Crime

Ex-prefeito Nenzin é baleado em Barra do Corda

O ex-prefeito de Barra do Corda, Manoel Mariano de Sousa, conhecido como Nenzin, foi baleado no começo da manhã desta quarta-feira (6) enquanto fazia caminhada.

Ainda não há informações de quantos tiros ou a motivação para o ocorrido.

Um dos filhos da vítima confirmou que ele foi alvejado e que está sendo transferido para um hospital em Presidente Dutra.

Nenzin é pai do deputado estadual Rigo Teles (PV).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Criminosos são presos quando se preparavam para explodir agência bancária

Uma operação conjunta do 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e da Delegacia Regional de Santa Inês resultou na apreensão de uma grande quantidade de explosivos e três espingardas calibre 12, que seriam utilizados na detonação de caixas eletrônicos na região. Durante as incursões, três criminosos, sendo um foragido da Justiça, foram capturados no fim da tarde de segunda-feira (4).

Comandante do 7º BPM, tenente-coronel Borba Lima explicou que os suspeitos se preparavam para explodir agências bancárias de algum município da área, como Santa Inês, Pio 12, Tufilândia e Santa Luzia. Nesta última cidade, os bandidos foram encontrados pelos policiais civis e militares. Com eles, as equipes recolheram as três espingardas, várias munições de calibre 12, quatro celulares, coletes balísticos e os explosivos.

Foram capturados Renato Menezes da Silva, de 31 anos, considerado o líder do grupo; Fernando Augusto Barros, natural de Pindaré-Mirim, e Wellington Carlos Silva Assunção.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia apreende 87 veículos roubados e adulterados no Maranhão

A Polícia Rodoviária Federal, com o apoio da Polícia Cívil/MA, realizou de 28 de novembro a 3 de dezembro no Maranhão a Operação HIRCUS III de combate ao roubo, furto e adulteração e outras fraudes relacionadas a veículos que tiveram como destino o Maranhão.

87 veículos foram apreendidos durante a operação.

As ações aconteceram em 22 municípios, concentrados especialmente na região centro-norte, começando pela capital São Luís e, estendendo -se por Santo Amaro, Barreirinhas e Paulino Neves, na região dos Lençóis maranhenses; Tutóia, Araioses, São Bernardo, Brejo, Anapurus, Urbano Santos, São Benedito do Rio Preto e Chapadinha, no Baixo Parnaíba, além de Santa Inês, Arame, Grajaú, Gonçalves Dias e Barra do Corda, na região mais central. E Santa Luzia do Paruá , Araguanã, Nova Olinda, São João do Caru e Zé Doca, no noroeste do Maranhão.

A primeira operação Hircus aconteceu em 2013 no estado do Piauí, e a segunda foi realizada entre o sul do Piauí e o norte da Bahia no ano de 2014.

A última grande operação deste tipo realizada pela PRF no estado do Maranhão, a Operação Jamnapari, ocorreu no início do mês de dezembro de 2015 e recuperou um total de 71 veículos com ocorrência de roubo / furto ou com sinais de adulteração.

As apreensões realizadas nos últimos anos deram à PRF o mapa dos estados emissores de veículos de procedência irregular que tiveram o Maranhão como destino, destacando-se Ceará, Bahia, Goiás, São Paulo e Distrito Federal, além dos vizinhos Pará, Piauí e Tocantins. Entre os veículos mais visados pelas quadrilhas estão a caminhonete Toyota Hilux e a picape FIAT Strada. As motocicletas também são alvos preferenciais em razão da facilidade na subtração, destinação e comercialização.

As ações continuarão em alguns municípios no decorrer da semana. Até o domingo (3), foram apreendidos 87 veículos com adulteração confirmada. Todos foram encaminhados à polícia judiciária, sendo 58 recuperados com ocorrência de roubo/furto e 29 com adulteração confirmada, faltando, no entanto, identificar o veículo original e o verdadeiro proprietário.

Durante a Operação os policiais apreenderam ainda duas armas de fogo e conduziram 77 pessoas à Polícia Judiciária, a maioria por receptação de veículo roubado / furtado. Oito documentos falsificados também foram apreendidos.

Hircus diz respeito à espécie caprina, muito presente na região Nordeste brasileira, que por sua vez, na linguagem policial, remete ao cabrito, um veículo de procedência ruim, roubado, furtado ou adulterado.

A Operação Hircus III foi realizada pela Polícia Rodoviária Federal, através da Superintendência Regional no Maranhão, da Coordenação Geral de Operações (CGO), do Comando de Operações Especializadas (COE) e o Grupo de Enfrentamento às Fraudes Veiculares (GEFRAV). A Polícia Civil, através do Delegado Geral, preparou as delegacias para receber o grande volume de ocorrências decorrentes da Operação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia faz buscas e apreende documentos na Prefeitura de Gonçalves Dias

A Polícia Civil e o Ministério Público deflagraram a Operação Lego, que deu cumprimento ao mandado de busca e apreensão na sede da Prefeitura de Gonçalves Dias. O pedido foi feito pela promotora de justiça Ariadne Dantas Meneses, titular da Comarca de Dom Pedro, da qual Gonçalves Dias é termo judiciário.

Na operação, foram apreendidos computadores, notebooks e documentos relacionados a licitações e contratações e, ainda, uma arma de fogo. Os bens serão submetidos a perícia para prosseguimento de investigações sobre fraudes e irregularidades em procedimentos licitatórios, com indícios de montagem de processo e direcionamento de contratação.

Também participaram da operação os promotores de justiça Carlos Allan da Costa Siqueira (Passagem Franca) e Natália Macedo Luna Tavares (Santo Antônio dos Lopes).

Igualmente foram vistoriados a residência de Ancleyson da Silva e Silva (secretário municipal de Administração) e a moradia e o escritório de contabilidade administrado por Antônia Ancleya da Silva e Silva, irmã do secretário.

INVESTIGAÇÃO

A investigação inclui quatro inquéritos civis, que apuram irregularidades em licitações realizadas pelo Município de Gonçalves Dias em 2017. A análise aponta a montagem de processos e simulação dos certames, com a finalidade de desviar recursos públicos e direcionar contratações da administração municipal.

As fraudes se caracterizam também pela criação de novas empresas ou favorecimento de firmas já constituídas, que se alternariam entre as licitações para que nenhuma saia sem firmar contrato com a prefeitura.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia estoura laboratório de refino de cocaína em São Luís

A Superintendência Estadual de Investigações Criminais-Seic estourou, nesta sexta-feira (01), um laboratório de refino de cocaína, no bairro do Anil, em São Luís. Durante a operação, Fabrício Alves Coelho, vulgo Bodinho, Emanuel Barbosa de Melo Neto, e Alexandre Ayrton Tavares Pereira foram presos.

A polícia também apreendeu 11,5 kg de cocaína, avaliada em R$ 300 mil, um veículo Suzuki Jimmy e apetrechos utilizados no tráfico de drogas (objetos destinados à mistura, embalagem e distribuição da droga).

Após investigação, foi descoberto que um imóvel, situado no bairro Anil, que estava sendo utilizado como uma espécie de laboratório para a guarda, mistura e preparação para distribuição de grande quantidade de cocaína.

Os indivíduos foram conduzidos à SEIC e, após análise técnico-jurídica do Delegado de Polícia, foram autuados como incursos nos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, sendo encaminhados ao Centro de Triagem e Observação Criminológica do Sistema Penitenciário Estadual, onde ficarão à disposição da Justiça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Homem grava CD com ofensas à ex-mulher e é preso em Santa Inês

Um homem identificado como Paulo Santana, de 59 anos, gravou um álbum com músicas dedicadas a ex-mulher dele em Santa Inês, e acabou sendo preso. O músico foi enquadrado na Lei Maria da Penha porque as letras ofendiam a ex-companheira dele. A mulher também acusa Paulo de fazer ameaças a ela e aos filhos.

Nas letras estão palavras ofensivas, xingamentos e trechos que difamam a ex-mulher dele e de quem Paulo Santana é obrigado a se manter afastado por conta de uma medida protetiva determinada pela Justiça, depois que o casal se separou e ele passou a fazer ameaças a ex.

Um vídeo com as músicas foi divulgado nas redes sociais. A mulher ficou sabendo da história e procurou a polícia. A medida protetiva determina também que Paulo se mantenha afastado dos seis filhos pequenos que tem com a mulher. Segundo a polícia, a ordem judicial não estava sendo cumprida. O suspeito foi visto várias vezes na porta da escola, onde as crianças estudam.

Na capa do álbum está estampado o nome da mulher e um trecho onde fala da medida protetiva. A polícia ainda apura uma suspeita de homicídio contra Paulo Santana.

Do G1,MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

15 mil produtos irregulares são apreendidos no centro comercial de São Luís

O Procon, a Secretaria da Fazenda (Sefaz) e a Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (SSP/MA) deflagraram, na manhã desta quarta-feira (29), a Operação Gancho, que visa combater a comercialização de produtos irregulares. Na ocasião, foram apreendidas cerca de 15 mil mercadorias irregulares.

A primeira etapa da Operação Gancho fiscalizou comércios no centro comercial da capital e verificou a correta emissão de nota fiscal e o cumprimento de direitos básicos do consumidor. Além disso, combateu a pirataria e a sonegação de impostos.

Para desencadear a operação, foram mais de 16 meses de investigação sigilosa em 180 lojas para apurar a procedência dos produtos comercializados ao consumidor maranhense.

O estabelecimento Michelle Variedades teve cerca de 15 mil itens apreendidos, entre hand spiner, the little gift make-up set, jogo de botão e outros brinquedos, todos sem o selo do Inmetro, além de não possuir alvará de vistoria do Corpo de Bombeiros, não ter precificação nos produtos, não informar as formas de pagamento aceitas e não possuir um exemplar do Código de Defesa do Consumidor em local de fácil acesso ao público.

O estabelecimento tem dez dias para apresentar defesa, contados a partir do recebimento da notificação. O descumprimento pode se caracterizar como crime de desobediência nos termos do artigo 330 do Código Penal, ficando sujeito, ainda, às sanções administrativas e civis cabíveis.

“Nosso objetivo é garantir uma livre, justa e adequada concorrência em prol da garantia da ordem econômica. Afinal, não é justo que empresários que investem e formalizam seus negócios, geram empregos, cumprem às leis, concorram com aqueles que desempenham atividades de forma irregular”, disse o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior.

“Além disso, buscamos garantir aos consumidores que recebam a nota fiscal, direito essencial. Estamos colocando a lei em prática e demonstrando que ela deve ser cumprida por todos”, acrescentou Duarte Júnior.

A abordagem realizada tem como fundamento, dentre outras legislações, o artigo 1º, inciso V, da Lei Federal 8.137/90, que dá garantia de nota fiscal ao consumidor, na Lei Federal 8.846/94 (artigos 1º e 2º), que dispõe sobre a emissão de documentos fiscais e o arbitramento da receita mínima para efeitos tributários, e na Lei Estadual 9.521/2011, que garante a emissão, pelo estabelecimento, de nota fiscal com o CPF ou CNPJ do consumidor.

“Existem mercadorias em que o volume é muito grande, um exemplo é a bola, você compra sempre vazia, quando enche apresenta problema, aí na hora da troca, eles não querem realizar. Só compro a partir de agora em lojas que emitam a nota, pois estou respaldado”, garantiu o taxista Assis Sousa.

Foram identificadas os responsáveis, sócios e/ou representantes legais para acompanharem os procedimentos de levantamento fiscal. Cerca de 12 estabelecimentos foram fiscalizados. Como resultado, além do Michelle Variedades, o Comercial Cardoso foi totalmente interditado por não apresentar alvará de funcionamento e alvará de vistoria do Corpo de Bombeiros.

Também as lojas Jack Variedades, WU Xiaokang, Qingying Nie Comércio, Loja o Chinês, Huimei Variedades, Comercial Império, Xu Variedades e Muralha Variedades, Guohua Zheng Comércio não possuíam afixação de preços, os preços tinham ausência de visibilidade adequada, não possuíram uma cópia do Código de Defesa do Consumidor para consulta, não possuíam também alvará de vistoria do Corpo de Bombeiros e não informavam as formas de pagamento aceitas.

A operação conjunta contou ainda com a participação da Polícia Militar e Delegacia do Consumidor e verificou alvarás de funcionamento das lojas e comércios, além da precificação das vitrines e a emissão de nota fiscal ao consumidor.

“Sempre que há alguma sonegação de imposto, um recurso que seria aplicado em serviços básicos para a população, acaba ficando perdido e isto prejudica a todos”, afirma o secretário estadual de Fazenda, Marcellus Ribeiro.

Após a operação, caso as documentações não sejam apresentadas, serão levados termos de retenção para verificação das mercadorias até sua regularização. Já em caso de regularização do fornecedor, os locais serão abertos na presença do contribuinte. No caso de não regularização, o contribuinte será autuado e os bens serão inutilizados.
Anexos


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime / Poder

PF e CGU investigam a EMSERH

A Polícia Federal está investigando contratos celebrados entre empresas de “fachada” e a Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (EMSERH), respectivamente no ano de 2017, conforme mostra documento obtido com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira.

A Controladoria-Geral da União (CGU), encaminhou aos investigadores da PF um vasto relatório das empresas. A Emserh substituiu o Instituto de Desenvolvimento e Apoio a Cidadania-IDAC no gerenciamento das unidade hospitalares após a deflagração da operação Rêmora.

A CGU pede que a Polícia Federal analise os documentos contábil da Empresa encaminhado por ela. “Portanto, esse demonstrativo contábil é importante para verificar se as empresas de “fachadas” continuam prestando serviço para os hospitais sob administração da EMSERH“, diz trecho do documento..

Esquema

No dia 16 de novembro, foi desarticulado um esquema criminoso que vinha atuando na Secretaria de Saúde do Maranhão desde 2015, que utilizaram funcionários e empresas de fachadas por meio das Organizações Sociais, Idac, ICN, e Associação Bem Viver.

Ao todo, foram descoberto mais de 400 servidores que não tinham vínculo empregatício com os Institutosm inclusive, alguns recebendo super salários. A PF descobriu que foi usado uma “sorveteria” para emitir notas frias com o intuito de desviar recursos públicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Dupla é presa com 1 tonelada de maconha avaliada em R$ 1,5 milhão em Paço do Lumiar

A Polícia Civil do Maranhão por meio da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC), apreendeu 1 tonelada de maconha prensada, avaliada em R$ 1,5 milhão, e prende Hemerson Fabiano Carvalho Moreira e Nilton Correa Oliveira.

A ação policial ocorreu em um residência no Conjunto Novo Horizonte, em Paço do Lumiar, região Metropolitana de São Luís.

Após a prisão, Hemerson e Nilton foram apresentados na sede da Secretaria de Segurança Pública, em São Luís. Em seguida, foram recambiados para o Sistema Prisional do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Adolescente de 12 anos é morta a tiros no Coroadinho, em São Luís

Uma adolescente de 12 anos foi assassinada com um tiro no peito na noite desse domingo (26), na Vila Conceição, região do Coroadinho. A vítima foi identificada como Deigliane Jardielle dos Santos de Sousa.

Segundo informações, ela chegava em casa com a mãe quando foi alvejada por suspeitos que estavam em uma caminhonete Frontier verde. Primeiramente, eles balearam um homem não identificado, que foi socorrido.

Em seguida, a garota foi atingida e levada ao Hospital Municipal Djalma Marques (Socorrão I), mas não resistiu. Não há informação sobre a motivação do crime, e nenhum suspeito foi identificado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.