Poder

Bomba! Polícia Federal investiga prefeito de Buriticupu

Francisco Primo é um dos alvos da investigação da PF do Maranhão

Francisco Primo é um dos alvos da investigação da PF

Durante a Operação Geleira 01, que foi deflagrada pela Polícia Federal do Piauí no inicio deste ano, onde foram presos sete prefeitos, dois ex-prefeitos e mais 21 contadores, secretários, advogados, assessores e lobistas, acusados de desvios de verbas de prefeituras.

A Operação foi motivada por desvio de recursos públicos destinados pelo Governo Federal à Prefeituras que seriam utilizados em ações do Fundeb (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação Básica) e do SUS (Sistema Único de Saúde).

Antonio Sérgio Neto, proprietário da Remac Odontomédica Hospitalar

Antonio Sérgio Neto, proprietário da Remac Odontomédica Hospitalar

Em conjunto, a Polícia Federal do Piauí e do Maranhão estão preparando a Operação Geleira II. No Maranhão além das prefeituras envolvidas de Balsas, Pirapemas, Caxias, Santa Inês, Colinas, Estreito, Monção e Arame.

Também há fortes indícios de esquema na prefeitura de Buriticupu, onde o prefeito Francisco Primo (PDT), esta sendo investigado pela Polícia Federal por manter contrato com Antonio Sérgio Neto, proprietário da empresa Remac Odontomédica Hospitalar LTDA desde 2005.

A Remac Odontomédica Hospitalar LTDA que tem sede em Teresina na Rua Barroso, foi citada pela Polícia Federal do Piauí por compra de notas “frias” e fornecer para órgãos públicos.

Abaixo a relação de empresas a serem pagas pela prefeitura de Buriticupu em 2005:

 

Empenho a pagar

Empenho a pagar

Vejam a relação abaixo divulgada pela Polícia Federal do Piauí de pagamentos efetuados para Remac Odontomedica Hospitalar LTDA, por prefeituras do Piauí.

Empresas que compram notas "frias" e fornecer para órgãos públicos.

Empresas que compram notas "frias" e fornecer para órgãos públicos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.