Maranhão

Tremor no Maranhão já foi sentido em pelo menos 17 municípios

1483458976-331366431

Até o início da tarde desta terça-feira (3), tremores registrados no Maranhão foram relatados em pelo menos 17 municípios. O levantamento do Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) é feito com ajuda de internautas.

Registros já foram feitos em São Luís, Timon, Chapadinha, Urbano Santos, Presidente Vargas, Itapecuru Mirim, Pinheiro, Rosário, Icatu, Caxias, Codó, Bacabal, Grajaú, Miranda do Norte, Vargem Grande, São José de Ribamar e Belágua.

“Estava no local de trabalho e senti a mesa do computador balançando um pouco. A cadeira em que eu estava também”, contou o morador Saymon Lisboa, de Pinheiro. O mesmo ocorreu com o internauta Luís Fernando Lopes, de Rosário. “Eu estava sentado jogando no meu computador quando senti a cadeira e o monitor balançarem um pouco”, disse. Em Urbano Santos, o internauta Mateus Evangelista disse que estava dormindo quando acordou com a cama balançando. “Fiquei em pânico. Coisa de filme”, afirmou.

As causas do terremoto que atingiu o Maranhão nesta terça-feira (3) ainda não foram totalmente explicadas. Mas, segundo o geólogo Sebastião Correia, uma das possíveis causas do tremor no Estado foi um terremoto registrado no Chile, de magnitude 8.4, que foi muito forte e de grande profundidade.
Depois das ocorrências, o Corpo de Bombeiros do Maranhão e a Defesa Civil afirmaram que já enviaram equipes para o interior do estado

Fonte: O Estado do Maranhão

Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Bombeiros são deslocados para Belágua, uma das cidades mais atingidas pelo terremoto

15781494_1157967644322192_4022336482117635605_n

O Corpo de Bombeiros deslocou diversas equipes para o município de Belágua, localizado a 280 km de São Luís, nesta terça-feira (3), após o terremoto que atingiu o Estado. De acordo com o Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), a cidade de Belágua foi o centro do abalo sísmico.

De acordo com nota do governo do Estado, os Bombeiros foram deslocados para ficarem à disposição da população e orientá-la sobre como agir em caso de novos abalos sísmicos.

O terremoto causou pânico em moradores de São Luís. Um vídeo obtido pelo Blog do Neto Ferreira mostrou a correria de um grupo de servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed). O terremoto fez o prédio tremer, causando pânico nas pessoas. Veja clicando aqui.

— Leia também

Terremoto na costa do Chile pode ter causado o tremor de terra no MA

São Luís poderá ser atingida por novos tremores, diz professor da UEMA

USP e UNB divergem sobre terremoto no Maranhão


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Epicentro de terremoto que atingiu o Maranhão foi registrado em Belágua

img-20170103-wa0039

O Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) confirmou que o epicentro do terremoto de 4,6 graus que atingiu o Maranhão foi registrado na cidade de Belágua.

O abalo sísmico foi sentido em várias cidades do interior do estado, inclusive em São Luís. Na capital maranhense, diversos prédios foram evacuados nos bairros do Calhau, Renascença, Centro, Ponta do Farol, Angelim, Recanto dos Vinhais, Cohama.

Os moradores dos municípios de Nina Rodrigues, Itapecuru, Vargem Grande, Timon, Axixá e São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos e, Belágua, registraram os tremores.

img-20170103-wa0033

img-20170103-wa0040

img-20170103-wa0041


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Obras de melhorias sanitárias vão custar R$ 741 mil em Belágua

Em Belágua, as obras de melhorias sanitárias domiciliares vão custar a generosa quantia de R$ 741.095,05 ( setecentos e quarenta e um mil, noventa e cinco reais e cinco centavos) aos cofres públicos, conforme extrato do contrato.

A parceria foi celebrada no dia 19 de julho deste ano e tem vigência de 360 dias. A empresa do ramo de engenharia civil que faturou o contrato foi a Astros Construções Terraplanagem e Comércio, do município de Pinheiro.

O documento foi assinado pelo prefeito de Belágua, Adalberto do Nascimento Rodrigues. Confira:

belagua

2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Belágua vai pagar R$ 1,7 milhão em combustíveis

R$ 1.795.750,00 ( um milhão, setecentos e noventa e cinco mil, setecentos e cinquenta reais). Esse foi o valor absurdo despendido pela Prefeitura de Belágua com combustíveis e derivados de petróleo.

A empresa que faturou a prestação de serviço foi a Washington Aguiar Lopes ( Auto Posto Progresso II), de São benedito do Rio Preto. O acordo foi assinado pelo prefeito de Belágua, Adalberto do Nascimento Rodrigues, no dia 4 de julho deste ano e tem vigência de 176 dias.

