Poder

Serra foi usada para esquartejar Dahlia

Do G1 MA

Peritos retornaram na noite dessa quinta-feira (27) ao condomínio onde morava o casal de universitários Dahlia Ferreira, de 22

anos, e Raphael Carvalho Machado, 26 anos, que foram encontrados mortos na durante a manhã, no bairro da Cohab, Em São Luís. No local, foi encontrada a serra que Rafael teria usado para esquartejar o corpo de Dahlia, um aparelho celular e um balde com vestígios de sangue.

O corpo de Dahlia foi achado já em estado de putrefação, envolto em uma rede e dentro de um saco, na lixeira do condomínio, enquanto Raphael foi encontrado enforcado e pendurado em uma corda.

“Nesse momento, o Instituto de Criminalística está utilizando o reagente luminol, aplicando no apartamento e no beco onde o corpo da jovem foi encontrado, para que sejam identificados os locais onde há sangue. A partir daí, nesses locais onde há indícios de sangue a gente recolhe o material e leva para o laboratório para que seja feita análise para saber se realmente esse sangue pertence ao corpo da vítima, para a gente saber exatamente onde ela foi assassinada. Será se esse local aqui é só o local da desova? Ela foi assassinada em outro local e colocada aqui? Essas perguntas serão respondidas com o resultado desse exame pericial”, afirmou o delegado Jeffrey Furtado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.