Crime

Polícia pede prisão de vereador de Paço do Lumiar e corretor

GI Portal

Vereador Junior do Mojó, e o corretor Elias Orlando

Vereador Junior do Mojó, e o corretor Elias Orlando

Com a prisão de Alex Nascimento de Sousa, executor confesso do empresário, Marggion Lanyere Ferreira Andrade, 45 anos, ocorrido no ultimo dia 14 de outubro, a polícia concluiu o inquérito policial sobre o caso, em menos de um mês do crime.

Empresário Marggion Lanyere

Empresário Marggion Lanyere

Para a polícia o caso está elucidado e caberá agora à Justiça do Maranhão fazer a sua parte. O documento com as informações e provas do crime levantadas pela polícia foram encaminhados à Comarca de São José de Ribamar, onde será dado prosseguimento ao caso, já que o crime aconteceu no Araçagy, área que pertence àquele município.

Segundo o delegado, Sebastião Uchoa, Superintendente de Polícia da Capital, não há duvidas quanto à participação dos acusados de envolvimento no crime revelados até o momento.

No inquérito, além de conter todos os detalhes e participações de cada um dos acusados, a polícia também pede as prisões preventivas do vereador de Paço do Lumiar “Junior do Mojó” e o corretor de imóveis Elias Orlando Nunes Filho. Eles são apontados como autores intelectuais do crime e mandantes.

Executor do empresário

Executor do empresário

Ao serem apresentados hoje à imprensa, Alex Nascimento de Sousa, autor do tiro que matou o empresário Marggion Lanyere, e o caseiro da vítima e cunhado de Alex, Roubert Sousa Santos confirmaram os detalhes do crime que já vinham sendo divulgados pela imprensa, e também o envolvimento do vereador de Paço do Lumiar, Junior do Mojó, e o corretor Elias Orlando.

O motivo do crime foi o terreno que o empresário havia comprado do corretor Elias Orlando, e que este já havia vendido a mesma área, para outras três pessoas.

O crime levou a polícia a perceber a gravidade da grilagem de terreno na área do Araçagy, e a possibilidade de outros crimes terem ocorrido na área pelos mesmos motivos que levaram à morte do empresário Marggion Lanyere Ferreira Andrade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Vereador de Paço do Lumiar é citado como mandante do crime contra empresário Marggion

Vereador de Paço do Lumiar, Eliase Mojo

Vereador de Paço do Lumiar, Eliase Mojo

O ex-presidiário Alex Nascimento de Sousa confessou os nomes dos prováveis mandantes do assassinato do empresário Marggion Lanyere Ferreira Andrade, de 45 anos, no dia 14 de outubro, enterrado em um terreno de sua propriedade na Rua Bonanza, no Araçagi. Durante depoimento que terminou por volta das 2h da madrugada desta terça-feira (25), o corretor de imóveis Elias Orlando Nunes Filho e o vereador do município de Paço do Lumiar, Edson Arouche Júnior, de 42 anos, o Júnior Mojó (PSL). A afirmação foi feita pelo Superintendente de Polícia Civil da Capital, delegado Sebastião Uchôa, em entrevista ao repórter Domingos Ribeiro, nesta manhã (25), no programa Ponto Final, Mirante AM.

O ex-presidiário disse, ainda, que foi o autor do disparo na nuca que matou o empresário. Pelo crime, os mandantes ofereceram a importância de R$ 15 mil.

Alex Nascimento foi preso na noite desta segunda-feira (24), por equipes da Superintendência de Polícia Civil da Capital em um quarto no bairro do São Raimundo.

Uchôa afirmou que o crime está elucidado, o inquérito policial concluído e será entregue até o meio-dia, a Comarca de São José de Ribamar. O delegado disse que os indícios são suficientes para que a Justiça decrete a prisão preventiva do corretor de imóveis, Elias Nunes e do vereador de Paço do Lumiar, Júnior Mojó.

Do Imirante


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.