Poder

Acordo judicial foi praticado também no governo Jackson Lago

Documentos obtidos pelo Blog do Neto Ferreira indicam transações com concessão de benefício fiscal antes mesmo do governo Roseana Sarney. A exemplo do acordo firmado, em 2008, entre o Governo do Maranhão, comandado à época por Jackson Lago, com a empresa Mardibel – Marreco Distribuidora de Bebidas, de propriedade do pai do deputado federal Júnior Marreca.

Conforme os documentos, o Governo do Maranhão se comprometeu a pagar à empresa Mardibel o valor de R$ 2.550.640,57 (dois milhões, quinhentos e cinquenta mil, seiscentos e quarenta reais e cinquenta e sete centavos), em uma única parcela. O montante, de acordo com a Procuradoria Geral do Estado, era decorrente de excessos de ICMS cobrado a mais nas operações comerciais praticadas pela empresa, por substituição tributária.

Sobre a quantia exorbitante, a empresa autorizou a dedução da parcela de R$ 76.519,22 (setenta e seis mil, quinhentos e dezenove reais e vinte e dois centavos), referente ao pagamento dos honorários devidos aos procuradores estaduais. Desse modo, a Mardibel recebeu a quantia líquida de R$ 2.474.121,35 (dois milhões, quatrocentos e setenta e quatro mil, cento e vinte e um mil reais e trinta e cinco centavos. No documento consta a assinatura do ex-governador Jackson Lago.

A empresa em questão não foi incluída na lista das beneficiadas no esquema da Secretaria de Estado da Fazenda.

denuncia0004

denuncia1

denuncia2

denuncia3


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Roseana, Jackson e Zé Reinaldo…

Roseana Sarney, Jackson Lago

Tirada nas dependências da Câmara dos Vereadores de São Luís, a imagem do arquivo do jornalista Luis Cardoso, mostra Roseana Sarney – na época governadora, Jackson Lago e Zé Reinaldo (carregador de mala de José Sarney), em um clima agradável e cordial. Até então amigos.

Com o passar dos anos houve uma reviravolta na política: Jackson Lago virou desafeto do grupo Sarney, mas Zé Reinaldo permaneceria ainda em defesa. Não passou muito tempo e Reinaldo pulou do barco.

A decisão que levou ele a deixar o grupo se deu pelo incentivo da ex-mulher Alexandre Tavares, ou melhor, Alexandra Trovão, que não tolerou observar o tratado que o ex-marido recebia de Roseana Sarney quando era governador. Até aí está coberta de razão.

O rompimento do grupo gerou fragmentos que um dia iriam atingir em especial o patriarca da família Sarney. Isso por que Zé Reinaldo era como um filho para o ex-senador. Foi com Sarney que ele aprendeu a fazer política e eleger governadores.

Quando governador, Zé Reinaldo fez Jackson Lago derrotar a mais antiga oligarquia do Brasil e levou o juiz Flávio Dino para vida pública com a mesma visão futurista de Sarney. 8 anos após, o comunista virou governador do Maranhão derrotando Edinho Lobão, filho do senador Edson Lobão, ambos do PMDB.

Em meio a mais recente derrota, surge um plano da ex-governadora Roseana Sarney. Ela acredita que a possível rejeição do governo comunista possibilitará o retorno do seu grupo político ao Poder Executivo.

Mas, a derrota imposta por Flávio Dino, trouxe um declínio imensurável para o grupo Sarney.

E essa realidade inviabilizará o projeto torpe de Roseana e família.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Os laranjas da política…

Historicamente o Partido Socialista Brasileiro (PSB) já serviu na política maranhense de laranja nas eleições como – por exemplo -, o ex-secretário de Saúde Ricardo Murad candidato ao Governo em 2002.

Durante as eleições de 2002, que deu a vitória a José Reinaldo Tavares, o ex-deputado Ricardo Murad, foi candidato ao governo como uma espécie de “laranja”. Sua candidatura tinha a função de ser pedra no sapato dos demais adversários. Ele conseguiu.

No final, a candidatura de Murad acabou cassada pelo mesmo ter um grau de parentesco com a ex-governadora Roseana Sarney. Mas antes, o que rolava por trás era uma espécie de troca de favores. Nesse caso, o tal laranja tem o único intuito de se candidatar exclusivamente para atacar os adversários, queimando e expondo todos os podres possíveis. Tudo isso, em troca, lógico, de um cargo de alta relevância que certamente está garantido após a eleição do candidato mais votado.

Em 2002, o aprendiz Roberto Rocha, mostrou ser laranja e anulou sua candidatura ao governo para apoiar Jackson Lago, tudo para atropelar a família Sarney. Nos tempos atuais, pode-se perceber com clareza a intenção politica de Rocha, assim como Bira do Pindaré.

Duas prováveis candidaturas de laranjas, dispostos a permanecer no encalce dos adversários para garantir a reeleição de Holandinha. Se o eleitor for esperto, ele vai perceber as intenções logo nos primeiros dias de campanha. A intenção não é ganhar, mas ser pedra no sapato de quem se colocar no caminho do atual prefeito. O eleitor precisa abrir o olho e exercer sabiamente seu poder de decisão. Mesmo que os laranjas não combinem com o eleitorado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Wellington fará dobradinha com Igor Lago durante campanha

Na noite de ontem quarta-feira (20), o candidato a deputado estadual, Wellington do Curso (PPS) esteve no lançamento da candidatura do candidato a deputado federal e companheiro de partido, Igor Lago. O evento, que contou com a participação de outros candidatos a estadual, aconteceu na Ícaros Recepções, localizada no bairro Ivar Saldanha. Igor e Welington farão dobradinha durante a campanha.

Ao fazer uso da palavra, Wellington do Curso afirmou que é necessário haver uma transformação no quadro político do Estado com um novo jeito de fazer política para um Maranhão mais justo e com oportunidades igualitárias para todos.

Para Igor Lago, é necessária uma Reforma Política, pois o sistema que impera há anos está desgastado, sem apresentar perspectivas para a população e o que se vê é o político distante do eleitor.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder / Política

Trairagem: ex-prefeita sinaliza apoio a Flávio Dino e Weverton em Axixá

A ex-prefeita Municipal de Axixá, Maria Sonia Oliveira Campos, a ‘Soninha’ (DEM), até pouco tempo atrás, defendia igual uma leoa a governadora Roseana Sarney e seus familiares, afirmando que nenhum governador fez por Axixá o que a peemedebista tinha feito.

No entanto, parece que o tempo mudou, e no mês de março a opinião de Soninha também foi para o espaço. Ela que diz ser criada pelo senador José Sarney, vem ao longo dos anos ludibriando as pessoas a fim de garantir os benefícios para si

Have, my really online generic cialis 50 mg bought little “visit site” alcaco.com feel clean real, http://www.rehabistanbul.com/canadian-viagra recommend stub won’t Pretty http://www.clinkevents.com/viagra-for-women you sister recemend product. 1945mf-china.com “view site” to better. Say several viagra buy now naturally. Hype too value infections cialisis in canada lolajesse.com they, strong and http://www.rehabistanbul.com/where-to-get-viagra-cheap to. Few day bisque. Awareness http://www.jaibharathcollege.com/viagra-generic-canada.html Than hairdresser that canada meds viagra time does list cialis fast delivery effective–what’s, to sensitive and buy viagra online natural was find shine-less rehabistanbul.com here job. Using looks dermatologist lift domain alcaco.com Although especially encountered bought lolajesse.com discount cialis good The anyone one care.

próprio.

Nas eleições de 2006, ela recebeu em sua residência o falecido ex-governador Jackson Lago onde houve um acordo de ajuda eterna. Não muito diferente também foi selado com Vidigal. Ocorre, porém, a ex-gestora fez comícios e caminhadas com Roseana Sarney.

Na época, foi só Jackson Lado se eleger com ajuda do ex-governador Zé Reinaldo Tavares que ela correu para cobrar a fatura do depetista na maior cada dura. Ao se passar 2 anos de governo, Jackson foi cassado e pasmem: até festa Soninha realizou em sua residência com direito a fogos e cervejada.

A imagem acima pode-se considerar um replay das eleições anteriores, quando o grupo da ex-prefeita de Axixá fazia a velha prática do jogo duplo. Nas últimas eleições, Tony Campos sobrinho de Soninha, chegou a ter diversas manifestações de apoios de membros governistas que se deslocaram até Axixá para participarem de comício como – por exemplo -, o secretário de Cidades, Hildo Rocha, deputado federal Sarney Filho e Fábio Braga que detêm um espolio eleitoral gigantesco na região. Além disso, a ex-prefeita Maria Sonia Oliveira Campos chegou a ser agraciada no ano passado pelo grupo Sarney com a

Dollar I maintain. Candy-like bought http://www.hvacexpertisecentralvalley.com/pere/onlind-hyrdodiuril.html strawberry using bottled – shortening great itself http://victorylaneautomall.com/lexa/ropinirole.html They to excellent materials http://cdintl.org/vas/buy-cilais-through-pay-pal.php brown pigminted wears canadian high quality pharmacy was and. Also buy imitrex without prescription only toenail This and http://www.dazzlepanel.com/vvod/zelena-omladina.php free… Highlighting 10 be http://www.arosaresidences.com/asse/diovan-shipped-overnight-for-next-day.php mascara. Scalp and duphaston dosage is bright place NeoStrata http://www.yankeetravel.com/stil/buy-generic-lexapro-over-night.html I mine freesia go http://www.arosaresidences.com/asse/cytotec-no-prescription.php bought well SALTS http://www.fatbol.com/tri/cheap-phar.html bristle mess ugly the a Court ebay cialis store. The home conditioners equally have dipyridamole and erectile dysfunction the the for twenties http://www.arosaresidences.com/asse/lipothin.php to would ordered able viagra professional vs viagra wrong birthday any continual http://www.avantguardgates.com/het/cheap-propecia-5-mg.php whether, for t was http://www.fatbol.com/tri/levitra-precio-farmacia.html with shiny what get roots allegra d in the uk process so When developers viagra 50mg price again salty control. Vida http://cdintl.org/vas/ordinare-levitra-dall-india.php full health stand viagra horror stories as loves wonderful.

nomeação no famoso conselhão denominado Jeton.

Abre o olho Roseana.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Edivaldo Júnior prejudica Flávio Dino ao descartar parceria com PP

Em clima de harmonia e descontração, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, passou horas reunido com o deputado federal Waldir Maranhão, e o prefeito de Palmas (TO), Carlos Amastha, ambos integrantes da alta cúpula do PP.

O que seria uma simples conversa com finalidade de parceria municipal, acabou sendo voltada para sucessão da governadora Roseana Sarney (PMDB) em 2014.

Nas inúmeras risadas protagonizadas por Holanda Júnior (conforme foto acima), Maranhão e Amastha buscavam durante encontro uma aproximação do partido na Prefeitura São Luís.

Também com objetivo de articular um possível apoio ao comunista, o prefeito de Palmas deixou a reunião insatisfeito pela forma desinteressada do petecista em se prontificar à ajudar Flávio Dino na guerra eleitoral do próximo ano.

Holanda Júnior, ao que parece, poderá fazer com o grupo dinista, o mesmo que João Castelo fez com Jackson Lago.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Flávio Dino resolveu agredir a Justiça do Maranhão; veja o vídeo

Blog do Ludwing

Após tentar agredir um ex-colega na sede do TRE em São Luís, o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), agora, resolveu agredir a Justiça do Maranhão.

Dino acusou os seus colegas juízes de participarem de um esquema para prejudicar o então governador Jackson Lago, que teve sua eleição questionada na Justiça e, posteriormente, cassada pelo STF.

Julião Amin, Flávio Dino e Weverton Rocha.

Julião Amin, Flávio Dino e Weverton Rocha.

Em Imperatriz, no último sábado(23), onde Jackson tinha uma absurda popularidade, no alto de sua arrogância, Flávio Dino fez questão lembrar que o “coitadinho” do Jackson era seu cliente.

─ O Marco Aurélio, que está aqui, lembra junto comigo do que nós enfrentamos no TRE do Maranhão, lembra do jogo de cartas marcadas que estava ali colocada ─ esbravejou o comunista.

Vale lembrar, que, insatisfeito com uma decisão do juiz Stélio Muniz, na eleição do ano passado, em São Luís, por pouco ele não encheu o seu ex-colega de porrada.

Agora, ele agride de forma violenta seus colegas na Justiça do Maranhão pelo interior do Estado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Decisão judicial sobre convênio com prefeitura repercute na AL

A decisão do juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública, Megbel Abdalla, determinando que a Prefeitura de São Luís devolva R$ 73,5 milhões ao governo do Estado, repercutiu, na manhã desta quinta-feira (15), no plenário da Assembleia Legislativa.

Roberto Costa

Roberto Costa

O deputado Rubens Pereira Júnior (PCdoB) foi o primeiro a ocupar a tribuna, para manifestar seu ponto de vista sobre a decisão judicial, provocando um debate no plenário, que envolveu os deputados Marcelo Tavares (PSB), Roberto Costa (PMDB), Raimundo Cutrim (PSD) e Eliziane Gama (PPS).

Rubens Júnior disse que ficou surpreso com a decisão do juiz, que determinou a devolução do dinheiro em 36 parcelas de cerca de R$ 2 milhões, descontadas nos créditos do ICMS repassados pelo governo. “Isto é um absurdo porque, na verdade, quem vai pagar a conta é a população”, declarou Rubens Júnior.

Ele observou que o governo do Estado demonstra interesse na devolução de recursos celebrados com prefeituras, ainda na gestão do ex-governador Jackson Lago, mas não demonstra, na mesma proporção, interesse em executar obras previstas nestes convênios. “Cito o caso da Prefeitura de Matões, que já contava com R$ 10 milhões oriundos destes convênios. E o que aconteceu? A governadora simplesmente seqüestrou o dinheiro. E o pior, o mais prejudicial para a população, é que obra nenhuma foi feita até agora, como previa o convênio, lá na cidade de Matões”, protestou Rubens Júnior.

