Política

Bomba! Deputado estadual é investigado pela Polícia Federal

Deputado estadual, Eduardo Braide.

Deputado estadual, Eduardo Braide.

A Polícia Federal juntamente com o Ministério Público Federal (MPF) investigam o deputado estadual, Eduardo Braide, desde 2014, segundo documentos obtidos com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira.

Em 17 de março de 2014 foi encaminhado ao então superintendente regional da Polícia Federal, Cristiano Barbosa Sampaio, a requisição do MPF para instaurar inquérito contra o deputado estadual.

O nome do parlamentar, que é líder do maior bloco da Assembleia Legislativa, apareceu no relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras – COAF, órgão federal, que fiscaliza verbas federais que são destinadas às administrações estaduais e municipais.

A Procuradoria Regional da República da 1ª Região, órgão com autonomia para investigar parlamentares, com base no relatório do COAF, afirma que Eduardo Braide supostamente praticou crimes com dinheiro público.

“Cuida-se de Relatório de Inteligência Financeira nº 11595, encaminhado pelo COAF a esta subscritora, dando conta de movimentações financeiras atípicas perpetradas por Deputado Estadual do Maranhão. Ante o exposto, por tratar-se de autoridade que detém prerrogativa de foro por função perante o Tribunal Regional Federal da 1ª Região,imperioso reconhecer a atribuição desta Regional para atuar no caso em análise” declarou a procuradora regional da República, Raquel Nascimento.

Essa investigação iniciou quando o COAF encaminhou relatórios sigilosos para o Ministério Público Federal, que abriu inquérito em parceria com a Polícia Federal para apurar desvios de verbas federais destinadas a Prefeitura de Anajatuba.

Braide foi apontado no bojo do relatório pelas suas movimentações atípicas e teve dois ex-assessores de seu gabinete, Fabiano de Carvalho Bezerra e José Antônio Machado de Brito Filho, o Zé Filho, ambos presos na operação Attalea, que desarticulou uma organização criminosa (Ocrim) com atuações em prefeituras.

Em contato com o Blog, a assessoria do parlamentar encaminhou cópias de certidões de órgãos estadual e federal negando que ele seja alvo de investigação, no entanto documentos exibidos abaixo revelam a existência da investigação por supostos crimes de movimentações financeiras atípicas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.