Poder

Prefeitura de Imperatriz vai pagar R$ 698 mil em material permanente

Na reta final do mandato, o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, tem intensificado os gastos desnecessários e absurdos no município. A esposa dele, Conceição Madeira, que comanda a pasta de saúde, não fica atrás no quesito torra-torra.

Conforme o extrato do contrato abaixo, o Fundo Municipal de Saúde de Imperatriz contratou a empresa Impel Imperatriz Papéis e Comércio, no dia 30 de setembro deste ano, para fornecer material permanente e consumo de informática à sede da Secretaria Municipal de Saúde e suas coordenações pela generosa quantia de R$ 698.354,25 (seiscentos e noventa e oito mil, trezentos e cinquenta e quatro reais e vinte e cinco centavos).

Detalhe,  a prestação de serviço vai até o dia 31 de dezembro; ou seja, em apenas três meses, a SEMUS vai despender quase R$ 700 mil com material permanente e consumo de informática, uma média de R$ 232.784,75 por mês. Para tentar amenizar o fato do gasto absurdo no período, a Prefeitura mencionou no contrato que o prazo pode ser prorrogado por iguais períodos, através de termo aditivo. Confira:

imperatriz

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeito de Viana assina contrato de quase R$ 900 mil para material permanente

A Prefeitura de Viana vai despender a quantia de R$ 899.897,00 (oitocentos e noventa e nove mil, oitocentos e noventa e sete reais) só com equipamentos e material permanente para a Unidade de Atenção Especializada em Saúde do município.

A empresa detentora do contrato é a E.Marques Pereira (Ambiência Móveis), de São Luís. A parceria foi pactuada no dia 29 de agosto deste ano e segue até o dia 31 de dezembro. Quem assinou o documento foi o prefeito de Viana, Francisco de Assis Castro Gomes.

Confira a resenha do contrato, publicada no Diário Oficial do Maranhão:

viana

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de São Pedro da Água Branca vai gastar R$ 436 mil em material permanente

A Prefeitura de São Pedro da Água Branca vai gastar a quantia de R$ 436.716,00 (quatrocentos e trinta seis mil, setecentos e dezesseis reais) só com equipamentos e material permanente para a Secretaria Municipal de Saúde.

O acordo foi fechado com o Comercial D L, de Imperatriz. O contrato foi celebrado no dia 15 de agosto deste ano e vigora até o dia 31 de dezembro. Quem assinou o documento foi o prefeito de São Pedro da Água Branca, Vanderlúcio Simão Ribeiro.

Confira o extrato do contrato publicado no Diário Oficial do Maranhão:

1

a


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Icatu vai pagar R$ 1,4 milhão em materiais permanentes

A Prefeitura de Icatu, comandada pelo prefeito Dunga, continua torrando alto. Um exemplo desse mau uso do recurso público foi a contratação de uma empresa para fornecer material de expediente ao município. A prestação de serviço custou ao erário a absurda quantia de R$ 1.483.060,00 (um milhão, quatrocentos e oitenta e três mil e sessenta reais).

A empresa que venceu a licitação e garantiu o acordo milionário foi a Yamóveis Comércio, de São Luís. O pacto foi firmado no dia 7 de julho deste ano e vigora até o dia 31 de dezembro. Quem assinou o documento foi o secretário municipal de Educação, Moisaniel Gomes Lima.

De acordo com o extrato do contrato, toda essa fortuna serve apenas para o fornecimento de material permanente, tipo móveis, eletrodomésticos, eletrônicos e carteira escolar para atender a demanda do exercício de 2016.

1

1


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Santa Rita vai gastar quase R$ 1 milhão com material permanente

P

Prefeito Antônio Cândido Santos Ribeiro

O Município de Santa Rita vai gastar a elevada quantia de R$ 990.000,00 só com aquisição de material permanente. O prefeito Antônio Cândido Santos Ribeiro, velho conhecido do Ministério Público, foi quem assinou o contrato, no dia 4 de março deste ano.

A empresa que vai abocanhar o valor lucrativo é a Selma Regina L.Sousa (Comercial Aliança).  Os materiais devem atender as ‘necessidades’ do Município, no exercício 2016.

Esse prefeito não tem jeito, não perde a oportunidade para sangrar os cofres públicos. O que é permanente mesmo em Santa Rita: são as contratações duvidosas e milionárias firmadas pelo chefe do poder executivo municipal.  Confira:

Santa RitA2

Santa RitA3


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Prefeitura de Bela Vista do MA vai torrar mais de R$ 1 milhão em material permanente

Prefeito-de-Bela-Vista

Prefeito Orias de Oliveira Mendes

São incontáveis o número de contratos suspeitos e superfaturados celebrados no Maranhão. Gestores públicos e empresários firmam parcerias fraudulentas para saquear os cofres públicos, usando meios legais para conseguir mascarar os desvios.

Na publicação do Diário Oficial do Maranhão do dia 11 de março constata-se mais um caso. A Prefeitura de Bela Vista do Maranhão, comandada por Orias de Oliveira Mendes, celebrou dois contratos para aquisição de material permanente pela exorbitante quantia de R$ 1.055.108,97 (um milhão, cinquenta e cinco mil, cento e oito reais e noventa e sete centavos).

Duas empresas foram beneficiadas com a prestação de serviço: a E. Marques Pereira (R$ 880.108,97), localizada em São Luís, e a empresa piauiense Ótima Distribuidora (R$ 175 mil). Os contratos foram assinados pelo prefeito Orias no dia 3 de março deste ano, com vigência até 31 de dezembro.

Entende-se por material permanente tudo aquilo que, em razão de seu uso corrente, não perde a sua identidade física ou tem uma durabilidade superior a dois anos; como por exemplo: computadores, impressoras, coleções e materiais bibliográficos, máquinas, aparelhos e utensílios de escritório. É um absurdo a quantia paga pelo Município por essa prestação de serviço.

bela vista


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.