Poder

Bomba vai estourar contra governo Flávio Dino na segunda-feira

bomba

O Blog do Neto Ferreira vai estourar uma bomba que poderá abalar completamente as estruturas do Palácio dos Leões, que dificilmente se erguerá.

O caso é tão grave, que o Ministério Público Federal (MPF) deverá abrir uma investigação contra o governo Flávio Dino, e em seguida acioná-lo por improbidade administrativa e por danos ao Erário Público.

O Blog trará detalhadamente todas as informações acerca do assunto. Aguarde!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino comete as práticas esdrúxulas do governo Roseana

flavio_dino_edit-329292

Quando almejava a tão sonhada cadeira de governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB) criticou ferrenhamente as condutas praticadas pelo governo Roseana Sarney, como gastos excessivos de dinheiro públicos, realização de inúmeros empréstimos, contratações de empresas suspeitas, entre outras práticas.

No entanto, ao se eleger como governador, Dino vem repetindo os mesmos atos esdrúxulos nos quais tanto repudiava.

Dentre uma série de atos não condizentes com que pregava antes das eleições de 2014, o governador do Maranhão alugou um imóvel para abrigar menores infratores que é de propriedade de um filiado do PCdoB, Jean Carlos Oliveira, que por sua vez é funcionário da Emap.

Ao que parece, não trará tantas mudanças ao estado como ele pregou durante muitos anos de campanha.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Membro do PCdoB que teve casa alugada pelo governo também é funcionário da EMAP

2017-01-06-photo-00005500

Governador Flávio Dino e o companheiro de partido Jean Carlos Oliveira

Mais um escândalo vem à tona e as estruturas do Palácio dos Leões poderão não aguentar e ruir.

O governador do Maranhão, Flávio Dino, e o secretário de Comunicação e Articulações Políticas, Márcio Jerry, ambos do PCdoB, tentaram de todas as formas ocultar o verdadeiro dono do imóvel alugado por R$ 12 mil pelo estado para abrigar menores infratores no bairro da Aurora, mas não conseguiram.

Segundo documento, o proprietário da casa identificado como Jean Carlos Oliveira, além de ser membro do PCdoB, é servidor da Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP), órgão ligado ao Governo do Maranhão.

No órgão, Jean Carlos exerce a função de coordenador da Redes de Tecnologia da Emap, recebendo salário de mais de R$ 10 mil.

De acordo com a Lei, como funcionário, o dono da casa alugada não poderia contratar com o Poder Público. É crime de improbidade administrativa.

Portanto, o governo Flávio Dino deverá ser acionado na Justiça por tal conduta e o servidor terá que devolver todo o dinheiro recebido pelo aluguel do prédio.

untitled-2-640x205


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino antecipa cobrança de ICMS no Maranhão

governador-flavio-dino

O governador Flávio Dino (PCdoB) sancionou o Projeto de Lei nº 10.554, que institui aumento na antecipação do Imposto Sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 30% para 50% em todo o estado.

A sanção do Executivo está publicada na edição eletrônica do Diário Oficial do Estado do dia 29 de dezembro de 2016. O projeto foi aprovado em regime de urgência pela Assembleia Legislativa, dias antes do início do recesso parlamentar, sob protestos da oposição e de entidades que representam o setor empresarial do Maranhão.

A redação do projeto de lei altera dispositivos do Regulamento do ICMS aprovado pelo Decreto nº 19.714/2003.
“Nas operações e prestações realizadas por estabelecimentos não inscritos no CAD/ICMS ou de existência transitória, bem como por contribuintes cuja inscrição esteja suspensa do CAD/ICMS, o imposto será devido com dedução de crédito fiscal destacado na nota fiscal”, desta o art.63.

Nos incisos I e II, do § 2º do art., o projeto trata da antecipação do imposto. “O valor indicado na nota fiscal será acrescido do percentual de 50% (cinquenta por cento)”, destaca outro trecho.

O projeto já sancionado pelo governador Flávio Dino chegou a ser classificado de inconstitucional por deputados de oposição. Isso porque, na redação, o governador do Maranhão impõe ao contribuinte a desistência de todo e qualquer recurso administrativo ou judicial quando este optar pelo pagamento parcelado da dívida.

Fonte: O Estado do Maranhão

Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Empresa alvo da PF no Piauí fatura milhões da Saúde do governo Flávio Dino

11depois

A Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), órgão ligado à gestão estadual e que tem como presidente Ianik Rafaela Lima Leal, está fazendo uma verdadeira “farra” de contratos milionários.

O Blog do Neto Ferreira teve acesso aos acordos contratuais e verificou que uma das empresas contratadas pela EMSERH, a Distrimed Comércio e Representações Ltda, de propriedade de Mário Dias Ribeiro Neto e Luiz Carvalho dos Santos, que fica localizada no bairro Piçarra, em Teresina (PI), já esteve envolvida em um esquema criminoso que desviou R$ 7 milhões dos cofres públicos do Piauí. A organização foi desarticulada pela Polícia Federal durante a operação Gangrena.

À época, a PF identificou que quatro empresas ganhavam constantemente as licitações em preços por lotes e, ao entregar os medicamentos cobravam por um item com um preço muito maiores e ao mesmo tempo que aumentavam os valores, os remédios faltavam nos hospitais.

A Distrimed, apesar de ser investigada, tem faturado milhões no governo Flávio Dino. De acordo com documentos, a empresa de medicamentos foi contemplada com três acordos contratuais que somam R$ 2.409.579,36 milhões.

Os objetos dos contratos referem-se a obtenção de materiais odontológicos e médicos hospitalares para atender as Unidades de Saúde administradas pela Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares – EMSERH.

A partir dessas informações, a Polícia Federal deve continuar as investigações acerca do governo do Maranhão, inclusive, trabalhando com a tese das indicações de políticos para cargos na área da saúde (relembre o caso).

saude8


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino diz que não será candidato à presidência da república em 2018

Em entrevista ao EL País, Dino disse que tem uma "tarefa inconclusa no Estado", e que seria "muito frustrante" não seguir no governo.

flaviodino

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), afirmou em entrevista ao EL País que não será candidato à presidência da república em 2018. A afirmação do comunista foi feita após diversos rumores que indicavam que ele já era um dos nomes fortes à corrida presidencial.

Na entrevista ao EL País, que abordou diversos assuntos, Dino disse que tem uma “tarefa inconclusa no Estado”, e que seria “muito frustrante” não seguir no governo, por causa de programas já iniciados e que precisam de maturação.

“Sou candidato à reeleição se Deus me der vida e saúde. Porque nós temos uma tarefa inconclusa no Estado. Seria muito frustrante até [não seguir no Governo], porque a gente tem um monte de programas iniciados, programas que me motivam e que exigem um tempo de maturação. Não será em três anos que vamos fazer. Venho intervindo muito pouco no debate nacional desde o impeachment, até para não ficar na posição do chato do “eu avisei”. Prefiro cuidar dos meus problemas, que já são gigantescos”, afirmou Dino.

Leia a entrevista completa clicando aqui.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Ricardo Murad foi grampeado pela Polícia Federal tentando incriminar Flávio Dino

dinoxmurad-1

Sabendo que estava sendo gravado pela Polícia Federal, o ex-secretário da Saúde, Ricardo Murad, tentou incriminar o governador do Maranhão, Flávio Dino, falando abertamente que o gestor estadual estaria contratando empresas para atuar na Saúde com a intenção de pagar as dívidas angariadas durante a campanha eleitoral de 2014.

O documento foi obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira e mostra o diálogo se deu no dia 12 de março de 2015 entre o empresário e sobrinho de Murad, Rômulo Trovão, e o próprio ex-gestor da Saúde, após uma reunião que aconteceu entre o diretor da empresa Litucera Limpeza e Engenharia, Edson Gabriel da Silva, e Trovão.

De acordo com o documento, o referido encontro foi para que Edson comunicasse ao sobrinho de Ricardo Murad que o então secretário da Saúde, Marcos Pacheco, ia suspender a prestação de serviços da Litucera.

“Rômulo diz que Edson se reuniu com Marcos Pacheco (Secretário de Saúde do Estado) e disse que vai parar a prestação de serviços. Ricardo diz que é melhor eles conversarem isso pessoalmente.”
, destacou a Polícia Federal.

No mesmo trecho da observação da PF, Murad afirma que as empresas que irão entrar na saúde são para pagar dívidas de campanha 2014 de Flávio Dino.

“Ricardo diz que as empresas que vão entrar na saúde são para pagar dívidas de campanha de Flávio Dino.”, frisou o documento da PF. Leia a conversa abaixo.

Ricardo Murad e o seu sobrinho Rômulo Trovão são acusados de integrar uma organização criminosa que atuava no âmbito da Secretaria de Saúde do Maranhão e que desviou milhões dos cofres públicos. Ambos foram alvos da operação Sermão aos Peixes, deflagrada em novembro do ano passado.

operacao24


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Resolução do PCdoB diz que reeleição de Flávio Dino é “prioridade”

O Partido Comunista do Brasil (PC do B) apresentou na último domingo (4) uma resolução política onde defende a construção de uma frente ampla e democrática para impedir a perda dos direitos sociais dos brasileiros e retomar o desenvolvimento econômico do país.

Entre as resoluções definidas pelo Comitê Central do PCdoB, a reeleição do governador do Maranhão, Flávio Dino, está entre as prioridades da sigla, pelo papel atuante que Dino vem desempenhando no debate político nacional.

A reeleição de Flávio Dino – primeiro governador eleito pela legenda – aparece no documento como uma das “tarefas do partido”.

“Arquitetar, desde já, o projeto eleitoral do PCdoB de 2018 com prioridade à reeleição do governador Flávio Dino, do Maranhão”, é o que diz a terceira das dez metas elencadas pela legenda para os próximos anos.

A resolução fala do desempenho de Flávio Dino no impeachment de Dilma Rousseff e proposto na PEC-55.

“Depois de ter se destacado na luta contra o impeachment, ele se mantém resoluto na defesa do Estado Democrático de Direito. Em diferentes fóruns de governadores, tem se colocado contra o congelamento de gastos da PEC-55, e no seu lugar defende a taxação das grandes fortunas, das heranças e das aplicações financeiras”, diz a resolução.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Flávio Dino é cotado para disputar a presidência do Brasil em 2018

Segundo a coluna,a direção nacional do PCdoB decidiu que terá um nome da sigla na disputa pela Presidência, no último domingo (4).

governador-flavio-dino

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), é um dos nomes cotados para disputar a presidência do Brasil em 2018 pelo partido comunista, segundo a coluna Painel do jornal Folha de São Paulo.

Segundo a coluna, a direção nacional do PCdoB decidiu que terá um nome da sigla na disputa pela Presidência, no último domingo (4).

A decisão é uma reação à fala do presidente do PT, Rui Falcão, de que seu partido não tem plano B e Lula é o candidato para 2018. Então, dirigentes do PCdoB defenderam que “é hora de renovar a esquerda” e colocaram em discussão uma lista com quatro possíveis presidenciáveis.

Os nomes que estão cotados são do ex-ministro Aldo Rebelo, do governador do Maranhão, Flávio Dino, e das deputadas federais Jandira Feghali e Luciana Santos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

PF e as transações imobiliárias

684823-concurso-da-policia-federal-2015-inscricao-edital-600x600

Contratos firmados entre o órgão público e empreiteiras podem estar na mira da Polícia Federal. O motivo: suposto pagamento de propina feito por empresários à administração por serem vencedores de licitações de obras que somam cifras milionárias.

Segundo informações fidedignas do Blog do Neto Ferreira, por cada contrato ganho, as construtoras destinam uma porcentagem do valor total do acordo contratual para a gestão, e o repasse não seria feito em espécie, mas sim por meio de transações imobiliárias, ou seja compras de casa, apartamentos, contratos de gavetas e manobras fiscais ilegais.

Desse modo, federais suspeitam que tais transações financeira podem ter a intenção de dissimular as vultosas movimentações ilícitas que supostamente aconteceram e estariam sendo colocadas em práticas por políticos do núcleo do poder.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.