Poder

Advogado é preso após agredir garota de programa dentro de motel em Grajaú

Na noite da última terça-feira (1º), um advogado, que não teve o nome divulgado, foi preso em flagrante na cidade de Grajaú, suspeito de agredir uma garota de programa dentro de um motel da cidade.

Segundo informações da Polícia Civil do Maranhão, o advogado foi ao motel com duas prostitutas e acabou havendo um desentendimento entre os três. Durante a confusão, uma das mulheres ficou bastante ferida.

Em depoimento, a vítima das agressões afirmou que foi acompanhar uma amiga, que também é garota de programa, em um motel da cidade. Ao chegar no local, a amiga ficou com o advogado em um quarto.

Na hora em que o advogado e a mulher que o acompanhava terminaram o encontro, a vítima cobrou o advogado, pois havia demorado muito tempo esperando por ele no motel. O advogado se recusou a pagar a mulher e teve início a uma discussão.

A vítima relatou que saiu do quarto e começou a ser agredida tanto pelo advogado quanto pela amiga. Durante as agressões, a mulher foi ferida com vários cortes pelo corpo.

A mulher foi socorrida e levada a um hospital de cidade. A Polícia Militar foi acionada e prendeu o advogado e a outra garota de programa. O advogado foi autuado por tortura e desacato e a outra mulher foi autuada por tortura.

Como na cidade de Grajaú não tem cela especial para presos com formação em nível superior, o advogado foi trazido para a penitenciária de Pedrinhas, em São Luís, mas já foi posto em liberdade.

De acordo com a Polícia Civil, o caso está sendo concluído e será encaminhado ao judiciário no prazo legal (dez dias) para decisão da Justiça.

IMIRANTE


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícia Civil descobre depósito de drogas e armas na Cidade Olímpica

A Polícia Civil, por meio da SENARC, realizou uma operação policial que resultou na prisão de um indivíduo e apreensão de grande quantidade de drogas e armas na Cidade Olímpica.

Após denuncias recebidas por meio do WhatApp, a SENARC realizou operação policial que resultou na localização de uma quitinete que funcionava como depósito de armas e drogas de facção criminosa do Bairro Cidade Olímpica.

Um faccionado de 24 anos foi preso no local, onde também foram apreendidas cerca de 13 tabletes de MACONHA, 02 de CRACK, material de embalo, caderno de anotações do tráfico, selos impressos da facção criminosa, 04 armas de fogo, 110 munições de diversos calibres e dinheiro proveniente do tráfico.

Após regular autuação em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas, posse ilegal de armas e munições e organização criminosa, o preso foi encaminhado ao complexo penitenciário, onde permanecerá à disposição da justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Agiotas invadiram casa do prefeito de S. J. de Ribamar para cobrar propina milionária

O prefeito de São José de Ribamar, Eudes Sampaio, foi vítima de extorsão e ameaçado de morte por uma quadrilha de agiotas, segundo a TV Mirante.

O grupo criminoso foi desarticulado durante uma operação da Polícia Federal na manhã desta quinta-feira (3) (reveja aqui).

Na entrevista coletiva, osuperintendente da Polícia Federal no Maranhão, delegado Renato Madsen, declarou que foi Sampaio que procurou a autoridade policial para denunciar que estava sendo ameaçado pelos agiotas.

Madsen disse ainda que a quadrilha cobrava propina de despesas contratadas pela Prefeitura no valor R$ 5 milhões.

Ainda na entrevista, o superintendente da PF afirmou que prefeito se sentia ameaçado porque os indivíduos exigiam o repasse de 20% a 30% de recursos do Ministério da Saúde que tinham sido transferidos para uma das contas da Prefeitura.

As extorsões eram realizadas de forma ostensiva, com episódios de invasão a residência do gestor e intermediação com terceiros, de modo a conferir maior pressão para o pagamento dos valores exigidos.

“A partir de agora começa uma nova etapa da investigação para saber quais os demais envolvidos nessas trama”, afirmou Renato Madsen.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Juiz do MA terá que apresentar defesa ao CNJ sobre supostas infrações disciplinares

A corregedora Nacional de Justiça, ministra Maria Thereza Rocha de Assis Moura, notificou o juiz titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos da Comarca de São Luís, Douglas de Melo Martins, a apresentar a sua defesa sobre as suas supostas infrações disciplinares denunciadas ao CNJ.

A ministra notificou o magistrado após a Reclamação disciplinar que foi protocolizada pelo senador Roberto Coelho Rocha, que levou ao conhecimento da Corregedoria o fato de que Martins teria descumprido uma determinação do órgão, que pedia ao magistrado que se abstivesse de participar de debates virtuais públicos (lives).

