Poder

Moradores da Forquilha reclamam do abandono da gestão de Edivaldo

Os moradores da Forquilha não entendem e não aceitam tanto descaso com o bairro. Faltam estrutura física para lazer, entretenimento, esporte, educação e saúde. A população que reside no local diz não haver  escolas com espaços adequados para os alunos e nem postos de saúde no próprio bairro.

Os moradores alegam ainda, que a gestão de Edivaldo Holanda Júnior nada fez em benefício do bairro. “O que se nota é que não houve um progresso no bairro, pois a maioria dos itens permaneceram como estava antes”, pontua um morador.

A única obra realizada recentemente na região foi o serviço de drenagem em duas ruas do bairro. No entanto, o serviço foi executado pelo Governo do Estado e não pela Prefeitura de São Luís. A imagem abaixo revolta ainda mais os moradores da Forquilha. Nela é possível verificar que a região no entorno da Forquilha já recebeu a pavimentação, e o bairro em questão continua padecendo com problemas de infraestrutura.

Os moradores da Forquilha querem saber o porquê de tanto abandono e de tanta indiferença. Eles cobram ações efetivas e urgentes da Prefeitura de São Luís, por meio do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, do secretário de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo; do secretário de Educação, Moacy Feitosa; e da secretária de Saúde, Helena Duailibe.

img-20160913-wa0009


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Matadouro de Santa Quitéria apresenta condições insalubres

O matadouro público municipal de Santa Quitéria está jogado às traças. Faltam condições mínimas de higiene e limpeza para o funcionamento do local; não há lugar para o descarte correto das carcaças dos animais, que se amontoam ao lado de fora do abatedouro, atraindo ratos e urubus;  além da precariedade dos equipamentos necessários para o abate.

Diante dessa precariedade, a população tem usado as redes sociais para denunciar a falta de compromisso da gestão municipal e cobrar melhorias para o matadouro. “A omissão da Prefeitura em fornecer condições ideais para a realização do abate de animais faz com que a população de Santa Quitéria corra sérios riscos.É obrigação do município fornecer condições apropriadas para a realização dessas atividades” desabafa um morador do município.

Enquanto o estabelecimento funciona em condições insalubres e a população reclama, a gestão municipal está preocupada mesmo é em manter a família no comado da Prefeitura e garantir mais quatro anos no poder.

Conforme relatos, quem manda de verdade na Prefeitura é o ex-prefeito ficha-suja Manim Leal, que está super empenhado na candidatura da esposa, Ivanice do Manim. Entretanto, essa tarefa não será nada fácil, haja vista que Ivanice amarga alto índice de rejeição, fruto das péssimas administrações da família ao longo dos últimos vinte anos em Santa Quitéria.

1

thumbnail_IMG_1605

thumbnail_IMG_1618


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Moradores de Icatu reclamam de abandono do município

A população de Icatu está completamente esquecida pela gestão municipal, comandada pelo prefeito Dunga. Prova disso é a inoperância da Prefeitura em relação à falta de manutenção e reparo em uma ponte de madeira, localizada entre os povoados Boa Vista e Salgado, que despencou há um mês, e até agora nada foi feito para a construção de uma nova.

Conforme relatos encaminhado ao Blog, há um bom tempo a ponte já precisava de reparos, e com a negligência do governo municipal, uma boa parte dos moradores do município está isolada. Quando o rio está cheio, ninguém passa ou transporta nada. Situação mais delicadas para os doentes e idosos. A população pede socorro. Do jeito que está não pode continuar.

“Não é à toa que a rejeição ao prefeito Dunga aumenta em Icatu. Desde o início deste ano, internautas do município tem usado as redes sociais para denunciar o descaso para com os Icatuenses. Ainda este mês, o prefeito Dunga foi manchete por ter extraído vegetação nativa do povoado de Serraria, de forma irregular, para fazer pontes em outros municípios. Entretanto, as pontes do município no qual é gestor caem, tamanho é o descaso com a população” desabafa um morador de Icatu.

WhatsApp Image 2016-08-22 at 14.58.21

WhatsApp Image 2016-08-22 at 14.58.22

WhatsApp Image 2016-08-22 at 14.58.23

WhatsApp Image 2016-08-22 at 14.58.23 (1)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

A parada de Edivaldo Holanda Júnior

1471270968-57190876

A imagem acima resume bem o tratamento dado pela gestão municipal à cidade e à população de São Luís. A foto exprime a falta de zelo, de compromisso e de gerência do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, bem como do secretário de Trânsito e Transportes, Canindé Barros.

O abrigo da parada de ônibus disputa espaço com o mato e o lixo. Além da sujeira, os usuários correm o risco iminente de assalto. Com a falta de capina, infelizmente, a parada virou um esconderijo para bandidos.

A pavimentação asfáltica no local também já não existe mais; restou apenas uma faixa de asfalto próximo ao que deveria ser o meio-fio. Como se percebe, um único registro apresenta inúmeras falhas da administração de Holandinha, que insiste na descabida reeleição.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Obra de posto de saúde está abandonada em Tasso Fragoso

A Prefeitura de Tasso Fragoso, comandada por Antônio Carlos Rodrigues Vieira, tem deixado a saúde do município em estado caótico.

Um exemplo do abandono por parte do poder público é o posto de saúde que deveria ter sido concluído e entregue a população em julho de 2013 e não foi.

O valor da construção foi orçado em R$ 197.100,97 mil com prazo de conclusão em 180 dias, mas não já se passaram 3 anos. No local, há apenas paredes levantadas com telhado já colocado, mas a execução do projeto não avançou.

A população de Tasso Fragoso está inconformada com a gestão municipal. Uma das indignações é o abandono da obra de uma unidade de saúde que deveria ter sido concluída em julho de 2013. Já se passaram três anos e a construção está completamente parada.

Os órgãos fiscalizadores competentes devem apurar os motivos que levaram à paralisação da construção da unidade de saúde.

1

2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Posto de saúde em ilha turística de Araioses está abandonado

A prefeita de Araioses, Valéria do Manin, esqueceu as promessas realizadas durante a campanha eleitoral do ano de 2012, e a população tem sofrido com essa “amnésia”. A gestora tem negligenciado serviços básicos e essenciais aos moradores do município.

A população da Ilha das Canárias, por exemplo, reclama da desativação do posto de saúde do Povoado, que se encontra completamente abandonado. Nas imagens abaixo, é possível observar uma cadeira odontológica jogada na parte externa do posto de saúde e uma cama hospitalar toda enferrujada.

O fato evidencia a falta de compromisso e de respeito da prefeita com a população. Além do desperdício com o dinheiro público, haja vista a condição do equipamento odontológico, que pode chegar a casa dos R$ 20 mil.

Os moradores estão indignados com a situação lastimável que se encontra a unidade de saúde e com o descaso da prefeita Valéria do Manin. “Aqui em Canárias, o governo municipal deixou o equipamento odontológico largado, e a gente fica sem esse serviço essencial. Apesar das nossas reclamações constantes, continuam a falta de respeito com a gente”, desabafou um morador.

Vale ressaltar que a Ilha das Canárias faz parte da reserva extrativista marinha do Delta do Rio Parnaíba, sendo sua segunda maior ilha. É um área de preservação ambiental que atrai muitos turistas. Mesmo assim, a prefeita não tem dado a atenção devida à ilha.

5

3


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de São Luís recebe quase R$ 6 milhões do governo federal, mas não entrega obra

IMG-20160628-WA0006

A população da Cidade Operária aguarda ansiosamente pela conclusão da obra da maternidade no bairro, prometida pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, no mês de outubro de 2013. Só que de lá para cá quase nada foi feito. De acordo com a placa informativa, a maternidade deveria ter sido entregue no dia 26 de junho deste ano.

O Governo Federal já liberou quase R$ 6 milhões para a construção, conforme dados do Portal da Transparência, mas no local só é notório o descaso e o desrespeito com a coisa pública. A Prefeitura só construiu a base e nada mais. O último repasse, de R$ 2.644.000,00, foi feito no dia 22 de janeiro deste ano.

O convênio com o Ministério da Saúde é no valor de R$ 24 milhões e vigora no dia 31 de agosto deste ano. O projeto da maternidade visa oferecer 132 leitos, destes, 100 de internação e 20 de UTI’s – 10 neonatais e 10 infantis.

Com a obra abandonada e o prazo se esgotando, a população segue desacreditada na gestão municipal. Só restam as lamentações, revoltas, frustrações e o desperdício com o dinheiro público.

As promessas de Edivaldo Holanda Júnior mais uma vez não foram cumpridas, e novamente a população é quem paga o pato. Os órgãos responsáveis precisam apurar o abandono dessa obra, cobrar explicações sobre o motivo do descumprimento do prazo  e do destino do recurso já repassado pelo governo federal.

Os moradores da região, que sonharam com uma unidade de saúde de grande porte no bairro, aguardam uma solução para o descaso da Prefeitura de São Luís. Confira abaixo, os detalhes do convênio publicados no Portal da Transparência.

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Governo deixa escola estadual virar abrigo para marginais

IMG-20160524-WA0002

No Município de Paraibano, a população está sendo prejudicada pelo abandono da Escola Estadual Edson Lobão, localizada na rua do Poema, Centro. Hoje, o cenário é desolador. Parte do muro foi destruído, paredes foram abaixo, o telhado está comprometido, livros didáticos estão espalhados por algumas salas, carteiras quebradas e há mato por todo lado.

A unidade está desativada e, atualmente, serve de abrigo para marginais. A população do entorno da escola não aguenta mais a ação dos vândalos no local e os constantes assaltos na região. A unidade serve de ‘apoio’ para os assaltantes e para os usuários de drogas.

A escola era cedida para o Município até janeiro de 2015, quando a Gerência Regional de Educação, já na gestão do governador Flávio Dino, requisitou o prédio.  Desde então, o local ficou completamente abandonado e passou a ser alvo da ação de bandidos. Um verdadeiro descaso com a coisa pública.

A Polícia Militar já foi acionada várias vezes para coibir a ação de vândalos no local, que tentam derrubar o que restou do muro, provocando explosões, que assustam os moradores da área. O sossego não demora muito, pois novamente o grupo volta ao local; e o medo e a revolta tomam conta da população de Paraibano.

Diante do descaso com a unidade de ensino, a prefeita do Município, Aparecida Furtado, alega que a prefeitura já solicitou o prédio ao Governo do Estado, mas não obteve sucesso. Lamentável!

IMG-20160524-WA0001

IMG-20160524-WA0003

IMG-20160524-WA0004


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Moradores de São Vicente de Férrer reclamam do abandono do Município

O Município de São Vicente Férrer vive dias difíceis. O cenário atual é de completo abandono. Ruas quebradas e sem recolhimento de lixo, esgotos estourados, escolas e prédios públicos deteriorados, sem nenhuma manutenção há bastante tempo.

A situação dos funcionários públicos municipais também é delicada. A categoria não recebe seus salários há meses. Os alunos têm padecido com a merenda escolar, que não tem sido distribuída. A saúde também é um assunto delicado.  O único hospital da cidade funciona de forma precária; faltam instalações adequadas, medicação e atendimento de qualidade.

Outro ponto revoltante, é a falta de cuidado e manutenção com alguns veículos. Máquinas, caçambas e até ambulância, que poderiam estar sendo utilizados para prestação de serviço à população, estão quebrados ou abandonados.

Os ônibus escolares operando de forma irregular, sem cinto de segurança e sem pneus adequados. Estes veículos trafegam sem placas e nenhum registro junto ao Detran. Mesmo assim, transporta diariamente crianças e adolescentes sem nenhuma advertência. Os moradores relatam que a cidade está completamente abandonada.

No dia 22 de abril deste ano, a Justiça determinou o afastamento da prefeita de São Vicente Férrer, Maria Raimunda Araújo Sousa, por 180 dias.A decisão atendeu o pedido do Ministério Público do Maranhão, em Ação Civil Pública por improbidade administrativa proposta em 2013, que apontou uma série de irregularidades na gestão municipal. Dentre elas, o atraso no pagamento dos vencimentos dos servidores municipais.

1

Veículos abandonados, inclusive uma ambulância.

2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Grêmio Lítero Português virou criadouro do Aedes Aegypti

Quem passa em frente ao Grêmio Lítero Recreativo Português, no Anil, se assusta com o cenário de abandono. O clube já foi palco de muitas festas tradicionais e bailes grandiosos, que atraía não só os sócios, mas a elite ludovicense.

Os anos áureos ficaram para trás e só restaram as lembranças e as ruínas. O local deu lugar ao mato, lixo e muito sujeira. As piscinas atrativas e convidativas só servem, atualmente, de criadouro para o mosquito Aedes aegypti.

A falta de manutenção e conservação do local destruiu não só a estrutura física do clube, mas uma opção rica de lazer, entretenimento e convivências em São Luís; sobraram apenas as lembranças de quem um dia teve o prazer de desfrutar do espaço.

Prestes a completar 85 anos de fundação, o Grêmio Lítero Recreativo Português tornou-se um idoso cheio de cicatrizes marcadas pelo abandono e desprezo, mas cheio de vida nas lembranças dos frequentadores.

IMG-20160428-WA0023

IMG-20160428-WA0024

IMG-20160428-WA0025


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.