Política

Eita Flávio Dino: Presidente do PDT, afirma que Hilton Gonçalo pode ser sim candidato a governador

O deputado federal Weverton Rocha, Hilton Gonçalo e o deputado estadual Carlinhos Amorim no Encontro Regional do PDT em Pinheiro

O deputado federal Weverton Rocha, Hilton Gonçalo e o deputado estadual Carlinhos Amorim no Encontro Regional do PDT em Pinheiro

Durante o Encontro Regional do PDT realizado na cidade de Pinheiro, mais uma vez as lideranças da legenda voltaram a afirmar que Hilton Gonçalo pode vir, sim, ser candidato a governador pelo partido. O presidente Julião Amim e o secretário-geral Weverton Rocha, destacaram a importância da sigla durante a reunião política, evidenciando existir um entendimento que o PDT será protagonista em 2014.

“Hilton pode ser o nosso nome como candidato para governador”, destacou Julião Amim durante o Encontro partidário. O presidente chegou a ir mais além, destacando as características do pré-candidato: “É um excelente administrador, um homem de caráter excepcional, muito correto”.

As declarações surgiram em meio a questionamentos se existe ainda a possibilidade de Hilton Gonçalo e o próprio PDT manterem as esperanças de ter candidatura própria em 2014. O presidente do partido, respondeu de forma clara: “É claro. Pois ninguém sabe o amanhã. Hilton foi um dos melhores prefeitos do Brasil”.

O deputado federal Weverton Rocha enfatiza a fala de Julião e reitera que “o PDT será protagonista” e isso pode ocorrer através de uma candidatura própria ao governo, uma vez que Hilton Gonçalo vem reafirmando o desejo de concorrer ao cargo e tem o aval do partido.

Por sua vez o ex-prefeito, reitera: “Repito, não tenho interesse em cargo parlamentar, meu perfil é de executivo, fiz muito em Santa Rita, eu tenho o que mostrar, aliás já tenho um leque de propostas preparadas para serem apresentadas, continuarei colocando meu nome para a disputa”.

Hilton Gonçalo vem mantendo sua agenda política, conversando com lideranças políticas de diversas regiões do estado, além de manter importante aproximação com deputados estaduais e federais que tem preferência pelo seu nome entre os apresentados pela oposição.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Polícia Federal poderá intimar mãe do deputado Weverton Rocha

O escândalo de corrupção no Ministério do Trabalho que pode ter movimentado R$ 400 milhões quando Weverton Rocha era assessor especial de Carlos Lupi, deve atingir uma nova safra após novas diligencias da Polícia Federal Distrital.

Entre eles estão o secretário da cidade de Timon, Saney Santos Sampaio, presidente do Instituto Brasil Voluntário – Bravo, Marileide Rocha, mãe do deputado federal Weverton Rocha, que aparece controlando a Federação do Desenvolvimento das Organizações do Terceiro Setor do Maranhão (Fedecma). Na época, as duas Ongs faturaram milhões do Ministério do Trabalho.

Os relações perigosas das Ongs motivou o ministro Ricardo Lewandowski a pedir uma amplicação na investigação sobre o pedetista que vem sendo alvo no inquerito que apura corrupção ativa e corrupção passiva e crime de peculato – desvio de recursos públicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Polícia Federal vai intimar Weverton e secretário de Timon para prestar depoimento

Weverton Rocha deputado federal.

Weverton Rocha deputado federal.

Mais de 10 pessoas serão intimadas pela Polícia Federal para prestar esclarecimentos dentro da Operação Osopo. Entre as dez pessoas, o deputado federal, Weverton Rocha (PDT), o secretário da Casa Civil e Secretaria de Ação Social de Timon, Saney Santos Sampaio, devem ser intimados nos próximos dias para comparecer à sede da Superintendência da Polícia Federal, para prestar depoimento sobre o esquema que apura fraudes em licitação e direcionamento de contratos superfaturados. São testemunhas e investigados que não foram detidos.

O esquema que pode ter movimentado R$ 400 milhões no período que Weverton era assessor especial do ex-ministro do Trabalho Carlos Lupi, revela a participação da Instituto Brasil Voluntário – Bravo – ONG presidida pelo secretário da gestão de Luciano Leitoa.

Saney Sampaio.

Saney Sampaio.

A Ong da qual a PF acredita ter ligações com o pedetista, teria financiado o pagamento de pessoas para trabalharem em prol da campanha de Chico Leitoa, ex-membro do PDT que buscava se eleger prefeito de Timon em 2008.

Mesmo prestando contas e apenas R$ 800 mil, a Bravo foi agraciada em convênio de R$ 2.1 milhões para a criação e manutenção de centros públicos de empregos e a qualificação de trabalhadores.

Os fortes indícios da existência de uma organização criminosa (ORCRIM), fez o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, mandar a PF ampliar as investigações sobre Rocha sob a alegação de que ele aparece cobrando e recebendo propina para liberar o pagamento de verbas do Ministério do Trabalho.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Bomba! Polícia Federal amplia investigação sobre Weverton Rocha

Weverton Rocha investigado pela PF.

Weverton Rocha investigado pela PF.

Foi determinado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal, Ricardo Lewandowski, através do despacho publicado no Diário da Justiça Eletrônico, a ampliação das investigações contra o deputado federal Weverton Rocha (PDT).

De acordo com as acusações, o pedetista aparece cobrando no intuito de receber propina para liberar o as cifras milionárias a ONGs. Em uma das liberações, o Instituto Brasil Voluntário – Bravo – ONG presidida pelo secretário de Timon é uma das investigadas após firmar convênio em dezembro de 2007, de mais de R$ 2,1 milhões, que foi prestado contas de apenas R$ 800 mil.

As diligências da Polícia Federal em averiguar os tentáculos do parlamentar, tiveram inicio após a queda de Lupi em dezembro de 2011 e foram divulgadas neste mês no Blog do Neto Ferreira (reveja).

Ex-assessor especial de Lupi e apontado como responsável por fixa o preço da propina, Weverton Rocha pode ser acusado no inquérito da PF por corrupção ativa e corrupção passiva pela celebração irregular de ONGs com o ministério de 2007 a 2011. Além disso, ele pode responder pelo crime de peculato – desvio de recursos públicos.

O ministro do STF pediu através de oficio, cópia dos convênios firmados entre o ministério e a ong Bravo, presidida pelo secretário de Luciano Leitoa. Na época, a Bravo firmou convênios milionários com a finalidade de qualificar jovens para o primeiro emprego.

Ricardo Lewandowski também pediu cópia integral das investigações da Controladoria-Geral da União que relevou o esquema feito com verba do Ministério onde a Onga Bravo teriam injetada dinheiro na campanha do aliado de Weverton Rocha, Chico Leitoa que disputou à Prefeitura de Timon em 2008. De acordo com a CGU, a má utilização do convênio resultou na inadimplência do Instituto Brasil Voluntário.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Amigo de Weverton diz ser impossível controlar pedetistas envolvidos em escândalo

Weverton Rocha atrás de Lupi em foto.

Weverton Rocha atrás de Lupi em foto.

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, exonerado do cargo de ministro do Trabalho após graves acusações que atrelaram o seu antigo assessor especial Weverton Roha, hoje deputado federal, disse que o partido continua apoiando o governo federal.

Lupi que, diga-se de passagem, culpou a mídia por sustentar a ideia de envolver seu nome nas acusações sobre seu amigo pessoal e de partido, o ministro Manoel Dias.

“Quando não tem nada que fale do Lupi, aí botam ‘são os amigos do Lupi, ligados ao Lupi’ , como se eu fosse o controlador de um esquemão”, disse Lupi durante entrevista ao Estadão.

Em um cinismo de tamanha dimensão, Lupi avaliou que as denúncias servem apenas para enfraquecer sua imagem e o Partido Democrático Trabalhista (PDT).

O pedetista em tom de indignação, perguntou durante entrevista ao jornalista. “Cadê o esquemão? Onde está o dinheiro do esquemão?”

Ao que se demonstra, o presidente do PDT, Carlos Lupi foi professor da escola do ex-secretário de Estado de Esporte e Juventude, Weverto Rocha que foi denunciado à Justiça Federal por irregularidades do Programa ProJovem Urbano onde é pedido a condenação e devolução de mais de R$ 6 milhões.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Julião Amim é reeleito presidente do PTD; Weverton secretário-geral

Weverton e Flavio acenando para foto.

Weverton e Flavio acenando para foto.

A convenção estadual do PDT terminou agora há pouco no auditório Fernando Falcão da Assembleia Legislativa do Maranhão. Líderes da juventude da legenda iniciaram o evento que reelegeu Julião Amim para a presidência e o deputado federal Weverton Rocha para a secretaria-geral. O ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo é o novo vice-presidente.

Na mesa durante o ato político, do PDT: o presidente estadual da sigla e superintendente Regional do Trabalho e Emprego, Julião Amin; o secretário-geral, deputado federal Weverton Rocha; o vice-presidente Deoclides Macedo; e ainda os dirigentes Chico Leitoa (ex-prefeito de Timon) e Márcio Honaiser. Os deputados estaduais, Carlinhos Amorim e Valéria Macedo. O ministro aposentado do STF, Edson Vidigal e o casal Maria Lúcia e Reginaldo Teles, fundadores da sigla no estado.

Do PSB, os prefeito de Timon, Luciano Leitoa e de Balsas, Rochinha; o ex-governador José Reinaldo Tavares e o vice-prefeito de São Luís, Roberto Rocha. Do PT, o deputado estadual Bira do Pindaré. Os deputados federais Waldir Maranhão (PP) e Simplício Araújo (Sem Partido). Do PCdoB, o presidente da Embratur, Flávio Dino; o deputado estadual ubens Pereira Júnior e o presidente licenciado do PCdoB de São Luís, Márcio Jerry.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Bomba! PF investiga ONG ligada a Weverton Rocha e secretário de Timon

Weverton Rocha.

Weverton Rocha.

A Polícia Federal investiga um suposto esquema milionário no controle da boa aplicação dos recursos destinados a programas de qualificação de jovens para o primeiro emprego visando a geração de renda.

No Maranhão, o Instituto Brasil Voluntário – Bravo – ONG que na época foi indicada quando Weverton Rocha (PDT) era um dos principais assessores de Lupi, aparece como uma das entidades investigadas pela PF decorrente a convênio firmado em dezembro de 2007, de mais de R$ 2,1 milhões.

A PF concentra inquérito policial que apura fortes irregularidades após a Bravo receber o dinheiro e prestar contas apenas da primeira parcela de aproximadamente R$ 800 mil do repasse.

Saney foi atrelado a escândalo nacional.  Ele é braço direito do prefeito de Timon Luciano Leitoa.

Saney foi atrelado a escândalo nacional. Ele é braço direito do prefeito de Timon Luciano Leitoa.

Presidida pelo secretário chefe da Casa Civil de Timon, Saney Santos Sampaio, a Brasil Voluntário é registrada em um escritório na cidade de Timon, administrada por Luciano Leitoa, filho do ex-deputado Chico Leitoa, um dos aliados do deputado federal Weverton Rocha.

Dados do Relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) obtidos pelo Blog do Neto Ferreira, mostram graves irregularidades que apontam fraude na utilização do convênio que refere-se a pagamentos feitos com verba do Ministério do Trabalho. Atualmente, estão pendentes os processos do Instituto Brasil Voluntário.

A Operação da PF a ser desencadeada no Maranhão, deve mobilizar agentes federais e auditores do Tribunal de Contas da União. Aguardem!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Weverton Rocha engana o setor administrativo da Câmara Federal

Weverton Rocha, deputado federal.

Weverton Rocha, deputado federal.

O funcionário público federal não pode acumular duas funções em cargo público em qualquer lugar do Brasil, exceto se ele for professor ou médico, que são aparados por Lei para o exercício de duas ocupações, segundo o Artigo 37 da constituição.

O deputado federal Weverton Rocha (PDT) – denunciado à Justiça Federal por irregularidades no ProJovem Urbano no valor de R$ 3,9 milhões -, é conhecedor desta norma há tempos; até por que ele já foi assessor da Câmara dos Deputados e do Ministério do Trabalho. Porém, ele conseguiu enganar o setor administrativo da Casa Legislativa em que ele faz parte.

Deixou que sua assessora Dilma Duarte – antiga funcionária da Secretaria de Desporto e Lazer – fosse nomeada no dia 09 abril na Câmara. Ou seja, percebeu por funções distintas em órgãos públicos: um federal e outro municipal (reveja).

Para quem pagou antecipadamente R$ 5,3 milhões para Maresias Construções, empresa responsável pela reforma do Ginásio Costa Rodrigues, que sequer iniciou a obra, uma nomeação irregular da qual fere a constituição é pinto. Ou melhor: vale nada.

Mesmo sendo funcionária d aprefeitura de São Luís, Dilma Duarte foi nomeada na Câmara no mês de abril

Mesmo sendo funcionária d aprefeitura de São Luís, Dilma Duarte foi nomeada na Câmara no mês de abril

Ato de exoneração de Dilma Duarte na Prefeitura de São Luís só saiu no mês de maio, dia 02, caracterizando airregularidade.

Ato de exoneração de Dilma Duarte na Prefeitura de São Luís só saiu no mês de maio, dia 02, caracterizando airregularidade.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Secretário indicado por Weverton tenta explicar o inexplicável

O secretário de Desporto e Lazer (Semdel), Raimundo Penha, encaminhou na noite de ontem (05), nota de esclarecimento tentando explicar o inexplicável.

Weverton e Raimundo: afinidades desde a demolisão do Costa Rodrigues.

Weverton e Raimundo: afinidades desde a demolisão do Costa Rodrigues.

Penha que, diga-se de passagem, ganhou holofotes negativos quando apoiou a demolição de ginásio Costa Rodrigues – uma das heranças malditas do seu apadrinhado político Weverton Rocha -, agora tenta justificar como equivoco deste blog, uma postagem titulada “Secretário de Edivaldo Holanda Júnior nomeia “fantasma” ligada a Weverton Rocha”.

Na resposta publicada logo abaixo, o pedetista nega a existência de uma funcionária “fantasma” lotada em sua Pasta. E mais: chega a afirmar que o titular desta página não teria procurado a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom).

Primeiro, para o conhecimento do secretário que usa e abusa do poder público tornando um cabide de empregos aos aliados, a equipe de reportagem  fez o devido contato. É claro, com o secretário de Comunicação Marcio Jerry.

Segundo, como pode Dilma Duarte Brandão ser vista trabalhando no Partido Democrático Trabalhista (PDT) e abrigada em cargo comissionado na Secretaria de Desporto e Lazer atuando nos turnos matutino e vespertino?

Explicação essa que não será dada ao Blog do Neto Ferreira, mas sim ao Ministério Público do Maranhão que poderá acionar à Justiça para coibir velhas práticas de políticos. Confira abaixo a nota de esclarecimento:

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Secretaria de Desporto e Lazer (Semdel), com intuito de prestar esclarecimentos e evitar dúvidas a respeito da seriedade do trabalho que vem sendo desempenhado nestes primeiros meses de gestão, esclarece a informação veiculada no Blog do Neto Ferreira, em que o mesmo afirma haver uma funcionária “fantasma”, de nome Dilma Duarte Brandão, estaria sendo favorecida, integrando o quadro da Semdel, sem cumprir, de fato o horário de trabalho. No artigo veiculado, o blog mostra ainda a folha de ponto da suposta funcionária, gerada pela secretaria, referente à frequência do mês de maio.

Esclarecemos, dessa forma, a verdade dos fatos:

A referida funcionária fez parte do quadro da Secretaria de Desporto e Lazer, tendo sido exonerada do Cargo em comissão símbolo DAI – 2 , de Assistente de Nível Médio no dia 02 de maio de 2013, razão pela qual a frequência da mesma não se encontra assinada na folha referente ao mês de maio mostrada no blog.

Ressalta-se ainda que, tendo em vista o feriado do dia 1º de maio, o documento de exoneração foi assinado pelo prefeito Edivaldo Holanda no dia 02 do mês em questão. Dessa forma, a folha da Secretaria foi gerada ainda com a inclusão da suposta funcionária.

Em nenhum momento a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) ou mesmo a assessoria de Comunicação da Semdel foram contactadas pelo blog para quaisquer esclarecimentos sobre o assunto.

Ressaltamos o compromisso da Secretaria de Desporto e Lazer com a sociedade ludovicense, assim como os serviços por ela prestados de forma transparente e idônea em prol do bem-estar do esporte e lazer da nossa cidade.

Exoneração


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Weverton Rocha é amigo íntimo de membro de organização criminosa

Weverton Rocha e as relações perigosas com Erlânio Xavier, apontado como membro de (ORCRIM).

Weverton Rocha e as relações perigosas com Erlânio Xavier, apontado como membro de ORCRIM.

Denunciado à Justiça pelo Ministério Público Federal (MPF) por irregularidades no Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem Urbano), o ex-secretário de Estado de Esporte e Juventude e deputado federal, Weverton Rocha Marques de Sousa (PDT), não perde o costume de ter como amigos íntimos pessoas envolvidas em escândalos à nível nacional, à exemplo do vice-prefeito eleito de Igarapé Grande, Erlânio Furtado Luna Xavier (PDT), que teve sua residência como alvo de busca e apreensão, além de monitoramento (sim, o mesmo de ser preso) com tornozeleira da Operação Allien, da Polícia Federal.

Mesmo a PF desencadeando Operação no dia 20 de setembro do ano passado, as relações perigosas não impediram que Weverton Rocha fosse prestigiar ao aniversário do amigo íntimo que ocorreu no dia 22 do mesmo mês. Erlânio Xavier foi preso em Igarapé Grande por atuar diretamente no esquema de desvio de recursos do Fundeb de Paço do Lumiar, por meio de sua empresas Luna e Macedo Xavier.

A intimidade e as relações perigosas entre eles fez com que o parlamentar fizesse uma surpresa para seu amigo correligionário Erlânio Xavier. No aniversário do empresário/político, que é apontado pela Polícia Federal como “membro de organização criminosa”, o deputado chegou à fazenda no município de Igarapé Grande e participou do almoço de comemoração como se nada estivesse acontecido.

Emocionado com a presença de Rocha , o vice-prefeito mostrou total intimidade ao dizer. “Meu núcleo de amizades fiéis continua grande”, ponderou.

Erlânio Xavier foi pego em escutas autorizadas pela Justiça Federal que revelam sua participação e dos seus irmãos Kleverson Furtado Luna Xavier e Arlindo de Moura Xavier Júnior na (ORCRIM). Confira abaixo dados da Polícia Federal:

Documento da Polícia Federal.

Documento da Polícia Federal.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.