Segundo o documento, o juiz concedeu entrevista ao programa televisivo “Os Analistas”, da “TV Guará”, proferindo graves acusações contra o então Conselheiro Presidente, Ministro Dias Toffoli.

Em razão dos indícios da prática de infrações disciplinares, a ministra Maria Thereza Moura determinou a expedição de Carta de Ordem ao Presidente do Tribunal de Justiça do Maranhão, Lourival Serejo para que, em até 10 dias, promova a intimação pessoal do juiz, a fim de que, o mesmo apresente defesa prévia, no prazo de 15 dias.

A decisão diz ainda que, caso não haja manifestação poderá haver inclusão do presente procedimento na pauta do Plenário do Conselho Nacional de Justiça para análise e deliberação sobre a instauração ou não de processo administrativo disciplinar, devendo a data da respectiva sessão de julgamento ser divulgada oportunamente.

Leia aqui a decisão


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Acusado de estuprar enteada sofre tentativa de linchamento em Paço do Lumiar

Um homem identificado como Pedro Cutrim Santos, de 63 anos, sofreu uma tentativa de linchamento pela população na última terça-feira (1º) por suspeita de estuprar a própria enteada no bairro Paranã em Paço do Lumiar. Segundo a polícia, o suspeito foi agredido por vizinhos.

Por conta das agressões, o suspeito sofreu várias escoriações e chegou a ser encaminhado para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Maiobão.

O caso de estupro foi revelado pela vítima, de 19 anos, durante uma conversa com a mãe no início dessa semana. Após o relato, o crime foi registrado pela mãe da jovem em uma delegacia da região.

Em depoimento à polícia, a vítima contou que entre os 13 e 14 anos de idade, Pedro Cutrim ia ao quarto que ela dividia com a irmã, que é filha do suspeito, e deitava com ela em sua cama durante a noite. Por várias vezes ele chegou a se masturbar no local, tocar nas partes íntimas da vítima e mostrar a ela seus órgãos genitais.

Ainda em depoimento, a jovem disse que o padrasto não a ameaçou e que não contou sobre os abusos que vinha sofrendo por vergonha e medo.

O suspeito foi encaminhado para o Plantão de Polícia do Maiobão, mas não foi preso. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil do estado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Moradores cobram mais policiamento após onda de violência em Santa Rita

Na tarde de terça-feira (3), um grupo de moradores de Santa Rita parou a cidade para protestar contra a onda de violência que vem tomando conta do município.

Segundo os manifestantes, o pânico tem se instalado por todos os lados. Durante o período de 2 meses, criminosos fizeram arrastões, praticaram roubos de veículos, assaltos a mão armada contra pessoas, além de assassinatos. O homicídio mais recente ocorreu contra um jovem, que estava em seu ambiente de trabalho e foi vítima de bala perdida.

Em razão dessa onda de violência, os moradores organizaram o protesto para reivindicar a implantação de um posto policial na cabeceira da Ponte no povoado Areias; mais policiamento, aumento da ronda policial durante a noite e manutenção da iluminação pública.

O movimento também fez um abaixo-assinado para recolher assinaturas da população para pedir mais segurança para Santa Rita.

“Estamos vivendo em clima de pânico, queremos policiais nas ruas diariamente, não apenas em situações de emergência. Estamos cansados dessa insegurança que se instalou em nosso município”, declarou uma das líderes do movimento.

Até o momento, a Secretaria de Segurança Pública do Estado não se pronunciou sobre o protesto, uma vez que é a responsável pelo policiamento nos municípios.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícia Federal prende quadrilha acusada de extorsão contra prefeito maranhense

A Polícia Federal no Estado do Maranhão (SR/PF/MA) deflagrou na manhã desta quinta-feira (3) a Operação “Ágio Final”, com a finalidade de desarticular associação criminosa que praticava extorsão a um prefeito de município no interior do Estado.

A investigação teve início a partir de denúncia apresentada pelo gestor municipal à Procuradoria da República no Maranhão (PR/MA) informando diversas ameaças sofridas
ao longo de 2020.

Em atuação conjunta com a Procuradoria da República, a Polícia Federal identificou um grupo criminoso que exigia pagamento de parte dos recursos públicos federais destinados ao município, sob o pretexto de ter influído na destinação das verbas.

As extorsões eram realizadas de forma ostensiva, com episódios de invasão a residência do gestor e intermediação com terceiros, de modo a conferir maior pressão para o pagamento dos valores exigidos.

Em decorrência de representação apresentada pela Polícia Federal, o Juízo da 1ª Vara Federal Criminal expediu 03 Mandados de Prisão Preventiva e 07 Mandados de Busca e Apreensão, além da autorização de afastamento do sigilo de dados telefônicos dos investigados. Cerca de 40 policiais federais dão cumprimento às ordens judiciais em 04 cidades do Maranhão (São Luís, São José do Ribamar, Itapecuru Mirim e Pindaré Mirim).

