Categorias

Vereadores de São Luís silenciam diante do escândalo de possível corrupção no carnaval da gestão Braide

Levantamento feito nas redes sociais pelo Blog do Neto Ferreira mostra que todos 31 vereadores de São Luís silenciaram diante do escândalo envolvendo a contratação do Instituto de Educação Juju e Cacaia “Tu és uma Benção” pelo gestão de Eduardo Braide (PSD) para realizar o carnaval de 2024.

Durante a pesquisa realizada, a reportagem verificou que nenhum dos parlamentares se manifestou através de publicações em seus perfis no Instagram, X (antigo Twiiter), e Facebook, sobre o caso nas últimas 24 horas.

O silêncio dos representantes do Legislativo de São Luís é gravíssimo, pois eles são fiscalizadores do Poder Executivo municipal. Por isso, deveriam questionar e se posicionar diante de uma possível prática de corrupção na Prefeitura da capital.

Até o momento, não há qualquer tipo de manifestação dos vereadores repudiando os fatos.

A Prefeitura de São Luís está no centro de um escândalo que envolve o contrato de R$ 6,9 milhões firmado entre Instituto de Educação Juju e Cacaia “Tu és uma Benção” e Secretaria de Municipal de Cultura (Secult) para a realização da festa carnavalesca (reveja aqui).

O possível caso de corrupção vem sendo amplamente divulgado pela mídia local e já foi pauta na imprensa nacional.

Após toda essa repercussão, a pasta anulou o contrato a pedido da Controladoria Geral do Município (CGM). Com a escalada da polêmica, o titular da Secult, Marcos Dualibe, e dois servidores foram exonerados dos cargos pelo prefeito (veja aqui). .

Além dessa contratação que chegou a ser suspensa, outros contratos da Juju e Cacaia na gestão Braide vieram à tona. Em 2023, o Instituto Juju e Cacaia recebeu R$ 370 mil para executar uma festa de São João e no final do mesmo ano uma nota foi emitida constando o empenho de R$ 780 mil para a instituição devido a um contrato com a Fundação Municipal de Patrimônio Histórico para a elaboração de projeto e de execução de um monumento de Bumba meu boi da Avenida Vitorino Freire (saiba mais).

Por meio de nota, o Instituto de Educação Juju e Cacaia “Tu és uma Benção” negou que tenha ocorrido irregularidades em sua contratação (veja).

Também veio a público o pagamento de R$ 300 mil para o Instituto realizar o evento São Luís Gospel em fevereiro de 2023. O recurso é oriundo de uma emenda parlamentar indicada pelo deputado estadual Fernando Braide, irmão do prefeito Braide (relembre).

One thought on “Vereadores de São Luís silenciam diante do escândalo de possível corrupção no carnaval da gestão Braide

  1. A vereadora Concita Pinto tb já destinou via emenda 370 mil ao Instituto Juju e Cacaia para fazer um festão de São João, mas ninguém onde nem como o dinheiro foi aplicado porque o festão ficou só no papel Porém pode-se imaginar para a conta de quem o dinheiro foi parar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *