Educação

Uema divulga resultado Paes 2016 nesta terça-feira

uema
O Governo do Estado, por meio da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) divulgará, nesta terça-feira (12), às 10h, o resultado do Processo Seletivo de Acesso à Educação Superior (Paes 2016). Foram 42.456 candidatos inscritos e 3.899 vagas oferecidas em 21 campi distribuídos em diversas regiões do Maranhão.

A Comissão do Paes 2016 entregará o resultado final do certame ao reitor da Uema, Gustavo Pereira da Costa, no prédio da reitoria, no campus da Uema, em São Luís.

Em seguida, a lista será divulgada no site da instituição (www.uema.br), fixada no mural do prédio da Pró-Reitoria de Graduação (Campus de São Luís) e distribuída para representantes de veículos de comunicação presentes ao ato de divulgação.

O curso mais concorrido foi o de Medicina (campus de Caxias), com 210,19 candidatos por vaga, seguido de Direito (campus São Luís), com 109,12 inscritos por vaga. As aulas da Uema, neste semestre letivo, terão início dia 29 de fevereiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Em Caxias, acadêmicos da UEMA protestam pela falta de salas e estrutura do prédio

Acadêmicos em protesto na Uema de Caxias

Acadêmicos em protesto na Uema de Caxias

Em forma de protesto, os acadêmicos da (Uema) da cidade de Caxias se reuniram na tarde de ontem, 31, para reivindicar direitos pela desorganização do que vem acontecendo dentro da instituição.

Os acadêmicos realizaram um funeral na frente da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), como forma de protesto por falta de salas de aula e pelas condições do prédio.

A mobilização motivou-se no momento em que alguns alunos foram transferidos do prédio da instituição, para a escola Inácio Passarinho, gerando um descontentamento dos estudantes.

Funeral na frente da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), em Caxias

Funeral na frente da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), em Caxias

Revoltados com a situação solicitaram apoio do Diretório Central dos Estudantes (DCE) e dos Centros Acadêmicos de Cursos (CA) em razão de um movimento de reinvindicação.

Após a manifestação em frente a instituição, os alunos saíram em “cortejo funeral”, levando um caixão e velas, pelos corredores da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA).

Segundo informações, os acadêmicos decidiram se reunir na Assembleia Legislativa, em São Luís, e levar as reivindicações aos parlamentares.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.