Se confirmadas as suspeitas, os investigados responderão pelos crimes de extorsão qualificada (Art. 158, §1° do CP), estelionato majorado (Art. 171, §3° do CP) e associação criminosa (Art. 288 do CPB), que somadas as penas podem chegar até dezoito anos de reclusão mais multa.

A Operação foi denominada “Ágio Final” em razão do valor exigido pela associação criminosa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ministério Público aponta indícios de abuso de autoridade em ação truculenta de PM’s

O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) apontou nesta quarta-feira (2), que há indícios de abuso autoridade durante a abordagem policial truculenta que aconteceu no último domingo (29) (reveja aqui). O caso ganhou repercussão no estado por conta da violência dos policiais militares.

A promotora de justiça, Fabíola Fernandes Ferreira, titular da 2ª Promotoria de Rosário, afirmou que pelas imagens divulgadas que registraram a agressão, pode constatar que houve a prática, inclusive com lesões corporais. Durante a ação, um Cláudio Rodrigues Sales, de 37 anos, foi atingido com tiro de bala de borracha efetuados por policiais militares.

“Vamos identificar a autoria, a materialidade, que já está delimitada, e ao final responsabilizar os policiais militares. Pelas imagens pudemos constatar que houve abuso de autoridade, inclusive com lesões corporais”, disse Fabíola Fernandes Ferreira.

Um inquérito foi instaurado pela Promotoria de Justiça Militar em conjunto com as Promotorias da cidade de Rosário para investigar o caso. Os três policiais envolvidos na abordagem foram identificados e afastados da função. A conduta dos militares será investigada.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

“Percorremos muito para levar o nome de Eduardo Braide nos quatro cantos da cidade”, diz Umbelino Junior

O vereador Umbelino Junior (PRTB) concedeu, na manhã desta quarta-feira (2), entrevista ao programa “Ponto Final”, veiculado na Rádio Mirante AM. Durante o diálogo com o jornalista Jorge Aragão, o vereador reeleito agradeceu aos ludovicenses pelos 4.755 votos recebidos nas eleições deste ano.

“Eu não posso deixar como cristão de atribuir essa vitória primeiramente a Deus. A Deus que me deu a oportunidade de servir as pessoas, especialmente servir quem mais precisa. Graças à Deus nós conseguimos aumentar a nossa votação e eu só tenho uma forma de retribuir aos eleitores que acreditaram em mim que é com muito trabalho, muito trabalho por São Luís”, disse.

Umbelino ainda destacou o apoio dado ao prefeito eleito, Eduardo Braide no segundo turno e a necessidade de investimentos na zona rural de São Luís com serviços básicos como saúde, educação e infraestrutura.

“Nós mantivemos todo nosso grupo ativo, onde apoiamos o prefeito eleito, Eduardo Braide. Nós obtivemos votos nos quatro cantos de São Luís. Acho que nós somos um dos poucos vereadores que não somos votados em uma só comunidade. Nós somos votados em praticamente todas as 1.800 seções, então por conta disso, a gente teve que se deslocar muito, percorremos muito para levar o nome de Braide nos quatro cantos da cidade e ouvir as demandas de cada comunidade. Agora, precisamos saber o norte que será dado pelo prefeito que já está na transição”, avaliou Umbelino.

Durante a entrevista, Umbelino ainda destacou projetos e ações importantes que foram apresentados pelo parlamentar ao longo do seu mandato na Câmara Municipal de São Luís.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

O xadrez político no Maranhão: lições aprendidas com o segundo turno em São Luís

Do Estadão de São Paulo

No xadrez as peças brancas têm o primeiro movimento, o que permite ao jogador criar situações de jogo, ao mesmo tempo, permite ao enxadrista das peças pretas vislumbrar o que planeja o adversário. Na política, assim como no xadrez, mover-se primeiro pode ser uma vantagem, mas pode revelar aos opositores que plano se está tentando articular. Flávio Dino (PCdoB) tinha as peças brancas, mas abriu mão disso na eleição municipal em São Luís.

Vindo de uma reeleição em primeiro turno, em 2018, em que derrotou a principal herdeira da família Sarney, Dino capitalizou apoios políticos importantes e, durante o momento crítico da primeira onda do coronavírus, chegou ao ápice da sua popularidade na capital. A estratégia de homogeneizar seu campo político em torno de uma candidatura única não seria estranho, visto que Eduardo Braide (PODE) liderava em todas as projeções possíveis.

