Categorias

Rodrigo Lago é indicado para 1ª vice da Assembleia; Ana do Gás causa embaraços

Ana do Gás não aceita resultado democrático na escolha do seu amigo de partido, deputado Rodrigo Lago.
Ana do Gás não aceita resultado democrático na escolha do seu amigo de partido, deputado Rodrigo Lago.

Deputado estadual eleito com 43.292 votos, o advogado e ex-secretário de Estado, Rodrigo Lago (PCdoB), conseguiu, democraticamente a indicação do seu partido para ocupar a vaga da 1ª vice-presidência da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa biênio 2023/2024.

Em reunião na sede do Partido Comunista, Lago venceu com os votos dos deputados Othelino Neto e Júlio Mendonça a sua concorrente, deputada Ana do Gás, que teve apenas o apoio do deputado Ricardo Rios.

Insatisfeita com o resultado democrático acordado pela federação das siglas, Ana criou um fato inusitado na história da política do Maranhão ao lançar seu nome como “candidata avulsa” para concorrer ao cargo que iniciará na legislatura no dia 1º de fevereiro.

O movimento da parlamentar que, busca substituir o deputado reeleito Glalbert Cutrim (PDT) na 1ª vice, é encarado de forma negativa com intuito de gerar constrangimento entre o ministro da Justiça Flávio Dino e governador Carlos Brandão, ambos do PSB.

Reincidente em causar embaraços, Ana do Gás usa da velha estratégia de utilização da pauta feminista como aporte para sua empreeitada de emplacar nos postos de poder.

Em abril de 2022, ela protagonizou, também, uma grande saia justa para o governador recém empossado Brandão quando atiçou movimentos sociais para impedir a indicação da administradora Agnes Oliveira ao cargo de secretária da Mulher (reveja). Agnes é esposa do deputado eleito Francisco Nagib.

O argumento, na ocasião, foi de que a pasta precisava de uma mulher negra e indicou a professora Antonieta Lago, sua aliada.

Agora, repete a mesma estratégia que vai completamente na direção contrária do que defendem os líderes do grupo: “a unidade política”.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *