Poder

Pesquisa Data Ilha aponta empate técnico entre Weverton e Lahésio na corrida eleitoral

Divulgada nesta segunda-feira (15), a pesquisa Band/Data Ilha aponta que os candidatos ao governo Weverton Rocha (PDT) e Lahésio Bonfim (PSC) estão tecnicamente empatados no segundo lugar da corrida eleitoral. O governador Carlos Brandão (PSB) lidera a disputa.

O Instituto Data Ilha realizou 2.031 entrevistas entre os dias 10 e 13 agosto. O nível de confiança é de 95% e a margem de erro é de 2,17 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número MA-05654/2022.

Segundos os dados dos votos válidos, o socialista aparece com 35,9% das intenções de votos, Rocha em segundo com 23,7% e Bonfim com 21,4% em terceiros. Os dois últimos estão empatados tecnicamente.

O candidato Edivaldo Holanda Júnior (PSD) tem 12,8% e é seguido por Simplício Araújo (Solidariedade), com 2,6%; Hertz Dias (PSTU) – 1,2%; Enilton Rodrigues (Federação PSOL) – 0,9%; Frankle Costa (PCB) – 0,8%; e Professor Joas Moraes (DC) – 0,6%.

No cenário estimulado, Carlos Brandão tem 27,4%; Weverton Rocha 18,1%; Lahésio Bonfim 16,3%; Edivaldo 9,7%; Simplício Araújo 2%; Hertz Dias 0,9%; Enilton Rodrigues 0,7%; Frankle Costa 0,6%; e Professor Joas Moraes 0,4%. Nenhum deles somou 12,9% e NS/NR 10,8%.

No cenário espontâneo, Carlos Brandão vem com 10,7%; Lahesio Bonfim 9,7%; Weverton Rocha 5,7%; outros 3,4%; Edivaldo 1,1%; Branco/Nulo 3,6%; e NS/NR 65,8%.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Eduardo DP recebeu R$ 15 milhões do governo Brandão após ser preso pela PF

A prisão de Eduardo Barros Costa, mais conhecido como Eduardo DP, pela Polícia Federal não impediu o repasse de quantias milionárias de verbas públicas do governo de Carlos Brandão (PSB) para as contas da Construservice Empreendimentos, de propriedade do empresário.

Levantamento feito pela reportagem do Blog do Neto Ferreira mostra que, quinze dias após a deflagração da operação Odoacro – que teve como alvo principal Eduardo DP-, a empreiteira recebeu R$ 15.072.690,89 milhões dos cofres da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) da gestão socialista. Os pagamentos foram realizados nos dias 4 e 11 de agosto.

Dados do Portal da Transparência do Maranhão apontam que o primeiro repasse foi na ordem de R$ 10.072.690,89 milhões e outros dois totalizaram R$ 5 milhões. Os três são referentes a aditivos contratuais que visam obras de pavimentação e manutenção de rodovias das regionais de Santa Inês e Bacabal.

Antes de ser preso, o empresário tinha recebido o montante de R$ 6.744.397,55 milhões entre os meses de maio e junho para asfaltar estradas dos municípios pertencentes à regional de Santa Inês.

No dia 20 de julho, a Polícia Federal desarticulou um esquema montado e liderado por Eduardo DP, conhecido também pela alcunha de Imperador, para fraudar licitações, desviar de recursos públicos e lavar dinheiro, com a utilização de verbas federais da estatal Codesvasf via Construservice.

Durante a Operação Odoacro, a PF apreendeu cerca de R$ 1,3 milhão, joias, relógios Rolex, bebidas, bolsas de grife e um jet ski em endereços ligados ao empresário. Ele foi preso e recambiado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, para onde já tinha passado por 4 vezes.

DP saiu da unidade prisional após 3 dias por decisão do juiz Luiz Régis Bomfim Filho, da 1ª Vara Federal Criminal.

De acordo com a PF, as investigações constataram a existência de um esquema – muito bem estruturado – de lavagem de dinheiro a partir do desvio do dinheiro público, proveniente de procedimentos licitatórios fraudado.

A prática envolve o mesmo modus operandi, inclusive com as mesmas pessoas interpostas e empresas de fachada, de uma associação criminosa identificada, que desviava recursos públicos do município de Dom Pedro. Em 2015, Eduardo foi preso, juntamente com sua mãe, a ex-prefeita de Dom Pedro, Maria Arlene Barros e outros empresários, durante a operação Imperador. De acordo com as investigações, mais de R$ 5 milhões foram desviados da prefeitura entre 2009 e 2012.

Para a Polícia Federal, DP é “o líder desse grupo criminoso, além de colocar as suas empresas e bens em nome de terceiros, ainda possui contas bancárias vinculadas a CPFs falsos, utilizando-se desse instrumento para perpetrar fraudes e dificultar a atuação dos órgãos de controle”.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deputados e senadores querem aumentar os próprios salários para R$ 36,8 mil

Presidentes da Câmara e do Senado, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco.

Após o Supremo Tribunal Federal (STF) apresentar proposta de aumento de 18% para seus ministros e todos os magistrados da Justiça Federal, deputados e senadores começaram a pressionar os presidentes da Câmara e do Senado para também ter direito a reajuste. O Estadão apurou que a proposta em discussão é de elevar o salário dos parlamentares em 9%. Esse porcentual faria o vencimento saltar de R$ 33,7 mil para R$ 36,8 mil.

Com a campanha eleitoral já nas ruas, a cúpula do Congresso não cogita pôr o tema em pauta agora. O assunto só vai entrar na agenda de votação após outubro. Para garantir o reajuste à próxima legislatura, a proposta terá de ser aprovada ainda neste ano.

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), já trataram do assunto. Segundo apurou o Estadão, eles combinaram de não antecipar a discussão para evitar que a pressão aumente em período eleitoral. Quem defende a correção dos parlamentares alega que eles estão há oito anos sem reajuste e que haveria recursos para bancar o reforço no contracheque. A última correção foi feita em 2014.

Os presidentes da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), já trataram do assunto. O Estadão apurou que eles combinaram de não antecipar a discussão para evitar que a pressão aumente em período de campanha. Quem defende a correção salarial dos parlamentares alega que eles estão há 8 anos sem reajuste e que haveria recursos para bancar o reforço no contracheque. A última correção foi feita em 2014.

Segundo integrantes da cúpula do Legislativo, a ideia é aprovar a correção salarial de 9%, inclusive para os magistrados, metade do que o defendido pelo STF e também pelo Ministério Público da União. Os reajustes só são aprovados após votação de projetos de leis pelo Congresso.

Efeito cascata

No rastro do aumento do Judiciário e do Legislativo, a discussão deve aumentar a pressão por reajustes no Executivo. Atualmente, o presidente da República recebe R$ 30,9 mil. Uma das justificativas para o aumento no Judiciário no Legislativo é que há espaço no teto de gastos, – a regra que limita o crescimento das despesas à inflação – dos dois Poderes depois que o Congresso aprovou uma mudança na Constituição para postergar o pagamento dos precatórios (dívidas judiciais que a União é obrigada a quitar).

No Executivo, porém, a situação é diferente. O presidente Jair Bolsonaro chegou a prometer um reajuste linear para todas as categorias, mas depois foi obrigado a recuar porque não há espaço no teto neste ano. Agora, a equipe econômica tenta incluir o aumento no Orçamento de 2023, a ser enviado até o fim deste ano, mas nem todas as carreiras devem ser contempladas.

Na quarta-feira, mesmo dia em que o Supremo aprovou o envio do projeto de reajuste, Bolsonaro vetou um artigo da lei de diretrizes orçamentárias que previa recomposição salarial para a Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal Federal e Agência Brasileira de Inteligência (Abin).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Petrobras reduz preço do litro da gasolina em R$ 0,18 a partir de amanhã

A Petrobras voltou a reduzir o preço da gasolina para as distribuidoras. É o terceiro corte em menos de um mês. Desta vez, a redução – que vale a partir desta terça-feira – será de R$ 0,18 por litro ou 4,85%. Hoje, o preço do petróleo cai com força após divulgação de dados fracos da economia chinesa.

O preço da gasolina vai cair de R$ 3,71 para R$ 3,53 por litro na refinarias. Para o consumidor, a queda não será na mesma magnitude, pois o preço final na bomba é composto de outros fatores, como impostos e lucro das distribuidoras.

A queda reforça o resultado negativo que analistas preveem para o IPCA – que mede a inflação oficial do país – de agosto. No mês passado, a gasolina foi um dos principais fatores que puxaram o índice para baixo.

De acordo com a Petrobras, “essa redução (da gasolina) acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

O barril do petróleo tipo Brent, referência no mercado internacional, era cotado a US$ 93, 98 por volta de 12h40, queda de 4,25%, considerando a entrega para outubro. A cotação recua após os dados sobre a economia da China virem abaixo do esperado, o que levou o país a cortar sua taxa de juros, para estimular a atividade econômica.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Empresário é denunciado por vender ônibus escolar precário para Prefeitura de Itinga

Licitação realizada pelo Município de Itinga do Maranhão para aquisição de um ônibus escolar e entrega de veículo de qualidade inferior levaram o Ministério Público do Maranhão (MPMA) a ajuizar, em 10 de agosto, Ação Civil Pública contra a empresa J. dos S. Silva Veículos, conhecida como Zezinho BMG Veículos, envolvida no procedimento licitatório. Na mesma data, foi oferecida Denúncia contra o proprietário do empreendimento, Júnior dos Santos Silva.

As manifestações foram formuladas pelo promotor de justiça Tiago Quintanilha Nogueira, que responde pela comarca.

Em janeiro de 2022, a Secretaria Municipal de Educação e Esportes de Itinga abriu pregão eletrônico para adquirir micro-ônibus escolar seminovo, completo e com capacidade mínima de 32 lugares. O veículo deveria ter, no máximo, cinco anos de uso e limite de 500 mil km rodados, com valor aproximado de R$ 300 mil.

A empresa vencedora do pregão, realizado em 4 de fevereiro, comprometeu-se a entregar um microônibus com ano de fabricação 2018/219, cor azul, conforme certificado de licenciamento, avaliado em R$ 334.566,67.

Dez dias após a licitação, a J. dos S. Silva Veículos recebeu R$ 300 mil do Município mas entregou veículo diferente e de qualidade muito inferior. Também usou documento público falso para ludibriar a prefeitura. Foi constatado que o micro-ônibus entregue tinha ano de fabricação 2017/2017 e cor prata.

“O veículo, além de mais velho e diverso do contratado, apresentava defeitos na porta e no assoalho. O certificado de registro e licenciamento do veículo (CRLV) apresentado pela empresa era falso”, esclarece o promotor de justiça, na ACP.

Além disso, o microônibus possuía vários gravames e restrições, com risco de evicção (perda judicial para o verdadeiro dono) e avaliado em menos da metade do valor recebido pela empresa. Em ofício, a J. dos S. Silva Veículos afirmou que era possível entregar o veículo contratado, mas que havia ocorrido aumento nos preços desde a licitação. Por isso, decidiu resolveu entregar mercadoria inferior. A precariedade do veículo impediu o uso, causando danos aos estudantes do município.

Na Ação Civil Pública, a Promotoria de Justiça de Itinga do Maranhão solicita condenação liminar da empresa J. dos S. Silva Veículos à perda de bens, direitos ou valores que representem vantagem ou proveito diretos ou indiretos, a partir das ilegalidades, no valor atualizado de R$ 334.476,97. Também requer suspensão ou interdição parcial das atividades do empreendimento.

Igualmente, foi pedida a proibição de receber incentivos, subsídios, subvenções, doações ou empréstimos de órgãos ou entidades ou instituições financeiras públicas ou controladas pelo Poder Público, pelo prazo mínimo entre um e cinco anos.

As ilegalidades também motivaram o Ministério Público a denunciar o empresário Júnior dos Santos Silva pelos crimes de uso de documento falso e fraude em licitação. O órgão ministerial requer o sequestro de bens dele para garantir o ressarcimento do valor atualizado dos prejuízos aos cofres municipais.

Outra solicitação da Denúncia é a compensação de danos morais coletivos, em valor não inferior a 500 salários-mínimos, no valor de R$ 606 mil, a serem transferidos ao Fundo Estadual de Proteção dos Direitos Difusos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Cláudio Cunha lança candidatura nesta terça-feira em São Luís

Um dos nomes que têm crescido no Partido Liberal (PL) é o do empresário, Cláudio Cunha. O pré-candidato a deputado estadual tem ganhado notoriedade no Estado pelo trabalho feito no seu município natal, Apicum-Açu, quando foi prefeito de 2013 a 2020.

Durante a semana, Cláudio Cunha encerrou o período de pré-campanha em reuniões com lideranças políticas da região do Litoral Norte do Maranhão. Nesta terça-feira, 16, será a largada oficial rumo à Assembleia Legislativa. O lançamento da candidatura de Cláudio Cunha está previsto para às 18h, no Versátil Consultoria e Eventos que fica na Avenida São Carlos no Bairro Olho D’Água na grande São Luís.

Cláudio Cunha lança sua campanha tendo a seu favor dois pontos importantes: a experiência política e o legado de trabalho iniciado como empresário do setor de terceirização de serviços, o que gera credibilidade junto ao eleitor maranhense. Cláudio Cunha vem de uma família que sempre trabalhou no pesado, e que conseguiu com muito trabalho ajudar na transformar de vida de muitos maranhenses.

O trabalho feito em Apicum-Açu se espalhou por toda a região Litoral Norte e o reconhecimento ficou claro na eleição de sua esposa, Val Cunha, em Serrano do Maranhão. Ela foi eleita com quase 70% dos votos em 2020.

Agora, Cláudio Cunha pretende expandir sua garra e determinação para transformar o Maranhão como deputado estadual. No evento desta terça, o eleitor vai começar a conhecer as principais ações para que o maranhense tenha mais qualidade de vida.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

MPF investiga recebimento indevido de verbas via emendas pela Prefeitura de Miranda

No rastro do dinheiro público destinado para a Saúde, o Ministério Público Federal, por meio da Procuradoria da República no Maranhão, instaurou um inquérito para apurar suposto recebimento indevido dos recursos que são provenientes de emendas parlamentares pela Prefeitura de Miranda do Norte, administrada por Angélica Bonfim.

As investigações vem na esteira da denúncia feita pela revista Piauí sobre um festival de fraudes no Sistema Único de Saúde maranhense patrocinado por emendas chamado “orçamento secreto” do Congresso Nacional. A matéria que foi publicada na Edição 190, de Julho de 2022, destrincha como recursos oriundos dos cofres federais da Saúde são usados para irrigar bases eleitorais de políticos maranhenses com a ajuda das Prefeituras (reveja aqui).

Uma das cidades contempladas com os recursos foi Miranda do Norte.

Segundo a Procuradoria da República, o Executivo Municipal inseriu dados supostamente falsos no sistema do SUS para receber verbas via emendas.

O inquérito está sob a coordenação do procurador Juraci Guimarães Júnior, que já determinou o envio de ofícios à Secretaria Municipal de Saúde e ao Ministério Saúde solicitando informações detalhadas sobre o recebimento do dinheiro público.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Operação apreende R$ 4 milhões em produtos falsificados em São Luís

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Receita Federal do Brasil (RFB) apreenderam, na última sexta-feira (12), milhares de produtos falsificados avaliados em torno de R$ 4 milhões. As apreensões foram feitas durante a Operação Serpente, de combate à falsificação de mercadorias.

A operação foi realizada no Centro de São Luís, onde sete estabelecimentos foram flagrados, na rua de Santana e rua Sete de Setembro, vendendo produtos falsificados e/ou oriundos de descaminho.

Segundo a PRF, entre os milhares de produtos eletrônicos apreendidos havia acessórios, brinquedos e itens de vestuário. A maior parte, com fortes indícios de falsificação, reproduzindo ilicitamente marcas conhecidas no mercado.

Outra quantidade significativa de produtos, não possuía qualquer documentação fiscal de procedência, configurando assim o crime de descaminho.

No total, foram apreendidos aproximadamente R$ 4 milhões em mercadorias, que estão em um depósito da Receita Federal, para os procedimentos cabíveis.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Piloto de paramotor morre após cair na praia do Calhau

Um piloto de paramotor morreu após cair na praia do Calhau, em São Luís. Um vídeo mostra o momento exato do acidente, que aconteceu por volta das 16h deste domingo (14).

As imagens mostram o piloto sobrevoando a praia, que estava bastante movimentada, até que, repentinamente, ele perde altitude e cai direto na areia.

De acordo com o Batalhão de Bombeiros Marítimo, a vítima se chama Sandro Antonio Schons, de 52 anos, que também é proprietário de um bar na região. Ele caiu de uma altura de 10 metros, aproximadamente.

Ainda no local, a vítima recebeu os primeiros socorros e teve os sinais vitais controlados enquanto estava desacordado. Alguns minutos depois, Sandro foi levado, já acordado, para um hospital pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Sandro chegou a ser atendido em um hospital privado de São Luís, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no início da noite.

As causas do acidente ainda serão investigadas, mas os bombeiros suspeitam de pane no motor, ou ainda que uma linha de pipa com cerol teria danificado o equipamento de segurança.

Do g1, MA


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Após derrubada de escola, Prefeitura de Bacuri terá que reformar unidades de ensino

Por meio de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), celebrado nesta quinta-feira, 11, entre o Ministério Público do Maranhão e a Prefeitura de Bacuri, foi acertada a construção, reforma e ampliação de todas as 12 escolas municipais. O acordo foi firmado após a derrubada de uma escola no Povoado São Paulo, zona rural da cidade (reveja aqui).

Assinaram o documento o promotor de justiça Igor Adriano Trinta Marques, o prefeito de Bacuri, Washington Luís de Oliveira, e o secretário municipal de Educação, Rosinaldo Silva Campelo.

Conforme o TAC, o Município tem até o dia 30 de novembro deste ano para realizar os serviços nas unidades escolares, localizadas na sede e na zona rural. Estão previstas reformas nos pisos, paredes, rede elétrica, bem como pintura e colocação de forros nos tetos. Serão instalados aparelhos sanitários adequados à faixa etária dos alunos e realizada a substituição e manutenção de portas e janelas quebradas, além da garantia de acessibilidade e materiais de segurança para alunos e funcionários.

Em caso de descumprimento das obrigações, o Município de Bacuri poderá ser obrigado a pagar multa diária de R$ 500.

Durante a assinatura do ato participaram vereadores da Comissão de Educação, conselheiros do Fundeb, procuradora do município, secretário de Finanças, além de servidores do Ministério Público.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.