Notícias

Gestão Braide pretende gastar quase R$ 10 milhões em sistema de gestão da saúde

A Prefeitura de São Luís, comandada por Eduardo Braide (PSD), pretende gastar quase R$ 10 milhões na implantação de sistemas integrados para a Gestão de Saúde Pública – SIGSP.

No dia 16 de agosto foi aprovada uma Ata de Registo de Preços em nome da empresa Vivver Sistemas Ltda, localizada em Belo Horizonte (MG), prevendo uma futura contratação para a instalação dos sistemas.

O documento foi assinado pelo secretário municipal de saúde da capital maranhens, Joel Nunes Júnior, pelo sócio da Vivver, Geraldo Tadeu da Conceição Cruz, e pelo presidente em exercício da Comissão Permanente de Licitação, Eduardo Luiz Cruz Rocha.

A ART é um documento vinculativo, obrigacional, com característica de compromisso para futura contratação.

Segundo o detalhamento da Ata, somente com o licenciamento do uso do programa, a Prefeitura vai desembolsar R$ 3.571.200,00 milhões por ano.

Já com o suporte e manutenção, a gestão Braide pode pagar R$ 5.342.400,00 milhões anualmente.

Além desses, também terá despesas com treinamento, hospedagem e customização. No total, o Executivo ludovicense poderá bancar R$ 9.599.980,00 para mudar o sistema da Saúde caso a Vivver for contratada.

One thought on “Gestão Braide pretende gastar quase R$ 10 milhões em sistema de gestão da saúde

  1. A gestão Braide está firmando vários contratos milionários com empresas de vários lugares. É incrível como o MP não abre um procedimento para apurar possíveis fraudes nesses contratos, são contratos para fazer diversos tipos de serviços estranhos e sem necessidade. Eu observo que a gestão tem feitos contratos com uso de Ata de registros de preços. Eu não acredito na lisura da gestão Braide, pode ser que ele seja totalmente honesto e transparente, mas eu que não consigo acreditar que nesses contratos assinados não há nenhum interesse envolvido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *