Notícias

PGJ abre investigação contra prefeito de Turiaçú por suposto crime em licitação

Foto: à esquerda, prefeito de Turiaçu, Edésio Cavalcanti, e à direita, o empresário Erinaldo Araújo Guimarães, preso por assassinato.

 

A Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) abriu uma investigação contra o prefeito de Turiaçu, Edésio Cavalcanti, por suposto crime em licitação.

Sob o comando do assessor especial da PGJ, promotor Fábio Henrique Meirelles Mendes, o inquérito também tem como alvo o empresário Erinaldo Araújo Guimarães, dono da empresa E.A. Guimarães, conhecida como Posto Guimarães.

O gestor municipal em conluio com o Guimarães teriam cometido fraudes em licitações que tinham como objeto o fornecimento de combustíveis no anos de 2022 e 2023.

As investigações tem 90 dias para serem concluídas.

O envolvimento de Edésio Cavalcanti e Erinaldo Guimarães veio à tona após o assassinato o também empresário Jonathan Fernando Cardoso Sousa, o “Nando Net”, no dia 25 de agosto de 2022.

Guimarães é apontado como mandante do crime e foi preso foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) dia 12 de dezembro de 2022 em um ônibus interestadual no Estado do Ceará.

Uma equipe da Superintendência Estadual de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP), esteve na capital cearense, Fortaleza, onde cumpriu o mandado de prisão temporária que foi prorrogado pela justiça por mais 30 dias.

Empresário Erinaldo Araújo Guimarães preso por assassinato.

Ele era detentor de um contrato de R$ 2,2 milhões para o fornecimento de combustíveis para a atual gestão do prefeito Edésio, e tinha sido informado pela prefeitura que sua empresa não iria mais realizar o fornecimento, no lugar assumiria o abastecimento o seu concorrente no ramo na cidade, exatamente, ‘Nando Net’, que acabou sendo assassinado.

A morte de “Nando Net” está associado a uma série de fraudes na Prefeitura de Turiaçu que envolvem direcionamento de licitação e superfaturamento em contratos envolvendo recursos públicos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *