Notícias

Promotoria apura crime de improbidade e peculato em Lago Verde

O Ministério Público abriu investigação para apurar supostos de improbidade administrativa e peculato em Lago Verde.

Sob o comando da promotora de Justiça de Bacabal, Klicia Luiza Castro de Menezes, a apuração, que foi iniciada em julho do ano passado como Notícia de Fato, ainda em fase preliminar.

Como extrapolou o período de 120 dias sem que tenham sido concluídas as investigações, a representante ministerial decidiu converter em Procedimento Administrativo para que as diligências investigatórias tivessem um maior aprofundamento, possibilitando assim a coleta de provas para embasamento de possível futura Ação Civil Pública.

No documento, Klicia não dá detalhes sobre os supostos crimes, nem os nomes que estariam envolvidos no caso.

Entretanto, a reportagem do Blog do Neto Ferreira apurou que as investigações teriam como alvos contratos de valores altos celebrados pela Prefeitura de Lago Verde.

Servidores públicos estariam se beneficiando de cargos para se apropriar do patrimônio público, o que configura crime de peculato, de acordo com o artigo 312 do Código Penal, que prevê pena de prisão de 2 a 12 anos e multa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *