Judiciário / Poder

Ministra que mandou arquivar cassação de Dilma vai relatar ação no TSE

Do G1, em Brasília

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, relatora no TSE do processo de cassação da presidente Dilma Rousseff (Foto: Roberto Jayme / TSE)

A ministra Maria Thereza de Assis Moura, relatora no
TSE do processo de cassação da presidente Dilma
Rousseff (Foto: Roberto Jayme / TSE)

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Dias Toffoli, indicou a ministra Maria Thereza de Assis Moura para a função de relatora da ação do PSDB que pede a cassação do mandato da presidente Dilma Rousseff e do vice Michel Temer. O despacho de Toffoli, assinado nesta quinta (5), foi divulgado nesta sexta-feira (6).

Relatora original do caso, Maria Thereza pediu, no início de outubro, para deixar a condução do processo, sugerindo que o ministro Gilmar Mendes passasse a relatar o processo. A ministra justificou a decisão pelo fato de ter sido vencida, no mês passado, na votação que decidiu reabrir a ação de cassação.

Em fevereiro, Maria Thereza mandou arquivar a ação proposta pelo PSDB, mas, no início de outubro, por cinco votos a dois, o TSE reabriu o caso a partir de um recurso do partido comandado pelo senador Aécio Neves (MG), adversário de Dilma na eleição do ano passado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Deputados definem estratégias para acelerar impeachment de Dilma

Dilma enfrenta uma forte no país desde o início de seu segundo mandato

Dilma enfrenta uma forte no país desde o início de seu segundo mandato

Da Folha de SP

Após coletar mais de 800 mil assinaturas na internet em apoio ao movimento pró-impeachment, partidos de oposição na Câmara definiram na última segunda-feira (14), estratégia para acelerar o processo de afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT). Além de endossar o pedido de impeachment feito pelo advogado e ex-petista Hélio Bicudo, que deve ser reapresentado na próxima quinta-feira (17), os deputados pretendem desestruturar na próxima semana a tropa de choque do Planalto e causar o que chamam de “dias de caos”.

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), devolveu nesta segunda (14) todos os 13 pedidos de afastamento que tramitavam na Casa para adequação de “requisitos formais”. No mesmo dia, o líder do PSDB na Casa, Carlos Sampaio (SP), visitou Bicudo em São Paulo para discutir o aprimoramento do documento e sua readequação às normas do Congresso.

Nesta terça-feira, a oposição vai se reunir para decidir se só apoia ou se assina junto com o jurista o pedido de afastamento. Em seguida, a decisão será levada a Cunha.

Estratégia

Já existe um acordo sobre o que deve ser feito assim que for apresentado o pedido de impeachment. A ideia é que, para se isentar do ônus político da decisão, o peemedebista negue o pedido de impeachment, o que gerará um recurso ao plenário. É aí que entrará em prática a estratégia para desestabilizar a base aliada da presidente.

Em uma operação casada, as três CPIs da Câmara controladas por Cunha –Petrobras, BNDES e Fundos de Pensão– devem colocar em votação simultânea requerimentos polêmicos, entre eles a convocação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com o apoio de Cunha, o movimento visa forçar a tropa de choque governista a concentrar sua atuação nas CPIs, afastando-a do plenário da Casa e tirando seu foco da votação do recurso de impeachment da presidente, cuja aprovação se dá por maioria simples.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Manifestantes vão às ruas a favor de Dilma Rousseff

Manifestantes no Rio de Janeiro

Manifestantes no Rio de Janeiro

Manifestantes se reuniram na tarde desta quinta-feira (20), para apoiar o governo da presidente Dilma Rousseff e criticar o presidente da câmara, Eduardo Cunha e o ajuste fiscal.

A marcha foi organizada por centrais sindicais e movimentos sociais. De vermelho, com faixas e cartazes, os manifestantes se organizaram nos estados de Alagoas, Bahia, Fortaleza, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe.

O ato também é contra o Programa de Proteção ao Emprego, que prevê redução da jornada de trabalho e salário proporcional. Os manifestantes pedem ainda o fim do fator previdenciário e cobram redução dos juros.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

UFMA pode fechar as portas por falta de recursos

Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

Universidade Federal do Maranhão (UFMA)

Os sinais de que a crise do governo Dilma Rousseff está longe do fim não param de aparecer. Apesar de não deixar claro quais setores estão sendo mais afetados com as mazelas de uma má administração, o país perde forças onde deveria está ganhando.

A exemplo da educação. O governo Federal prevê cortes para as instituições de ensino superior em todo país e com isso, a Universidade Federal do Maranhão (UFMA), pode fechar as portas no segundo semestre de 2015. A declaração foi dada pelo reitor, Natalino Salgado, durante uma reunião com deputados federais.

Em contra partida, R$ 5 bilhões foram investidos no programa do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), para novos contratos. E apesar disso, as mudanças para quem esperava contar com o programa, deixou muita gente fora das salas de aula.

Cada vez o governo se distância de um bom mandato. A educação que deveria ser prioridade no país com 13 de milhões de analfabetos, agora vive em estado de completo abandono.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

De um povo heroico o brado retumbante: afinal, o que querem os brasileiros?

Manifestação em Brasília. Foto_ G1

Manifestação em Brasília. Foto_ G1

Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins tiveram uma só voz ontem (16), para pedir mais uma vez o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Em março e abril deste ano, vários manifestantes já tinham ido as ruas protestar contra o governo.

O país que passa não só por uma crise, mas por completo abandono pede ordem e progresso. O movimento para derrubar Dilma Rousseff foi iniciado por Jovens e já conquistou milhares de adeptos entre idosos e crianças, que acreditam na possibilidade de mudança para o país. As principais reivindicações são contra a corrupção, a população demonstrou seu apoio ao juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da Lava Jato, nas ruas e foi contra a cúpula do PT, que desmoraliza e envergonha o país.

Falta emprego, os juros estão mais altos, a inflação predomina, não há investimentos, a educação deixou de ser prioridade e a fome que assola o país é a mesma que faz com que muitos vistam a camisa verde e amarela e lutem por um futuro que espelha grandeza.

Para as mulheres, o segundo mandato da presidente é uma vergonha para a classe. Muitas acusam Dilma Rousseff de incompetente e dizem que ela age como laranja na presidência, como um boneco de marionete que só aceita ordens e não sabe como conduzir um país. De fato a presidente deveria está mais preparada para este segundo mandato, já que seu governo acompanhava a realidade de país. Infelizmente, a quatro meses do fim do ano nenhuma de suas promessas foi cumprida.

Dilma Rousseff prometeu investir na cultura, educação, emprego e segurança e tudo que os brasileiros ganharam foram números, cada vez piores e assustadores. O país possui 13 milhões de analfabetos, 154 assassinatos acontecem por dia e 7,934 milhões de pessoas estão desempregadas. Sem que falar que no quesito saúde, o governo deixa a desejar, e é uma das principais deficiências do país.

Tudo que os 27 estados mais querem é conquistar com o braço forte um país que seja símbolo, que continue carregando na bandeira a “Paz no futuro e glória no passado”. Até mesmo quem votou em Dilma Rousseff se sente envergonhado. Por não fugir à luta, muitos continuarão tentando chamar atenção de quem está no poder para mudar o país.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Lula se reúne com Temer e Sarney para discutir crise e Agenda Brasil

Políticos reunidos durante esta manhã

Políticos reunidos durante esta manhã

Da Folha de São Paulo

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reuniu-se na manhã desta quarta-feira (12), com o vice presidente Michel temer para discutir a agenda apresentada pelo PMDB do Senado para enfrentar a crise econômica.

O encontro, no Palácio do Jaburu (residência oficial do vice), também teve as participações do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB – AL), dos ministros Eduardo Braga (Minas e Energia), e Henrique Eduardo Alves (Turismo), e de parte da bancada de senadores do PMDB.

O ex-presidente José Sarney também esteve presente no café da manhã.

Cercada pela crise econômica, a presidente do Brasil Dilma Rousseff decidiu encapar o pacote de reformas, mas aliados do governo federal criticaram vários itens e previram dificuldades para sua aprovação no Congresso Nacional.

No encontro, o petista possivelmente discutiu também a atual crise política e repetiu o apelo feito pela presidente, em jantar no Palácio da Alvorada, de que o Senado atue como um “poder moderador” e evite que as “pauta-bomba” da Câmara dos Deputados sejam aprovadas pela Casa Legislativa.

Nesta terça-feira (11), antes da abertura da 5ª Marcha das Margaridas, o petista se reuniu com senadores petistas e defendeu que a presidente inclua em sua agenda mais reuniões com parlamentares da base aliada.

“É ridículo pensar que eu vou me afastar da presidente neste momento”, disse o petista.

Em discurso na Marcha das Margaridas, o ex-presidente reconheceu que sua sucessora pode ter errado à frente do governo federal.

Ele admitiu que o país enfrenta atualmente dificuldades, mas pediu que não julguem a petista pelos últimos seis meses, mas pelos quatro anos de mandato.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Prefeitura usa carros oficiais para avolumar visita de Dilma

A presidente Dilma Rousseff esteve ontem em São Luís (10), para entregar casas do programa Minha Casa, Minha Vida e para inaugurar o Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram), no Porto do Itaqui. A visita foi bem rápida, durou pouco mais de 5 horas e Dilma foi recebida com protestos no aeroporto.

Os maranhenses, assim como os brasileiros, não estão muitos satisfeitos com o segundo mandato da presidente, principalmente por ter sido o estado que mais votou e acreditou em sua reeleição – 78,76 porcento.

Para causar uma boa impressão à presidente, a prefeitura de São Luís achou conveniente utilizar carros oficiais, que deveriam estar a serviço da população, para transportar pessoas ao local onde Dilma estaria, apenas para causar volume e ofuscar os manifestantes que se concentraram em alguns locais contra a visita da presidente.

Como o gestor tem por mania não dá explicações de suas ações, esse certamente será mais um fato isolado, pelo menos é o que ele acredita.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Em visita de Dilma ao Maranhão, governador classificou impeachment como golpe

Em curta passagem pelo Maranhão, a presidente Dilma Rousseff teve em sua agenda dois compromissos: a entrega de casas do programa Minha Casa, Minha Vida e a inauguração do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram), no Porto do Itaqui.

Durante a inauguração, o governador do estado, Flávio Dino, falou sobre as crises que a presidente do país vem enfrentando desde o início do seu segundo mandato e reforçou que o Maranhão é contra ao que chamou de “qualquer tipo de golpe que é ensaiado no nosso país neste momento”.

Dino disse que ainda que o estado defende a democracia e o público presente ovacionou o discurso gritando – não vai ter golpe!

Dilma Rousseff volta para Brasília ainda esta tarde.

Veja o vídeo:


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Dilma Rousseff desembarca em São Luís

Dilma Rousseff

Dilma Rousseff

A presidente Dilma Rousseff chega daqui a pouco em São Luís, por volta das 10h45, para uma visita rápida e com alguns compromissos.

A agenda começará com a cerimônia de entrega de casas do programa Minha Casa, Minha Vida, no residencial Santo Antônio, na BR 135, às 11h45.

Dilma ainda participará da inauguração do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram), no Porto do Itaqui, por volta das 13h45.

Ao que tudo indica, a presidente será recebida com manifestações no estado. Uma resposta às diversas crises que seu governo vem enfrentando desde o início do seu segundo mandato.

A volta para Brasília será no período na tarde.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Dilma e Flávio Dino entregam Terminal de Grãos e casas

A presidenta Dilma Rousseff chega ao Maranhão nesta segunda-feira (10) com dois compromissos na agenda. Ao lado do governador Flávio Dino, participa da inauguração da primeira etapa do Terminal de Grãos do Maranhão (Tegram) e faz a entrega de imóveis do programa Minha Casa Minha Vida, no Residencial Santo Antônio, no Maracanã, com a presença também do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

Neste domingo (9), o secretário-executivo de Portos da Presidência da República, Guilherme Penin Santos de Lima, e o presidente da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), Ted Lago, concederam entrevista coletiva à imprensa para tratar sobre visita da presidenta Dilma Rousseff a São Luís.

O secretário-executivo de Portos, Guilherme Penin, afirmou que o grau de automação dos equipamentos de carga e descarga ferroviária e rodoviária do Tegram o coloca entre os terminais mais modernos do mundo com capacidade de movimentar até 750 toneladas por hora. Penin destacou a condição estratégica do Porto Itaqui para exportação de produtos brasileiros. “O Tegram, com uma ferrovia moderna como é a Norte Sul, ligada à Carajás, é uma solução logística muito eficiente, rápida e barata quando o assunto é escoamento de grãos. E a profundidade natural que tem o Porto do Itaqui também é um privilégio. Tem tudo para ser um dos mais importantes do Brasil”, afirmou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.