Poder

Material gráfico vai custar R$ 1,3 milhão para Prefeitura de Lago-Açu

Prefeita-de-lago-açu-ma

Prefeita de Lago-Açu, Marly dos Santos Sousa

A campanha eleitoral demanda aos candidatos um poder aquisitivo muito grande. Afinal, eles precisam divulgar as suas respectivas candidaturas por toda região da cidade ou do estado. E para isso, quem já está comandando a máquina pública utiliza dos recursos financeiros que a gestão propicia.

Pensando nisso, a prefeita de Lago-Açu, Marly dos Santos Sousa, contratou a gráfica E F dos Santos Filho – ME, sediada no município de Bacabal. A empresa fornecerá material gráfico para a Administração Pública por 10 meses.

A aquisição dos materiais custarão aos cofres públicos da cidade R$ 1.302.567,94 (hum milhão, trezentos
e dois mil, quinhentos e sessenta e sete reais e noventa e quatro centavos), segundo foi publicado no Diário Oficial do Maranhão.

LAGO AÇU

LAGO AÇU1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Preso ex-candidato a prefeito de Conceição do Lago Açu

Ex-candidato a prefeito de Conceição do Lago Açu, Alexandre Lavepel.

Ex-candidato a prefeito de Conceição do Lago Açu, Alexandre Lavepel.

Policiais Militares do 15º Batalhão de Polícia Militar prenderam na noite do dia 16 por volta das 23h20 o ex-candidato a prefeito da cidade de Conceição do Lago Açu, Divino Alexandre de Lima, 55 anos, conhecido por “Alexandre Lavepel” que no momento estava acompanhado de João Carlos Pacheco Filho, 27 anos, que também foi preso. Uma guarnição policial composta pelos Soldados Vieira, Altino e Ferreira, faziam rondas de rotina no Bairro Cohab, quando receberam uma ligação de uma senhora que se identificou como Maria Cristina Moraes Gomes, informando que estava em companhia do senhor Augusto César Melo Pacífico de Paula, no lugar denominado “Capirinha”, que fica a margem da BR-316, no perímetro urbano de Bacabal momento em que chegou “Alexandre Lavepel” e começou a agredir Augusto César com socos e pontapés dizendo que iria matá-lo, em seguida entrou numa Nissan Frontier efetuou um disparo para o alto saindo bruscamente em alta velocidade.

Devido a proximidade em que se encontravam do local do ocorrido a guarnição acima citada montou uma barreira na Br-316 direção em que tinha saído a Nissan Frontier de Alexandre Lavepel. Ao se aproximar da guarnição PM não obedeceu a ordem de parada jogando o veículo contra os policiais que não foram atingidos por terem se jogado no acostamento. Neste momento foi acionada a Viatura da Força Tática composta pelo Tenente Brasil e os Soldados Nádison, Marcelo e Josidarck, que já acompanhavam a ocorrência via-rádio e estrategicamente se posicionaram na BR-316 nas proximidades do Supermercado Carvalho. Ao avistarem a viatura da Força Tática novamente jogaram o veículo contra a segunda guarnição, desta vez efetuando um disparo de arma de fogo contra os mesmos e continuaram a fuga na Br-316 em alta velocidade.

Carro Nissan Frontier ficou destruida.

Carro Nissan Frontier ficou destruida.

Deu – se então início a perseguição aos fugitivos. Na fuga, também furaram o bloqueio da Polícia Rodoviária Federal passando com o carro por cima dos cones usados para desvio, perderam a direção e colidiram com um poste em frente ao Posto da Polícia Rodoviária Federal.

Ato contínuo o motorista de Alexandre Lavepel João Pacheco Silva Filho ao sair do veículo investiu contra o Soldado Josidarck no intuito de tomar a arma do militar sendo imediatamente contido. Momento em que todos receberam voz de prisão.

Materias, documentos, dinheiro e arma encontrados em poder do ex-candidato.

Materias, documentos, dinheiro e arma encontrados em poder do ex-candidato.

Ao serem revistados foram encontrados em poder dos mesmos 01(uma) Pistola PTHC .380mm, com dez munições intactas; 01 celular LG de cor preto; documentos pessoais; vários cartões de crédito e a importância de R$ 3.174,00 (três mil cento e setenta e quatro reais). Alexandre Lavepel e seu motorista estavam acompanhados de duas mulheres. Os ocupantes da Nissan Frontier sofreram apenas escoriações leves sendo levados ao pronto-socorro municipal para atendimento e em seguida apresentados no 1º Distrito Policial.

Em novembro de 2012 uma jovem de 18 anos, irmã de uma namorada de Alexandre Lavepel a época e moradora do residencial Bosque Aracati na cidade de Bacabal registrou um Boletim de ocorrência contra o candidato a prefeito de Conceição do Lago Açu e segundo o relato este teria tentando manter relação sexual a força com a mesma e que aparentemente estaria drogado. A senhora Maria Cristina Moraes Gomes que pediu apoio policial é ex-namorada de Alexandre Lavepel e no momento apresentou um Mandado de Medidas Protetivas de Urgência 34860 (Lei Maria da Penha), Processo nº 3274 – 27.2012.8.10.0024, expedido pela 4ª Vara da Comarca de Bacabal, expedido em desfavor do mesmo.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.