O contrato foi divido em três lotes, que devem atender às secretarias municipais de Educação (R$ 596.750,00), Administração (R$ 738.350,00) e Saúde (R$ 460.650,00).

Essa contratação exorbitante precisa ser apurada pelo Ministério Público Estadual. Vale destacar que Belágua foi apontada pelo IBGE como o município mais pobre do Brasil e ganhou destaque nacional no ano de 2014 pela condição lamentável.

Mesmo com o dados negativos, nada tem sido feito pela gestão municipal para reverter o quadro. Muito pelo contrário, gastos desnecessários estão sendo efetuados.Enquanto isso, população continua sofrendo com a falta de investimentos nos serviços básicos e com a pobreza extrema.

Belagua

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Marido da prefeita de Urbano Santos quer se apoderar do poder de Belágua

Blog Kiel Martins

1926723_648985238580808_9161436385772680342_n

O marido da prefeita de Urbano Santos Hérlon Costa, quer ser prefeito da cidade mais pobre do Brasil Belágua.

A saúde da cidade de Urbano Santos vai de mal a pior, lixo espalhado pelas ruas, a não manutenção de praças, avenidas e patrimônio público, entram na lista dos males que Iracema Vale fez e vem fazendo na cidade da qual administra.

Lamentável!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

O que muda no Maranhão com a visita de Dilma Rousseff?

Dilma Rousseff estará em São Luís na segunda-feria, 10

Dilma Rousseff estará em São Luís na segunda-feria, 10

Com mais de 6 milhões de habitantes, o Maranhão é um dos estados mais ricos em biodiversidade do Nordeste, mas em contrapartida é onde se encontra os municípios mais pobres do país, 32 no total, onde a menor renda chega a R$ 147.70, conforme revelou o último Censo Demográfico realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Entre elas, uma pequena cidade que fica a 280 km de São Luís chama atenção não só pelo alto índice de pobreza, mas por ter sido o município que concentrou o maior número de votos válidos nas últimas eleições, para a presidente Dilma Rousseff. 92,13 porcento dos habitantes de Belágua decidiram reeleger a presidente, com a certeza de que ainda haveria esperança e alguém pudesse olhar para eles.

Maranhão foi o estado que mais votou em Dilma

Maranhão foi o estado que mais votou em Dilma

Na próxima segunda-feira (10), a presidente estará no estado para dá início a um tour pelo Nordeste, com a inauguração de obras, além de programação do governo federal e cumprimento de agenda. Uma das apostas também é pela recuperação da popularidade de Dilma, que está em baixa desde o início do seu segundo mandato.

Poderia ser esta uma excelente oportunidade para agradecimentos mais que formais ao estado, que acreditou em uma reeleição e espera que de alguma forma os olhos da presidência estejam voltados para os problemas do estado, que são muitos se comparados às demasiadas esferas do governo. Saúde, educação, segurança, transporte e desemprego são apenas algumas de tantas outras questões que necessitam de atenção. E pode ser que a presidente não tenha outra chance de reconhecer o que os maranhenses fizeram nas urnas.

A passagem de Dilma pelo Maranhão certamente mudará alguma coisa. Seja nas estratégias de governo que ela passará a adotar, com mudanças mais eficazes e significativas para o estado ou mesmo daqui a três anos, quando os eleitores poderão confirmar mais uma vez sua preferência. A única certeza é de que a representante do país ainda tem tempo para concertar as coisas.

No cenário nacional, além da crise outros fatores fazem destes sete meses um período difícil para Dilma. Começando pelo ajuste fiscal, que inclui medidas como maior restrição ao seguro-desemprego e cortes em programas como o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), e o Fies (Programa de Financiamento Estudantil). Investigações da Operação Lava Jato, que levanta ainda mais as suspeita sobre o envolvimento de petistas.

Os protestos contra o governo também feriram a imagem de Dilma, que não sofreu um impeachment por não haver justificativas suficientes entre os parlamentares, para que entrassem com o pedido. Como se não bastasse, recentemente o Tribunal de Contas da União (TCU), encontrou indícios de irregularidades nas contas da presidente referentes a 2014, que violam a lei de responsabilidade fiscal.

Por fim, foi divulgada nesta semana a pesquisa Datafolha, que mostra o pior índice de rejeição da história para um presidente do Brasil desde a reprovação de Collor. 71 por cento dos brasileiros reprovam o governo Dilma. Será difícil a missão de Dilma Rousseff nos próximos meses.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.