Cultura

Boi de Morros encanta público do Arraial Fofinho da Roça, no Angelim

2

O Boi de Morros arrasta multidão por onde passa e não foi diferente na última sexta-feira (23), quando se apresentou no Arraial Fofinho da Roça, no Angelim, em São Luís.

A dança folclórica levou o público ao delírio e todos dançaram em ritmo de bumba meu boi.

O Arraial do Fofinho continua com a sua programação recheada de atrações maravilhosas até o dia 29 de junho, portanto não perca!

Veja trecho da apresentação:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Temer vê ‘infâmia’, afirma que não há provas e diz que denúncia é ‘ficção

Do G1

Temer_discurso_dida_sampaio_estadao

O presidente Michel Temer afirmou na tarde desta terça-feira (27) que não há provas concretas na denúncia por corrupção passiva contra ele apresentada nesta segunda (26) ao STF pela Procuradoria Geral da República. Segundo ele, a peça acusatória é uma “ficção”.

Foi a primeira fala de Temer desde que a denúncia foi apresentada, na noite desta segunda. Ele fez o pronunciamento no Salão Leste do Palácio do Planalto. O presidente chegou ao local acompanhado de diversos ministros e parlamentares da base aliada, que se postaram de pé ao lado do presidente em sinal de apoio.

Veja os principais argumentos utilizados pelo presidente no pronunciamento:

Disse que é vítima de infâmia; cobrou provas concretas; afirmou que a denúncia é “frágil” e peça de “ficção”; atacou a PGR e disse que ex-procurador se tornou advogado da JBS; disse que os acusadores reinventaram o Código; penal e criaram “denúncia por ilação”; afirmou que o “senhor grampeador” Joesley Batista é criminoso; disse que gravação de conversa com Joesley é “prova ilícita”; criticou o fatiamento da denúncia e disse que PGR quer “paralisar o país”.

“Somos vítimas dessa infâmia de natureza política. […] Fui denunciado por corrupção passiva sem jamais ter recebido valores. Onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem”, afirmou o presidente.
“Onde estão as provas concretas de recebimento desses valores? Inexistem.”

Na denúncia, Rodrigo Janot afirmou que as provas de que Temer recebeu dinheiro de propina são “abundantes”. Antes da denúncia, em um relatório elaborado após as investigações, a Polícia Federal afirmou que as provas colhidas no inquérito indicam “com vigor” que Temer praticou corrupção.

“Criaram uma trama de novela. Digo sem medo de errar que a denúncia é uma ficção. […] Tentaram imputar a mim um ato criminoso e não conseguiram porque não existe, jurídica ou politicamente”, complementou.
“Criaram uma trama de novela. Digo sem medo de errar que a denúncia é uma ficção.”

Em outro momento do pronunciamento, Temer se disse tranquilo, do ponto de vista jurídico. Isso porque, para ele, não há fundamentos que embasem a denúncia.

“Não me impressiono muitas vezes com o fundamento ou até com a falta de fundamento jurídico. Sei quando uma matéria é substanciosa, quando tem fundamento jurídico e quando não tem. Então, sob o foco jurídico, minha preocupação é mínima”, afirmou o presidente. Segundo ele, acrescentou-se ao direito penal “uma nova categoria: a denúncia por ilação”.

“Tenho orgulho de ser presidente. Não sei como Deus me colocou aqui.”

No discurso, o presidente afirmou que não lhe falta coragem para “seguir na reconstrução do país” e disse que tem “orgulho” de ser presidente.

“Tenho orgulho de ser presidente. Não sei como Deus me colocou aqui. Portanto, tenho honra de ser presidente, mas pelos avanços do meu governo e não permitirei que me acusem de crimes. […] Não me falta coragem para seguir na reconstrução do país, e convenhamos, na defesa da minha dignidade pessoal”, concluiu.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Moradores terão que evacuar condomínio Jardim Toscana, em São Luís

Do G1,MA

condominio-2

O Corpo de Bombeiros realizou uma nova vistoria na manhã desta terça-feira (27), no Condomínio Jardim da Toscana, em São Luís e decidiu interditar o conjunto residencial, dando um prazo de cinco dias úteis para que os prédios sejam desocupados.

A decisão ocorreu por conta do não cumprimento dos laudos determinados pelos bombeiros, que solicitavam a instalação correta do sistema de gás da unidade. A corporação fez uma notificação e uma multa foi aplicada.

O Ministério Público do Maranhão havia feito vistoria no condomínio ainda na manhã desta terça-feira (27), um dia depois de ter pedido a interdição do residencial localizado no bairro Cohafuma, em São Luís.

“Os prazos não foram cumpridos pela construtora e agora há um risco e os moradores relatam que há um cheiro de gás muito forte. Então há um risco de explosão, isso é obvio! Então no caso a gente vai aguardar os bombeiros e os bombeiros vão dizer o que vão fazer. Interditar e se necessário evacuar a área”, afirmou a promotora Lítia Cavalcanti.

piscina

Em uma das torres, o acesso a uma das áreas comuns foi interditado porque pastilhas começaram a se soltar do revestimento na fachada, o que proporciona risco de acidente. A piscina está interditada há um ano.

Lâmpadas de iluminação subterrânea encharcadas, algumas já estouradas. Além disso, a tubulação da rede elétrica, que, pelas normas técnicas, deveria a passar a uma profundidade de 60 centímetros, parece brotar no gramado.

Segundo Jonas Lima, síndico do condomínio, quase 10 mil litros de água que vazavam da piscina e iam para o subsolo estava preocupando os moradores. “A interdição se deu devido a um vazamento no qual nós tínhamos uma perda de quase 10 mil litros de água por semana, além do prejuízo da água em si, a grande preocupação nossa era em relação aos danos que essa água estava causando ao subsolo e as consequências na estrutura das torres”, disse.

O condomínio tem seis torres, com 288 apartamentos, onde moram mais de mil pessoas. Cada unidade custou, em média, R$ 420 mil.

Em três anos, o Corpo de Bombeiros realizou oito vistorias, a última feita em abril deste ano. Todas as irregularidades estão reunidas em um relatório extenso, assim como o parecer técnico para cada setor do empreendimento, como problemas elétricos e hidráulicos.

condominio

O MP-MA pediu a interdição ao Corpo de Bombeiros do condomínio, após uma denúncia dos próprios moradores do Conjunto Habitacional, que temiam o risco de explosão e colapso da estrutura dos prédios. Na denúncia, o Ministério Público alega que o condomínio foi construído em cima de lençóis freáticos, o que estaria ocasionando problemas, além de haver possibilidade de crime ambiental.

A construtora Cyrela, responsável pelo empreendimento, encaminhou nota no início da tarde desta segunda-feira (26) e disse que não foi informada ainda oficialmente sobre o assunto e que nunca se recusou a seguir as orientações das autoridades para que a construção chegasse ao resultado esperado.

Nota na íntegra da Cyrela

“A Cyrela não foi intimada de nenhum requerimento judicial formulado pelo Ministério Público para a interdição do Jardim de Toscana. A Empresa nunca se recusou a efetuar as melhorias indicadas pelas Autoridades competentes. Estamos atendendo todas as exigências que foram sendo formuladas ao longo do tempo pelo Corpo de Bombeiros do Estado.”


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

João Alberto é internado e passa por cirurgia cardíaca em Brasília

1496780302-811722660

O senador do Maranhão, João Alberto de Sousa (PMDB), foi internado nesta terça­-feira (27), em Brasília, para uma cirurgia cardíaca. Segundo a Assessoria do senador, o peemedebista colocará um marca­-passo.

João Alberto vinha reclamando de tonturas e se submeteu a exames, em que foi diagnosticado uma desaceleração no
coração.

Em decorrência disso, o senador foi internado no Instituto de Cardiologia do Hospital das Forças Armadas (HFA).

Leia a nota da Assessoria de João Alberto:

O senador João Alberto Souza (PMDB-MA) foi internado às pressas no HFA, em Brasília, com tontura e desacelaração cardíaca. Deve se submeter a uma cirurgia do coração nas próximas horas para colocação de um marca-passo.

Jaqueline Vieira
Assessora de Comunicação
Gabinete senador João Alberto Souza


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Júnior Verde destaca importância do departamento de Aviação Civil no MA

thumbnail_Tribuna Indicação

Em discurso na Assembleia Legislativa, nesta terça (27), o deputado estadual Júnior Verde (PRB) lamentou o fato de o Maranhão ainda não ter um Departamento de Aviação Civil (DAC). Em 2015, o parlamentar apresentou a Indicação nº 129/2015 que cria o DAC no Estado, mas até agora, não houve avanço. Recentemente, o aeroporto de Jericoacoara, no Ceará, foi inaugurado pelo Governo local.

“Naquela época, eu alertei que o Maranhão perderia recursos e mais uma vez, não implantaríamos os aeroportos necessários para desenvolver o turismo do Estado do Maranhão. Eu dizia ao Governador Flávio Dino que estava em nossas mãos, mas até agora, nada avançou”.

O parlamentar resgatou a Indicação de 2015 em referência ao aeroporto que foi inaugurado em Jericoacoara, com voo comercial vindo de Congonhas. O complexo vai fomentar turismo e gerar divisas, fortalecendo a economia do estado.

“E o Maranhão? Precisamos desenvolver o turismo aqui, desenvolver as relações comerciais. Digo isso ressentido, pois trata-se de uma demanda que eu acredito que é fundamental para desenvolver o turismo, gerar emprego e renda para o nosso estado”, justificou.

Segundo Júnior Verde, a aviação civil é fundamental para o desenvolvimento do turismo, e a presença de um departamento específico viabiliza a aquisição de recursos por meio do Governo Federal. Para o Governo do Ceará, por exemplo, foram disponibilizados R$ 14,4 milhões, via Secretaria da Aviação Civil.

“O DAC permite a captação de recursos, e estamos perdendo. Em 2015, o Programa de Aceleração do Crescimento, por exemplo, estava prevendo recursos da ordem de mais de R$ 330 milhões para serem aplicados na aviação civil no país. E o Maranhão podia receber parte destes recursos, então mais uma vez, solicito ao Governo do Estado, destacando que é possível virar realidade”, finalizou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Entretenimento

Provisório Lounge Bar, a casa das férias

thumbnail_IMG-20170627-WA0052

Contagem regressiva para a inauguração do espaço que promete agitar em grande estilo as férias de julho. Localizado no coração da Avenida dos Holandeses, o Provisório Lounge Bar virá com uma proposta inovadora de aliar gastronomia contemporânea, boa música, drinques exclusivos e gente elegante em um ambiente mais intimista, seguindo o conceito praticado nos principais centros do luxo mundo afora.

Sua estreia está marcada para o próximo dia 29, quinta-feira, as 21h, somente para convidados com o projeto House Sessions com os Djs Cahio, Blemes, Neiva e Habibe.

Na sexta, a casa abrirá suas portas ao público da cidade a partir das 18h e no sábado a partir das 16 h oferecendo uma programação diversificada.
Provisório Lounge Bar, A Casa das Férias, localizada na Avenida dos Holandeses em frente a Mercedes.

Serviço:

O que? “Provisório Lounge Bar” A casa das Férias!

Quando? A partir, 30 junho.

Quinta e sexta a casa abre a partir das 18h com programação diversificada

Sábado a partir das 16h

Onde? Avenida dos Holandeses, em frente a Mercedes.

Atrações: Diversas

Horário: A partir das 16h

Informações:
(98) 99113-1101


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Após acidente, homem é preso por tráfico de drogas em Imperatriz

IMG-20170627-WA0009

Na última segunda-feira (26), policiais da Unidade Operacional da PRF em Imperatriz receberam informação de acidente ocorrido no Km 235 da BR-010, no povoado Bananal, envolvendo 3 veículos.

Ao chegar no local do acidente, os PRFs concluíram o levantamento do local de acidente e constataram que um dos envolvidos, o condutor do veiculo Hunday Azera de placa MWK-6015, apresentava-se bastante nervoso e, segundo os demais envolvidos, desde o momento do acidente insistia em remover o veículo do local antes da chegada dos policiais.

Quando questionado sobre a propriedade do veículo ele respondeu que o proprietário chamava-se “JÚNIOR”, não sabendo dizer qual o nome completo. Percebendo que as respostas apresentadas pelo rapaz aos policiais sobre os motivos da viagem apresentavam certas divergências, os agentes decidiram pela remoção do veículo até o Posto da PRF de Imperatriz para que fosse realizada uma busca mais detalhada.

Após algumas horas de revista, um dos agentes da PRF verificou que havia um compartimento abaixo do banco traseiro e que ali se encontravam alguns pacotes. Após perfurar um dos pacotes através de um orifício de acesso, percebeu que o odor apresentado assemelhava-se com aquele apresentado por drogas derivadas da cocaína e tinha consistência parecida com CRACK.

Diante da impossibilidade de completo acesso ao compartimento que continha a droga, os policiais acionaram o Corpo de Bombeiros solicitando apoio com equipamento do tipo “desencarcerador”. Constada a presença de substância com característica de CRACK e confirmada a impossibilidade de acesso, decidiram cortar a “lataria” do veículo e abrir o acesso aos pacotes. Foram removidos do compartimento 7 (sete) “tabletes” maiores e 2 menores, todos contendo substância semelhante ao CRACK.

Diante dos fatos ora narrados, e da afirmação do preso que recebera o veículo na cidade de Goiânia e o levaria para a cidade de São Luís, indicando que pode tratar-se TRÁFICO INTERESTADUAL DE ENTORPECENTES, a equipe decidiu pela apresentação do material apreendido e da pessoa presa à autoridade policial na Delegacia da Polícia Federal de Imperatriz. O veículo onde a droga foi encontrada permanece na Unidade da PRF à disposição da Polícia Federal para realização de perícia criminal e demais procedimentos cabíveis. – Enquadramento(s): tráfico de drogas.

IMG-20170627-WA0007

thumbnail_IMG-20170627-WA0006

IMG-20170627-WA0008


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Condomínio Jardim Toscana pode ser evacuado após MP constatar risco de explosão

IMG_20170626_120802

O condomínio Jardim de Toscana, localizado no bairro Cohafuma, em São Luís, corre o risco de explodir.

Segundo os moradores, há um cheiro de gás constante em um dos cinco edifícios do Condomínio, o que põe em risco a vida de 288 famílias que moram no Jardim Toscana.

Em razão disso, foi protocolada uma denúncia no Ministério Público, que avaliou os critérios de segurança do local e pediu a interdição do condomínio e a evacuação dos moradores.

O Ministério Público alega que o condomínio foi construído em cima de lençóis freáticos, o que estaria ocasionando problemas, além de haver possibilidade de crime ambiental.

Na denúncia encaminhada ao MP-MA, os moradores relataram que o empreendimento não possui sistema de abastecimento de água, tem problemas no sistema de segurança de combate de incêndio, no sistema de gás e até mesmo problemas no sistema de proteção de descarga atmosférica.

“Já enviei o ofício para o Corpo de Bombeiros pedindo a interdição do prédio. A construtora foi notificada para arrumar e não arrumou e por isso vamos remeter o caso à polícia para investigar a parte criminal”, disse a promotora Lítia Cavalcanti.

O Corpo de Bombeiros deve realizar uma vistoria no prédio nos próximos dias, e segundo o Ministério Público existe até a possibilidade de evacuação da área, dependendo da gravidade do caso.

A construtora Cyrela, responsável pelo empreendimento, encaminhou nota no início da tarde de segunda-feira (26) e disse que não foi informada ainda oficialmente sobre o assunto e que nunca se recusou a seguir as orientações das autoridades para que a construção chegasse ao resultado esperado.

Nota na íntegra da Cyrela

“A Cyrela não foi intimada de nenhum requerimento judicial formulado pelo Ministério Público para a interdição do Jardim de Toscana. A Empresa nunca se recusou a efetuar as melhorias indicadas pelas Autoridades competentes. Estamos atendendo todas as exigências que foram sendo formuladas ao longo do tempo pelo Corpo de Bombeiros do Estado.”


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Vereadores são presos por corrupção em Centro Novo

DSC00977

A pedido do Ministério Público do Maranhão, o Poder Judiciário determinou a prisão temporária, por cinco dias, dos vereadores Robevânia Maria da Silva (PR) e Sinomar Farias Vieira (PMDB), conhecido como Mazinho.

Além dos mandados de prisão cumpridos na manhã desta terça-feira, 27, por membros do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) e do Departamento Estadual de Combate à Corrupção (Deccor) da Polícia Civil, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência dos dois vereadores e de um terceiro, Evaldo Chaves de França, conhecido como Neto da Agricultura.

Os vereadores são suspeitos da prática dos crimes de corrupção e associação criminosa. Eles também foram afastados das funções parlamentares e proibidos de manter contato entre si ou com qualquer outro vereador de Centro Novo do Maranhão até nova deliberação judicial.

Segundo o MPMA, a eleição da mesa diretora da Câmara Municipal foi manipulada pelo pagamento a outros vereadores, com a suspeita de participação de agiotas na transação criminosa.

Robevânia Silva teria recebido R$ 40 mil do presidente do Poder Legislativo municipal, Sinomar Vieira, para pagar agiotas e votar nele. Evaldo França também teria recebido vantagens financeiras.

Os promotores de justiça tiveram acesso a uma gravação em que a vereadora admite o recebimento do dinheiro e a negociação com agiotas com o objetivo de intervir na eleição da mesa diretora da Câmara Municipal.

“Os R$ 40 mil que eu peguei do Mazinho na Câmara só deu pra pagar dois agiotas. O dinheiro que eu tirei pra mim foi só R$ 8 mil pra poder tirar esse carro pra mim (sic)não andar a pé, que isso era uma vergonha de o vereador sair de quase dois mandatos e sair a pé(…)”, afirmou a vereadora Robevânia Silva, flagrada na gravação.

Os pedidos de prisão e afastamento foram assinados pelos promotores de justiça Saulo Jerônimo Leite Barbosa de Almeida e André Charles Martins Alcântara Oliveira, titulares da Comarca de Maracaçumé, da qual Centro Novo do Maranhão é Termo Judiciário.

Os membros do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) também assinaram a manifestação. A decisão é do juiz Rômulo Lago e Cruz.

“O fato em questão trata de eleição para a escolha do presidente do parlamento municipal, responsável, entre outras atribuições, pela fiscalização da gestão municipal, e que os fatos noticiados e as provas até então colhidas, indicam o viés criminoso dos envolvidos, manipulando a citada eleição através da compra e venda de parlamentares”, destacam, os promotores de justiça, na manifestação ministerial.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.