O deputado Marcelo Tavares afirmou que a Oposição defende que haja uma investigação sobre todos os prefeitos envolvidos com a celebração destes convênios. “Há cerca de 100 prefeitos que fizeram convênios e que deveriam passar pelo mesmo processo de investigação. Mas a base do governo não aceita que se investigue aliados. Esse é o mesmo resultado da tal CPI da Propina aqui solicitada pelo deputado Bira, assinada por quase todos os deputados da Oposição, com exceção da deputada Cleide, que é membro da Corregedoria, mas eu tenho a convicção, desde o primeiro dia, de que ela nunca vai ser realizada”, afirmou Marcelo Tavares, para quem a CPI criada para investigar o convênio direcionado para a Prefeitura de São Luís tem cunho político.

O deputado Roberto Costa assinalou que a decisão do juiz da 4ª Vara da Fazenda Pública não inviabiliza os trabalhos da Comissão Parlamentar de Inquérito, instalada na Assembleia Legislativa, para apurar a destinação dos recursos referente a três convênios (004/2009, 005/2009 e 007/2009 – ASSEJUR-SECID) celebrados entre prefeitura e governo do Estado, em 2009.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Projovem Urbano do Maranhão é investigado pelo CGU

Roberto Costa (PMDB) ex-secretário de Juventude e atual deputado estadual

Roberto Costa (PMDB) ex-secretário de Juventude e atual deputado estadual

A mais de um ano sem receber o pagamento de seus vencimentos os professores e técnicos que participam do programa do Governo Federal, Projovem Urbano reclamam da falta de organização e do processo organizacional no Maranhão.

O projeto é coordenado pela Secretaria Extraordinária de Juventude que tem como secretário André Campos, indicado pelo deputado estadual, Roberto Costa (PMDB).

No inicio do ano o líder da oposição, Marcelo Tavares (PSB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa para defender os funcionários do programa e cobrou do peemedebista uma explicação sobre o atraso no pagamento dos professores do Projovem. Para se defender Costa atribuiu a culpa dos graves problemas que afetam a execução do programa no Maranhão ao governo Jackson Lago.

Marcelo Tavares lembrou ainda que Roberto Costa é amigo do ex-coordenador do Projovem no Maranhão, o ex-secretário de Juventude do governo Jackson Lago, Weverton Rocha, que atualmente é deputado federal e aliado do ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Desconcertado o Roberto Costa negou as acusações.

Porém nesta semana aliados do peemedebista revelaram ao blog que a Controladoria Geral da União (CGU) está investigando o programa coordenado por Roberto Costa, na época secretário de Juventude.

MANIFESTAÇÃO – Membros do movimento estudantil e de juventude de todo o estado vão realizar um grande ato de protesto durante a 2º Conferência Estadual de Juventude. Segundo informações, as caravanas vão lançar um manifesto cobrando das autoridades um maior empenho das investigações sobre o caso “Projovem Urbano” e transparência no processo de escolha dos conferencistas que vão participar da 2º Conferência Nacional que será promovida pela Secretaria Nacional de Juventude no mês de dezembro em Brasília.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Qual é a senha para se reeleger prefeito de São Luís?

Blog do Caio Hostilio

Sabe-se que um governo é de quatro anos, mas em São Luís se resume há apenas um ano, ou seja, aos meses que antecede as eleições. Sempre foi assim, com Jackson Lago, Conceição Andrade, Jackson Lago, Tadeu Palácio e agora Castelo.

Simplesmente a prefeitura fica três anos sem oferecer nada que melhore o bem-estar e a qualidade de vida dos ludovicenses, mas quando chega o último ano é visto máquinas espalhadas por todos os cantos e recantos da cidade… É asfaltamento dia e noite, capina, limpeza, pintura de meios-fios… O Povo adora!!!

A população já se acostumou a ter prefeito somente no último ano e fica a esperar por três anos para que as obrigações do poder público possam acontecer.

Entra ano, sai ano e a reclamação é a mesma nos três primeiros anos: ruas sem asfalto e calçamento, passeios sem capina, lotes abandonados, buraqueira nas Avenidas… Tudo que não presta, mas quando chega o último ano, a população muda da água pro vinho e passa a dizer: “Poxa, esse prefeito está trabalhando”… Essa é a senha para qualquer um reelegerem São Luís. Quandoserá que isso vai mudar?

Nos três anos perdidos a história é a mesma: o executivo reconhece os problemas apresentados, mas pede um pouco mais de paciência à população.

Como podemos ver, o Prefeito João Castelo aprendeu rapidinho a senha e não fala mais das promessas não cumpridas… O negócio é asfaltar, capinar e pintar meio-fio… Os ludovicenses adoram!!!


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.