Categorias

Braide volta a exonerar 12 servidores da Comissão Permanente de Licitação de São Luís

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (PSD), decidiu fazer uma verdadeira limpeza na Comissão Permanente de Licitação e exonerou mais doze pessoas do órgão.

Os atos foram publicados na edição extra do Diário Oficial do Município na quarta-feira (15).

Foram demitidos a chefe da Assessoria de Procedimentos Licitatórios, Rosana Carvalho Reis, os assessores de Procedimentos Licitatórios, Joaquim Leandro Carvalho Lobato Nunes, Adélia Borges Machado Aragão, Elany Danyelle Correira de Oliveira, Fabíola de Paula Veras Ramos e Michelle Lindoso Moreira, as analistas jurídicas Janaína Moraes Saldanha e Caroline de Azevedo Moreira Serra, a chefe da Assessoria Jurídica, Katiana Parga Nunes, as assessoras de Planejamento Estratégico, Isabela Martins Silva, Ana Paula de Oliveira Monteiro Garcia, e Ana Paula Costa Nunes.

No dia 13, Braide demitiu 13 servidores da CPL (reveja aqui): o coordenador administrativo financeiro da Comissão, Omar Ferreira, o assessor jurídico Marcus Vinicius Silva, o analista jurídico Marcelo Bonfim Pereira, os assessores de planejamento estratégico, Luís Gustavo Marques e Lia Bastos Brandão, a coordenadora de Recursos Humano, Ildilene Camilo Pinho, e os membros da Comissão Central de Licitação, Wilma Freitas Rodrigues, Maura Helena Ferreira, Lilian Ribeiro de Santana, Janilda Ismênia Junqueira Lopes, Cayro Alencar, Amanda Dias Saldana, e Alexandre Souza Farias.

Dois antes, o presidente da CPL, Washington Ribeiro Viêgas Neto, foi dispensado pelo gestor municipal.

As demissões em massa vem ocorrendo em meio ao escândalo do contrato milionário firmado entre a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) e Aroma & Sabor Alimentos Ltda, conhecida como restaurante Pier 77.

Os trâmites da contratação foram realizados pela CPL e obteve o aval da titular da pasta, Ana Carolina Mitri da Costa, no dia 2 de maio.

O PIER 77 pertence aos sócios Dmitrii Gainer e Arthur Henrique Segalla de Carvalho Pereira e foi contratada para prestar serviços de nutrição e alimentação hospitalar para as unidades Hospital de Urgência e Emergência Dr. Clementino Moura (SocorrãoII), Casa de Parto Nazira Assub, Hospital da Criança, Pronto Socorro do Anil, CAPS AD, CAPS II e CAPS Infantil.

Segalla foi assessor parlamentar do prefeito Braide, na época em que foi deputado estadual. A sua nomeação ocorreu em janeiro de 2012.

One thought on “Braide volta a exonerar 12 servidores da Comissão Permanente de Licitação de São Luís

  1. Neto, os trâmites do Emergencial não são feitos pela CPL, isso todo mundo sabe. Emergencial é uma Dispensa de Licitação, é feita pelo órgão, no caso, a Semus. Quem tem esclarecer os fatos são os servidores da Semus e a Secretaria de lá. CPL houve a troca pq quem chega vem com sua equipe de confiança, fato absolutamente normal. Agora a Secretaria de Saúde deve explicações para a sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *