Poder

12 pessoas morreram nas estradas do Maranhão durante o Carnaval, diz PRF

PRF (1)

Durante os dias 24 de fevereiro a 1º de março, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou 30 acidentes com mais de 50 feridos e 12 óbitos no total, números acima do verificado no carnaval do ano passado.

Nos seis dias de operação foram fiscalizados 7.314 pessoas, 6.100 veículos e 2.134 multas aplicadas e mais de 3.000 pessoas sensibilizadas nas abordagens educativas nas rodovias federais que cortam o Maranhão. A imprudência de alguns condutores, aliado ao excesso de chuvas nas diferentes regiões do estado, foi decisiva para o aumento das ocorrências e de óbitos nas estradas.

Os números finais divulgados mostram o trabalho desenvolvido pela PRF nas rodovias e, por outro lado, que nem tudo foi diversão para os usuários que se comportaram em desacordo com as normas de trânsito. Nos seis dias de Operação foram mais de duas mil multas aplicadas a condutores e veículos que desobedeceram a legislação. Nove pessoas foram detidas, sendo a maior parte por embriaguez ao volante.

As que apresentaram menos teor alcoólico foram apenas multadas e tiveram que apresentar condutor apto para continuar a viagem.

O primeiro acidente de grande proporção ocorreu no km 102 da BR 135 no sábado de carnaval, provocou a morte imediata de cinco jovens universitários que viajavam de São Luís para Santa Luzia (do Tide) onde passariam o carnaval. A ocorrência se deu por excesso de velocidade em pista molhada, ocasião em que o veículo passeio que transportava os jovens derrapou e colidiu frontal com outro veículo.

Uma segunda ocorrência foi na BR 316, no município de Junco do Maranhão, onde duas motocicletas colidiram frontalmente resultando na morte dos dois condutores e em lesões graves nas duas ocupantes das motocicletas. Ao menos um dos condutores estava embriagado.

No quilômetro dez da BR 135 foi registrado um capotamento de um veículo passeio que viajava com lotação excedente, inclusive com quatro crianças, sendo três de colo. Um bebê de dois meses sacou do veículo. Felizmente ninguém morreu. Abaixo segue a lista de todas as ocorrências com óbito nestes seis dias de Operação.

Trânsito

Resumo de acidentes

Ano – 2016
Acidentes- 31
Feridos- 37
Mortos – 07

Ano – 2017
Acidentes- 30
Feridos- 55
Mortos – 12

Ocorrências com óbito:

24, sexta-feira (01 óbito)

No município de Timon – MA, na BR 316, km 612, no sentido decrescente da via, houve um atropelamento de pedestre por falta de atenção do mesmo. Envolvendo um veículo RENAULT/SANDERO PRI 16 de placas: MSJ5061ES- Vila Velha. A vítima do atropelamento foi Claudio Roberto Sousa Silva, 43anos.

25, sábado (05 óbitos)

No município de Itapecuru Mirim – MA, km 102, da BR 135, ocorreu um acidente do tipo colisão frontal, envolvendo um Hyundai HB 20S, placa OJE 9477 e um veículo de carga. O veículo de passeio derrapou na pista molhada e colidiu frontalmente no outro veículo. O acidente resultou no óbito dos cinco ocupantes do HB 20S, sendo eles:
Ítalo da Silva Oliveira, de 23 anos
José Ilaryo Carvalho Costa e Silva de Queiroz, de 21 anos
Gabriel Henrique Sousa Pereira, de 21 anos
Kalline da Silva Oliveira, de 17 anos
Tamires Lima Machado, de 25 anos

As vítimas do acidente de sábado.

26, domingo (04 óbitos)

No município de Junco do Maranhão no km 254 da BR 316, ocorreu uma colisão frontal entre duas motocicletas Honda NXR 160 Bros de placa QEK 4931/PA e outra Honda CG 150 de placa NHL9643/MA. Após o término da festa de carnaval na cidade de Junco do Maranhão uma das motocicletas colidiu com outra que vinha no sentido crescente (Gurupi para Junco) resultando em duas vítimas fatais, sendo elas: Antonio Wesler Bessa do Espírito Santo de 29 anos (condutor) e Charlyston Patrick Costa Silva, de 24 anos (condutor), tendo ainda duas pessoas com lesões graves, que estavam na garupa das respectivas motocicletas.

No município de Caxias-MA, na BR 316, km 549, ocorreu um acidente do tipo queda de motocicleta, envolvendo um Honda/CG 160 Start placa PSO4217, resultando na morte de Flávio dos Santos Damasceno, de 27 anos.

No município de Imperatriz – MA, na BR 010, km 247, houve uma colisão frontal, envolvendo I/VW Spacefox Comfort, placa DSU7129 e um Volvo/Fh 540 6X4T, placa OXX9547, onde o condutor do Spacefox, Clodomir Pereira Gomes faleceu no local do acidente.

28, terça-feira (1 óbito)

Na BR 230, km 415, entre Balsas e Richão na região sul do estado, ocorreu um capotamento de uma picape Strada Working de placa OJM 3039, que transportava oito pessoas, sendo cinco no interior da mesma e três na carroceria. O condutor do veículo perdeu o controle da picape, saiu de pista resultando na morte de Aleusson Carvalho Dias, de 33 anos. Outras sete pessoas ficaram feridas.

1º, quarta-feira (1 óbito)

Na BR 135 no km 291 sentido crescente, houve uma colisão transversal envolvendo uma carreta Scania de placa OLK 9270 e a Moto Honda NXR 150 de placa NWT-5232, resultando na morte de Valber dos Santos Lima, de 51 anos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime / Maranhão

Registradas mil mortes violentas na Região Metropolitana

A Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH) divulgou, no domingo (27), no site oficial do órgão, que foram registradas, até a data da divulgação, o total de 1.000 mortes violentas em 2015, na Região Metropolitana de São Luís.

Segundo o órgão, a informação é baseada em relatório sobre a violência produzido pela SMDH a partir do monitoramento dos veículos de comunicação e de dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-MA).

A conselheira Joisiane Gamba explica que o número representa “quase três vítimas fatais de crimes violentos por dia”.

Aproximadamente 77% das ocorrências são homicídios dolosos. O relatório também contabiliza casos de latrocínio, lesão corporal seguida de morte, homicídios decorrentes de intervenção policial, dentre outras situações.

“Destas mortes, 20,8% são pessoas entre 10 a 19 anos, e estes são dados apenas da Grande São Luís. Todos nós estamos chamados a intervir, a nos indignarmos, a trocarmos a tranquilidade dos condomínios fechados, a deixarmos de nos proteger atrás dos muros, [apenas] vendo nossa cidade se deteriorar, a nossa juventude ser morta e a população jovem e negra ser exterminada””, observa.

Em declaração à SMDH, o promotor da Infância e Juventude de São Luís, Márcio Thadeu Silva Marques, comentou que os dados. Do G1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Associação Brasileira de Jornalismo cobra investigação sobre morte de blogueiros

Ítalo Diniz e Orislândio Roberto Araújo, blogueiros mortos nestes mês

Ítalo Diniz e Orislândio Roberto Araújo, blogueiros mortos nestes mês

A Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji) divulgou nota na noite dessa quinta-feira (27) manifestando preocupação sobre os casos de assassinatos a blogueiros no interior no Maranhão. Os casos aconteceram nos municípios de Governador Nunes Freire e Buriticupu.

A Abraji declara que a situação é preocupante e a associação já está apurando as circunstâncias das mortes, que podem estar relacionadas aos conteúdos divulgados pelos blogueiros, os quais usavam seus blogs para criticar políticos locais, além de publicar e reproduzir reportagens sobre a região.

Segundo a instituição, a polícia maranhense não conseguiu determinar, até o momento, se as mortes têm relação com as atividades de Diniz e Lano como blogueiros.

A associação pede que as autoridades maranhenses apurarem “com precisão e celeridade a motivação de cada um dos crimes. É preciso esclarecer se as execuções foram consequência do que os blogueiros publicavam e punir os responsáveis. Só assim será possível evitar novos crimes contra a liberdade de expressão”, declarou a Abraji, em sua página na internet.

No ultimo dia 13, Ítalo Diniz foi assassinado a tiros em Governador Nunes Freire. Oito dias depois, Orislândio Roberto Araújo, conhecido como Roberto Lano, foi executado na cidade de Buriticupu, região centro­-oeste do Maranhão. Nos dois casos, os executores estavam em motocicletas e fugiram logo após atirarem contra os comunicadores.

A associação já ouviu colegas de Ítalo Diniz, os quais afirmam que o crime foi represália contra o comunicador por sua atuação no blog. Ainda de acordo com a Abraji, Luciano Tavares, outro comunicador da região de Governador Nunes Freire, disse ao Comitê para Proteção de Jornalistas (CPJ) que Diniz “irritava apoiadores do ex-­prefeito da cidade [adversário do atual]” com suas críticas. Uma pessoa próxima a Diniz disse à entidade estar certa de que a morte dele teve razões políticas.

Além da página na web, Diniz também trabalhava como assessor de imprensa do prefeito de Governador Nunes Freire, Marcel Curió (PV).

Já sobre a morte de Roberto Lano, a associação já apurou que, cinco dias antes de ser assassinado, o blogueiro publicou em seu blog uma crítica ao atual prefeito de Buriticupu, José Gomes (PMDB). Além de comunicador, Lano era promotor de eventos e locutor, inclusive fazia serviços de locução em campanhas políticas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.