Crime

Secretário suspeito de estupro ficará preso em São Luís

O secretário de Cultura de Bequimão, no Maranhão, Sidney Carvalho de Jesus, suspeito de cometer violência sexual contra uma menina de 11 anos no município, será transferido ainda neste sábado (9) para a capital maranhense. A medida, de acordo com o superintendente de Polícia Civil do Interior, delegado Jair de Paiva Lima, será para garantir a integridade física do suspeito e não atrapalhar as investigações.

Sidney foi preso na última sexta-feira (8), em cumprimento a um mandado de prisão expedido pelo juiz da comarca local, Marcelo Frazão Pereira. O magistrado atendeu a um pedido do Ministério Público, que recebeu denúncias do conselho tutelar local.

“Ele foi medicado porque teria passado mal, mas ainda hoje deve chegar a São Luís”, afirmou o superintendente, que disse não poder informar o local onde o secretário ficará detido.

Conforme explicou o superintendente de Polícia Civil do Interior, a transferência tenta evitar qualquer problema nas investigações e manter a segurança do secretário, principalmente após surgirem na cidade manifestações contrárias à sua prisão. ( Do G1 Maranhão)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Secretário de Bequimão é preso por suspeita de estupro a cinco menores

Policiais civis do município de Bequimão, interior do Maranhão, efetuaram a prisão de Sidney Carvalho de Jesus, 33 anos, no início da tarde desta sexta-feira (8), por volta das 12h30.

Sidney de Jesus é o atual secretário de Cultura da cidade. Contra ele pesam a acusação de prática de estupro há pelo menos cinco menores de idade. Segundo informações policiais, a menina de maior idade teria apenas 13 anos.

O homem foi preso pela equipe da Polícia Civil comandada pelo delegado Jorge Antônio Santos. O acusado foi detido em sua própria residência, localizada na Rua Elpídio Couto, no Centro da cidade.

A prisão se deu em decorrência de mandado de prisão expedido pelo juiz Marcelo Frazão Pereira, da Comarca de Bequimão. A emissão do mandado partiu da solicitação do Ministério Público local. De acordo com a Polícia, havia várias denúncias apontando a prática delituosa de Sidney no Conselho Tutelar do município.

Com a emissão do mandado de prisão, os policiais civis empreenderam diligências no sentido de localizá-lo. Após a prisão, Sidney Carvalho de Jesus foi encaminhado ao Distrito Policial Civil de Bequimão pelo crime de estupro de vulnerável disposto do Artigo 217 A, do Código Penal Brasileiro. Ele aguarda decisão judicial.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.