Poder

Bomba! Emap fez contrato de quase R$ 4 milhões com empresa sem qualidade técnica

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) anda desafiando os orgãos fiscalizadores após celebrar de forma escandalosa contratou superfaturado com a empresa FotogeoLtda. A empresa abocanhou contrato no valor de R$ 3.605.105,01 (três milhões, seiscentos e cinco mil, cento e cinco reais e um centavo), para trabalhar com batimetria monofeixe, correntometria e Batimetria miltifeixe.

Luiz Carlos Fossati, presidente da Emap,

Luiz Carlos Fossati, presidente da Emap,

Se calcular o custo mensal, a Emap vai gastar mais de R$ 300 mil reais com levantamento hidrográfico. Luiz Carlos Fossati, presidente da Emap, assinou contrato em abril pelo prazo de 12 meses.

Em levantamento feito pelo Blog do Neto Ferreira, foi descoberto que a Fotogeo é rígida pelos empresários David Bárbaro Toyos Barroso e Rodrigo Alexandre, sendo que o primeiro é engenheiro cubano de curso inexistente no Brasil.

A Fotogeo que é conhecida por terceirizar em condições infra-humanas, sem equipamento de proteção, sem recolhimento de INSS e FGTS, é liderada pelo empresário Toyos que sequer possui o CREA. Ele já passou pelo no Ministério de Defesa de Cuba como militar, o que possivelmente teria problemas em termos de soberania nacional.

Além disso, a empresa contratada pela Emap por R$ 3,6 milhões, é citada sem qualidade técnica em avaliação feita no ano passado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente do Governo de São Paulo.

O Governo de São Paulo analisou a proposta técnica apresentada pelos empresários David Bárbaro Toyos Barroso, Marcelo Rodolfo Fazolo Amado e Rodrigo Alexandre da Costa Silva no dia 14 de dezembro de 2012, na Tomada de Preços nº 001/2012/CPLA, referente à contratação de empresa especializada para delimitação de sub-bacias, estruturação de base de dados do físico e delimitação de unidades homogêneas do uso e ocupação do solo urbano da Coordenadoria de Planejamento Ambiental.

Na avalição final, critérios de pontuação da proposta do anexo III do edital de tomada de preços, a Comissão analisou as propostas das empresas e o resultado da pontuação total do quesito técnico atribuída pelo Grupo de Trabalho, constam da tabela a seguir:

FUNCATE 1,00 0,22 1,22 1º
GEOJÁ 0,92 0,26 1,17 2º
GEOAMBIENTE 0,92 0,21 1,12 3º
TECNOGEO 0,83 0,26 1,09 4º
ENGECORPS 0,83 0,20 1,03 5º
FOTOGEO 0,58 0,30 0,88 6º
GEOPIXEL Desclassificada
TAMOIOS Desclassificada


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.