Maranhão

Golden Park é interditado após acidente

O Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Maranhão (PROCON-MA) interditou por tempo indeterminado o Golden Park, na tarde desta terça-feira (15). A vistoria foi realizada em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA) e o Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (INMEQ), após acidente ocorrido na noite da última segunda-feira (14), em que mãe e filha foram lançadas de um dos brinquedos.

Mãe e filha estavam no brinquedo "Polvo" quando o acidente aconteceu (Foto: Danilo Quixaba)

Mãe e filha estavam no brinquedo “Polvo” quando o acidente aconteceu (Foto: Danilo Quixaba)

O Procon identificou que não há comprovação de que o consumidor esteja seguro, não existem placas informativas de contra indicação de uso do brinquedo, como a altura mínima e peso, por exemplo. Conforme o presidente do órgão, Duarte Júnior, que acompanhou a fiscalização, após a notificação a empresa tem um prazo de dez dias para apresentar a defesa e toda a documentação necessária.

“Coletamos elementos e preparamos um processo de ofício para resguardar a vida, a saúde e segurança do consumidor maranhense. O parque está interditado por tempo indeterminado até que se comprove que ele oferece condições mínimas de segurança para o usuário. Além da interdição, poderão ser aplicadas multa e sanções criminais a serem averiguadas por outros órgãos”, enfatizou.

De acordo com o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão, compete à eles a fiscalização quanto a segurança contra incêndio e pânico, as questões preventivas, como extintores, sinalizações e rotas de fuga. “A questão mecânica e do funcionamento dos brinquedos é feita por um responsável técnico, no caso um engenheiro. Como foi emitida uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), nós não contestamos, por ser um documento oficial. Entretanto, o Instituto de Criminalística vai verificar a segurança das travas, caso seja encontrada alguma irregularidade, iremos comparar com o que foi emitido pelo engenheiro”, explicou o 1º Tenente Wellington Nadson.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Dois postos de combustíveis são interditados em São Luís

Inmeq-MA interdita bombas de combustível em São Luís

Inmeq-MA interdita bombas de combustível em São Luís

Duas bombas de com combustíveis foram interditadas pelo Instituto de Metrologia e Qualidade Industrial do Maranhão (Inmeq-MA), órgão delegado do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro).

Os postos de combustíveis estão localizados nos bairros do São Raimundo, próximo ao Parque Independência e na Av. São Luís Rei de França – Turu, onde a bomba interditada apresentou oito irregularidades, entre as quais, dígitos danificados e vazamento interno de óleo.

No mesmo posto uma equipe do Corpo de Bombeiros constatou problemas em um hidrante ao verificar as condições de segurança contra incêndio no local.

Já a Agência Nacional de Petróleo (ANP), realizou teste de campo na gasolina para identificar se o percentual de álcool anidro estava de acordo com o que determina o órgão, o percentual de 27 por cento. Amostras das gasolinas tipo comum e aditivada e de óleo diesel também foram coletadas para análises em laboratório.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Geral

Corpo de Bombeiros interdita Mix Mateus do João Paulo

image

O Supermercado Mix Mateus, do Grupo Mateus, foi interditado nesta quinta-feira (04), pelo Corpo de Bombeiros.

A interdição segundo o coronel Figueiredo, se deu após o Grupamento de Atividades Técnicas (GAT), constatar rachaduras na estrutura superior. Além disso, o forro do estacionamento foi encontrado em situação que põe em risco a vida dos clientes.

De acordo com as leis de segurança, o supermercado só deverá voltar a funcionar quando engenheiro do estabelecimento emitir laudo técnico sobre imediatas soluções para os problemas.

Nota:
Em nota ficou firmado acordo entre o Grupo Mateus e os técnicos do Corpo de Bombeiros que apenas o estacionamento permaneceria fechado. As loja está funcionando normalmente atendendendo aos clientes.

“Foi uma interdição baseada simplesmente no que foi visto, o Crea não emitiu nenhum laudo condenando nossa estrutura. Nós vamos estudar o que aconteceu e tomar as devidas providências pra solucionar o problema”, disse o engenheiro.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.