Notícias

Ministro vai pedir que PF e Abin investiguem causas de apagão

O ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira (PSD-MG), declarou, nesta terça-feira (15/8), que irá pedir ao Ministério da Justiça para determinar que Polícia Federal (PF) e Agência Brasileira de Inteligência (Abin) que investiguem causa do apagão, se houve falha técnica e até mesmo interferência humana.

“Estamos oficiando Ministério da Justiça e Segurança Pública para que PF apure com detalhes o que poderia ter ocorrido, além de diagnosticar apenas onde ocorreu. Encaminhar para PF e Abin para apurar eventuais dolos”, disse Silveira.

O ministro de Minas e Energia ressaltou ainda que a falta de energia foi causada em decorrência de um “evento” no Ceará, mas a investigação irá apurar se há outros incidentes em outras regiões do país.

“Foi um fato que causou a interrupção na Região Norte e Nordeste e, por uma contingência planejada do ONS, minimizou a carga das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, para que não houvesse a interrupção total dessas regiões”, disse o ministro em entrevista coletiva.

Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o apagão afetou 25 estados e o Distrito Federal. Apenas o estado de Roraima não foi afetado pela falta de energia porque não está interligada ao Sistema Interligado Nacional (SIN).

A falta de energia causou transtornos em diversas regiões, com a paralisação do transporte público, suspensão de aulas em escolas e o desligamento de semáforos.

Do Metrópoles

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *