se juntaram ao PCdoB numa ‘frente de oposição’ contra Castelo, apenas o PP, que tem como pré-candidato o ex-prefeito Tadeu Palácio, deixou totalmente a administração castelista.

A manutenção de cargos na administração que querem derrotar gera uma curiosa condição entre os partidos oposicionistas de São Luís: pela primeira vez, os pré-candidatos de oposição têm a militância ‘bancada’ pelo próprio adversário. Castelo, por sua vez, deixa a coisa acontecer como se nada tivesse a ver com isso, numa espécie de constrangimento público a essas legendas.

Os 300 cargos, tipo ‘Serviço Prestado’ indicados pelo PTC, foram confirmados pelo próprio líder do partido, suplente de deputado Edivaldo Holanda, no fim de março. Ele justificou que os ‘servidores’ trabalham para o próprio Castelo, mas poderiam deixar de apoiá-lo se fossem exonerados por represália do prefeito.

O PDT é o maior beneficiário de cargos de primeiro escalão na gestão castelista, entre os partidos que formam oposição ao prefeito. Tem até mais secretarias que o próprio PSDB. Mantém as pastas de Trânsito e Transporte, de Abastecimento e Pesca, da Cultura, e a diretoria da Mulher, além de várias assessorias.

Na semana passada, após o presidente do diretório municipal do partido, Weverton Rocha, anunciar apoio ao candidato Edivaldo Holanda Júnior, os secretários Clodomir Paz e Júlio França deixaram os cargos à disposição do prefeito, e, depois, anunciaram que a decisão de exonerá-los, ou não, é do prefeito João Castelo. “Quem está [na administração] é por que quer ficar e apoia o prefeito”, respondeu Gardeninha Castelo. Leia mais aqui


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Escola de Edivaldo Holanda tem desempenho baixíssimo no Enem 2010

Rivana Berenice

Rivana Berenice

A escola de propriedade da família Holanda, que tem a frente o suplente de deputado estadual, Edivaldo Holanda (PTC) e sua esposa Vânia Adjine Holanda, não conseguiram se quer enquadrar no grupo das cem melhores escolas com pontuação acima do esperado pelo Enem 2010.

O Ministério da Educação divulgou nesta segunda-feira, 12, a pontuação das escolas pública e particulares que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2010).

Na lista das cem piores escolas a Universidade Infantil Rivanda Berenice Ltda., se destaca como uma das primeiras, onde obteve um péssimo desempenho em pontuação no Exame que foi realizado em 2010, como se observa abaixo:

Pontuação da escola de Edivaldo Holanda no Enem 2010

A escola que leva o nome da primeira esposa de Edivaldo Holanda, onde acabou falecendo na realização do parto de Edivaldo Holanda Júnior, hoje deputado federal pelo PTC.

O blog apurou de próprios alunos da instituição que alegaram problemas na infraestrutura, falta de ventilação nas salas de aula, falta de cobertura na quadra de esporte, falta de laboratórios de informática e bebedouros danificados. Este é o caso da escola particular Rivanda Berenice.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.