Poder

Escolas comunitárias de São Luís estão precárias

A situação das escolas comunitárias de São Luís não é nada boa. Faltam materiais, uma estrutura de qualidade, e até o pagamento dos salários dos professores. Tudo isso compromete o ensino oferecido às crianças.  Muitas dessas escolas funcionam em associações de moradores, e os pais e a comunidade não estão nada satisfeitos com a precariedades das unidades.

Então, qual seria a causa desses prolemas? falta de dinheiro? Pior que não. Prova disso é o documento abaixo, que contém a relação das entidades empenhadas e liquidadas com recursos voltados para Manutenção e Desenvolvimento do Ensino(MDE). Ao todo, 22 unidades foram beneficiadas. O valor total repassado ultrapassou a casa dos R$ 5 milhões.

Nesse caso, onde teriam parado essas verbas recebidas pelas escolas comunitárias? Cadê a fiscalização para inspecionar a aplicação desse recurso nas unidades de ensino? Quais pessoas estariam usurpando o dinheiro do ensino das crianças  e do salário dos educadores?

A comunidade escolar dessas unidades quer saber o destino de todo esse dinheiro, que não tem assistido a real finalidade. É muito dinheiro para pouco investimento. Se o recurso fosse, de fato, aplicado em benefício da educação das crianças, as escolas comunitárias estariam em condições muito melhores. Pais, alunos e professores estariam muito mais felizes e motivados.

13515226_828233457313713_1691204873_n


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.