Poder

Prefeito de Capinzal do Norte tenta realizar concurso público às vésperas das eleições

O prefeito do Município de Capinzal do Norte, Roberval Campelo, está usando artifícios disponíveis para tentar conseguir o maior número de votos possíveis nas eleições municipais, em outubro próximo. Com uma gestão municipal deprimente e caótica, uma reeleição é quase impossível.

A manobra eleitoreira de Roberval Campelo foi a elaboração do Projeto de Lei que cria cargos de provimento efetivo e autoriza o Poder Executivo Municipal a realizar concurso público. A proposta foi encaminhada à Câmara Municipal, onde foi aprovada pela maioria dos vereadores; e sancionada pelo prefeito Roberval, na última quarta-feira (1º).

Se realizado, o concurso público deve preencher o quadro de pessoal efetivo da Secretaria Municipal de Saúde. De acordo com os documentos obtidos com exclusividade pelo Blog Neto Ferreira, a proposta do prefeito é uma oportunidade para todos os níveis de ensino, haja vista que há vagas para  vigia, zelador, agente administrativo, enfermeiro, médico veterinário, psiquiatra, dentista e muitos outros. Os salários, bem convidativos nesse momento de crise, variam entre R$ 900,00 e R$ 6.000,00.

No entanto, vale ressaltar que o concurso pode até ser realizado este ano, mas as nomeações estarão proibidas a partir do dia 2 julho até o dia 1° de janeiro de 2017. É o que assegura a Lei nº 9.504 (Lei das Eleições), no seu artigo 73, inciso V: é vedado nomear, contratar ou de qualquer forma admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptar vantagens ou por outros meios dificultar ou impedir o exercício funcional e, ainda, ex officio, remover, transferir ou exonerar servidor público, na circunscrição do pleito, nos três meses que o antecedem e até a posse dos eleitos, sob pena de nulidade de pleno direito.

Por essa, o prefeito Roberval Campelo não esperava.

IMG-20160606-WA0005

IMG-20160606-WA0003

IMG-20160606-WA0007


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Simplício Araújo faz propaganda eleitoral antecipada

Deputado federal após saída de Ribamar Alves, Simplício Araújo, vem demonstrando em tese, o que advogados eleitorais defendem como um crime eleitoral.

No período pré-eleitoral, não só Araújo como outros agentes políticos cometem abusos em busca da reeleição, onde muitos dos se utilizam de recursos públicos.

Com o discurso de moralista, o presidente do Solidariedade no Maranhão, usa da mini reforma Lei nº 12.034/2009 e, através de visitas, palestras e divulgações acaba atendendo aos seus interesses políticos em busca do voto.

Embora defenda a bandeira da mudança de governo o federal erra em mínimos detalhes que possam comprometer sua honra, dignidade e mandato. O que na verdade não teve desde o inicio de 2010.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.