Apesar de ter a prerrogativa do primeiro movimento, a opção feita pelo governador do PCdoB foi a de manter-se neutro no primeiro turno, acreditando que um candidato do seu grupo político certamente iria ao segundo, fato que se confirmou. No entanto, o apoio de Dino e de grande parte do seu secretariado foram insuficientes para uma virada de Duarte Jr (Republicanos). Eduardo Braide venceu com 55,53% dos votos. A vitória de Braide e a derrota de Duarte têm sentidos mais amplos que somente o cargo de prefeito, tentaremos aqui analisar alguns dos significados possíveis.

Primeiro, a coalizão do governo estadual, que atingiu seu apogeu de coalescência no primeiro turno de 2018, está em declínio. O PCdoB, partido do governador, perdeu metade de suas prefeituras; enquanto o PDT, o PL e o Republicanos, os principais partidos da base e que abrigam articulações que visam a sucessão, ampliaram significativamente o número de prefeitos. As forças políticas no Maranhão estão em um claro processo de reordenamento, mas ainda está em aberto quem será o candidato governista em 2022, apesar do vice-governador Carlos Brandão (Republicanos) ter avançado algumas casas com a ida de Duarte Jr ao segundo turno.

Porém, este avanço do grupo capitaneado pelo Republicanos de Brandão e Duarte (com o apoio do PL de Josimar de Maranhãozinho) não necessariamente lhe garante a posição automática de sucessor. Além disso, o PDT assumiu o lugar de partido com o maior número de prefeituras, com maior capilaridade eleitoral no território. E é liderado pelo senador Weverton Rocha, cujo candidato no primeiro turno, Neto Evangelista (DEM), apoiou Braide no segundo. Portanto, uma eventual aliança entre o PDT (historicamente forte em São Luís) com o prefeito do maior colégio eleitoral do estado seria razoável para disputar a próxima eleição e principalmente, seria uma recusa à benção de Flávio Dino. Olhando de muito perto parece um cenário improvável, mas que não pode ser descartado de um todo.

Segundo, mesmo após a derrota acachapante em 2018, a família Sarney, que ainda tem extensões no legislativo, no judiciário e em diversas prefeituras, não está definitivamente enterrada na política maranhense. Roseana Sarney declarou apoio à Braide e diferente de 2016, quando se declarava “independente”, em 2020 o prefeito eleito aceitou de bom grado a aliança com partidos e setores tradicionais, inclusive figuras controversas como o senador Roberto Rocha (PSDB) e o deputado federal Edilázio Júnior (PSD). Fica a expectativa para que tipo de composição ele fará na gestão municipal e qual o grau de antagonismo terá, na prática, com o Palácio dos Leões.

Terceiro, o revés na capital não é o capítulo derradeiro na era Flávio Dino como grande articulador político. A vida real sempre se impõe quando falamos de disputa eleitoral e nem sempre os cálculos realizados pelos atores saem como o esperado. Ainda assim, nossa leitura é de que existe um espaço na esquerda nacional que tangencia o projeto de crescimento de Dino como uma liderança com fôlego. A viabilidade deste projeto, por óbvio, enseja diversos complicadores que mereceriam um texto à parte, mas o conteúdo principal está posto: a possibilidade de renovação dos quadros da esquerda caminha em paralelo com as aspirações do governador maranhense.

Há que se considerar ainda os sentidos que a vitória de Braide desperta no bolsonarismo na ilha rebelde. O sucesso de Braide não é fruto de nenhum esforço organizado do bolsonarismo em São Luís, embora respingue sobre ele esta pecha, quando não nega que tem suas predileções. Braide inclusive não usa o nome de Jair Bolsonaro no seu vocabulário, refere-se apenas ao “Governo Federal” quando explica que buscará parcerias para a cidade. Durante a campanha conseguiu de maneira eficiente se desvencilhar deste rótulo, mas o cotidiano da gestão costuma falar mais alto em situações como estas.

Em último caso, o desenho final das eleições municipais mostrou para Flávio Dino do que sua coalizão é capaz, bem como qual a qualidade e fôlego que as alianças vigentes disporão em 2022. Fica a lição de que assim como não existe espaço vazio na política, há um limite para se retardar a tomada de decisão. Em um cenário de informação limitada, o difícil cálculo de decidir, quando não é feito, custa mais caro ainda. Um enxadrista que prefere jogar com as peças pretas se sente mais à vontade reagindo às situações provocadas por seus oponentes, isto porque entende que ler o movimento do adversário lhe permite pensar numa resposta à altura. O risco aqui é calculado à medida que existe espaço suficiente para administrar a pressão e efetuar uma reviravolta que transforme o tabuleiro em um terreno vantajoso. Qual a hora certa da virada? No Maranhão, não estamos tão longe assim de descobrir.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.