Notícias

MP abre investigação para apurar suposto esquema de propina na gestão Braide

A gestão de Eduardo Braide (PSD) está no bojo de uma investigação no âmbito do Ministério Público do Maranhão por suposto esquema de propina.

Nessa semana, a 32ª Promotoria de Justiça Especializada de São Luís (4º Promotor de Justiça do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa) instaurou um procedimento apuratório com base em denúncias feitas pelo presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Paulo Victor (PSDB), sobre pagamentos ilegais realizados pelas Secretarias Municipais de Obras e Serviços (SEMOSP) e de Saúde (SEMUS).

De acordo com a denúncia, a propina seria embutida em contratos milionários firmados entre empresas e as pastas com o aval dos secretários, e depois repassada a um dos irmãos do prefeito, Antônio Braide, que é médico.

O caso está sendo investigado como atos de improbidade administrativa, mas poderá ser desmembrado para tramitar na esfera criminal.

A Casa Legislativa vem fazendo reiteradas acusações sobre suposto esquema de pagamento de propina na Prefeitura envolvendo os familiares de Braide.

Segundo os relatos, há uma quadrilha composta por parentes de Braide atuando dentro do Executivo para dilapidar o Erário Público (reveja aqui).

Na segunda-feira (13), o presidente da Câmara voltou ao tema e afirmou que uma construtora fez um repasse de R$ 6 milhões a um dos irmãos do prefeito (saiba mais aqui).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *