Maranhão

Ex-presidente da câmara de Sítio Novo é denunciado por ação de improbidade

João Alberto de Melo Silva, ex-presidente da câmara de Sítio Novo, cometeu diversas irregularidades na prestação de contas do exercício financeiro de 2009, da Câmara de Vereadores do município, cuja responsabilidade é do ex-gestor.

Entre elas, despesas com notas fiscais com Documento de Autenticação de Nota Fiscal para Órgão Público (Danfop) validado em data posterior ao pagamento; ausência de comprovação de deslocamento e das diárias concedidas aos vereadores; e irregularidades nos procedimentos licitatórios.

De acordo com a apuração do TCE, o prejuízo causado ao erário foi de R$ 37.162,69. Com as atualizações financeiras chega-se ao montante de R$ 98.371,98, sendo que o valor de R$ 42.794,55 é somente referente aos juros.

O ex-presidente pode sofrer pena de reclusão de um a quatro anos, além de o ressarcir os danos de forma integral, perder a função pública e os direitos políticos pelo prazo de 5 a 8 anos, entre outras.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Vereador de Imperatriz que agrediu policiais renuncia

Idifusora.com

Vereador João Silva de Imperatriz

Vereador João Silva de Imperatriz

Depois da confusão com agentes de trânsito e policiais militares, o vereador João Silva renunciou ao cargo na Câmara. O vereador João Silva apresentou à mesa diretora da Câmara de Imperatriz um ofício onde renuncia ao cargo de 2º vice-presidente da casa.

No documento, João Silva não esclarece os motivos que o levou a tomar a decisão. Afirmou ao telefone que não é possível exercer o cargo de vice-presidente da Câmara e o de advogado ao mesmo tempo. Como quer se dedicar mais à advocacia preferiu ficar apenas com o mandato.

João Silva, agentes de trânsito e policiais militares bateram boca na noite desta quarta-feira (30). Segundo a Secretaria de Transito, ele teria tentado liberar uma van que fazia o transporte irregular de passageiros em Imperatriz, a Van seria de um cliente dele.

Segundo a denúncia, João Silva ficou indignado devido ao término do expediente no setor administrativo da secretaria e começou a agredir verbalmente o agente por não ter obedecido à ordem dele e liberado o carro. A polícia foi chamada, mas nem a presença dos policiais da Força Tática acalmou o vereador.

 Entenda aqui;


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Vereador ‘dá piti’ em Imperatriz

Vereador João Silva.

Vereador João Silva.

Um vereador da cidade de Imperatriz deu um verdadeiro piti após os agentes de trânsito apreenderem um veículo e levarem para o pátio da Secretaria de Trânsito.

O vereador João Silva (PRB), chegou ao local aos berros, dizendo ser advogado do dono da van apreendida. Como já estava de noite e não havia ninguém no setor administrativo, o agente de trânsito teria pedido para o vereador se retirar, pois o expediente tinha acabado.

Foi então que o vereador, João Silva ficou revoltado e teve que ser contido pela Polícia Militar que foi acionada. O vereador alegou que chegou até o local não como político, mas como advogado. Segundo informações, João Silva teria desrespeitado tanto agentes como os políciais.

Indignado, o PM disse ser vergonhoso um vereador entrar ás 20h na SUTRAN fazendo barraco, já que ele foi eleito para representar a população.

O vereador está sendo acusado de desrespeitar a lei dos policiais e autoridades ligadas ao poder público . Toda a ação foi gravada pela câmera de um celular e serão entregues a polícia e ao presidente da câmara de Imperatriz  Hamilton Miranda.

 


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.