Poder

Edivaldo abandona bairro do Cohatrac III

As reclamações referentes à má-administração do prefeito Edivaldo Holanda Júnior partem de todas as partes de São Luís. A população desassistida cobra o cumprimento das ações essenciais que são negligenciadas pelo poder público municipal. É o caso dos moradores da Rua 12 do Cohatrac III, que não aguentam mais o amontoado de lixo no local.

Revoltados com a inoperância da Prefeitura, que não consegue realizar sequer um serviço de limpeza pública de qualidade, a população tem desabafado nas redes sociais e exposto os desserviços de Edivaldo Holanda Júnior, que insiste em continuar no comando do Poder Executivo Municipal de São Luís por mais quatro anos.

Na véspera do feriado municipal do aniversário de São Luís, uma moradora do referido bairro postou o seguinte texto: “Recolher o lixo faz parte da limpeza, viu, Holandinha? Já tem uma semana desse feito. E pra piorar, os vizinhos mal educados estão incrementando com o lixo de suas casas. Esse lixo está na frente das casas de pessoas idosas e com problemas de saúde. Venham terminar seu serviço, já deu tempo! Ja ligamos várias vezes para fazerem a limpeza e até agora nada! Queremos respeito!” desabafa.

Os cometários também criticaram o serviço mal feito da Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Oras e Serviços Públicos (Semosp). Em um deles, o internauta diz que é uma situação indignante, e que metade da via foi ocupada pelo lixo desde sexta-feira passada e até agora nada. Outro comentário menciona que “todo serviço da prefeitura de São Luis é assim: mal feito e interminável. Mas, ele (Edivaldo Holanda Júnior) mente na TV para o povo que ele faz. Cadê meu filho, mostre que faz o trabalho até o fim!” enfatizou.

É, enquanto Edivaldo investe pesado na campanha eleitoral, a população sofre com a desassistência e inoperância do gestor municipal.

a

3

2

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Preso adolescente suspeito de ter assassinado jovem no Cohatrac

Do Blog do Luis Cardoso

Manoel Neto, vítima de latrocínio.

Manoel Neto, vítima de latrocínio.

A polícia militar apreendeu nesta segunda-feira (21) um adolescente de 16 anos suspeito de ter assassinado a tiro o jovem de 21 anos Manoel Câmara Guimarães Neto, na noite da última sexta-feira (18), no Cohatrac.

Ele participou com outro comparsa do crime de latrocínio, segundo testemunhas que o reconheceram. Mas na delegacia o adolescente negou a participação, mesmo sendo identificado como o autor do disparo, que vitimou Manoel. O segundo acusado não foi ainda identificado pela polícia.

Manoel Neto havia acabado de sair da casa dele e parou o carro para conversar com um amigo, quando dois bandidos se aproximaram e um deles atirou na cabeça da vítima. Os dois levaram o carro usado pela vítima, um veículo Celta, que foi localizado na Forquilha, um dia após o crime.

A vítima chegou a ser socorrida pelos vizinhos, mas morreu no hospital. Manoel Neto fazia parte de um grupo de jovens da Igreja Católica e estava noivo há menos de um mês.

Protesto no Cohatrac: população clama por segurança.

Protesto no Cohatrac: população clama por segurança.

Revoltados com a onda de criminalidade e as cenas de violência ocorridas no bairro, moradores do Cohatrac realizaram um protesto na noite desta segunda-feira pedindo mais segurança na região e policiamento.

O evento reuniu centenas de pessoas que juntas declararam a falência do sistema de segurança pública em São Luís.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Para que prender???

Por Marco D’Eça

A morte do assassino e quadrilheiro Waldener Rodrigues Oliveira, o “Olhão”, em confronto com a polícia na madrugada de sexta-feira, foi procurada por ele mesmo.

Assaltante, traficante, assassino e quadrilheiro, Olhão participou de duas mortes frias e covardes em menos de duas semanas, na região do Cohatrac.

A população daquele bairro também está aliviada.
Quem assistiu às cenas da execução covarde do vigilante do Supermercado Maciel teve a convicção de que há bandidos frios e incapazes de regeneração.

Olhão é um deles.

Culpado por várias mortes em São Luís, autor de assaltos, assassinatos e latrocínios, sempre conseguia liberdade após cada prisão efetuada pela polícia.

Desde a morte do comerciante no mesmo Cohatrac, há duas semanas, a polícia voltou a tentar por as mãos nele.

Mas para que prendê-lo???


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.