Cidade

Moradores da Forquilha reclamam de abandono e cogitam chamar o Exército

IMG-20160302-WA0009

Os moradores do bairro da Forquilha já não aguentam tanto descaso por parte da Prefeitura de São Luís na região. A cada dia surgem novos buracos e os transtornos só aumentam. Pior, é que  com as fortes chuvas na capital, além da buraqueira, os moradores enfrentam o alagamento nas ruas; dificultando mais ainda o tráfego no local. Diante de tantos problemas, os moradores já não sabem mais o que fazer.

O Blog recebeu mais uma denúncia dos moradores da Forquilha, que já até cogitam chamar o Exército para tapar os buracos, uma vez que a ‘Prefeitura de São Luís não faz o dever de casa e nem gosta de atender os clamores dos moradores da Forquilha’, destaca trecho da denúncia.

Os moradores alegam que já enviaram ofício à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), mas a situação caótica permanece. Até foi agendada uma reunião entre a comunidade e a pasta, mas em cima da hora a Semosp desmarcou.

Esta semana, uma equipe da Secretaria, enfim, compareceu ao bairro e pode constatar que o caso é grave. Agora, é esperar para ver. Além da buraqueira, os moradores denunciam muitos focos do mosquito Aedes aegypti em um terreno baldio, localizado na Rua Cinco.

Os moradores ressaltam que recentemente o Exército e uma equipe estadual de saúde estiveram presentes no Bairro da Forquilha no enfrentamento ao mosquito Aedes, papel que deveria ser desempenhado pela prefeitura.

Confira o vídeo e as imagens enviadas ao Blog, em uma delas aparece uma coleção de placas de carros que já se desprenderam dos veículos em virtude das péssimas condições de trafegabilidade na área.

IMG-20160302-WA0005

IMG-20160302-WA0006

IMG-20160302-WA0011

exército


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Buracos nas ruas vira motivo de reclamação na Areinha, em São Luís

Do G1MA

O bairro da Areinha, em São Luís é alvo de muita reclamação. O lixo e o grande número de buracos têm incomodado os residentes da região. Segundo o autônomo Márcio Paulo Carvalho, dependendo da estação do ano, o espaço é invadido por lama e poeira. “Muito complicado. Durante o inverno é lama, e durante o verão é poeira”, revelou.

Quem dirige pelo bairro da Areinha também reclama da buraqueira. A advogada Laís Costa diz que o problema tem comprometido até na manutenção do veículo dela. ”É extremamente complicado. Sem asfalto, muitos buracos. Dificulta até na manutenção do carro. A cidade inteira está assim”, reclamou.

No entanto, o grande problema apontado pelos moradores é uma vala completamente suja e poluída. Ela tem levado muita sujeira ao Rio Bacanga. É grande o volume de água de esgoto despejado na galeria que começa no Bairro de Fátima, também na capital. A água escura fica parada por causa da obstrução.

De acordo com a dona de casa Vera Cristina Araújo, por conta da situação precária da vala, é comum a presença de mosquitos no espaço, que acabam impossibilitando que tanto ela como o resto da família possa até sair da residência. ”É praga. A gente não pode ficar na porta de noite. A gente não pode dormir de noite. Tem que ficar preso dentro de sua casa”, finlaizou.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Trabalho mal feito pela CAEMA deixa Vila Goreht em estado precário

A Vila Goreht encontra-se localizada em baixo da ponte Bandeira Tribuzzi e sofre com sérios problemas de infraestrutura causado por um buraco aberto que após alguns serviços da CAEMA não foram fechados.

O buraco no momento está vazio, no entanto moradores alegam que a CAEMA foi ao local fazer uma manutenção na rede de reabastecimento e depois do buraco feito ninguém mais voltou para fazer a pavimentação da área.

“Esse problema não está muito tempo, no entanto ja prejudicou muitos moradores. Quando cheio, há casos de pessoas que já pegaram até dengue por conta da água parada, motoristas e pilotos ficam preocupados em passar por medo de ficarem presos no buraco, pois quando está cheio ninguém te noção da profundidade”, relata uma moradora.

Além da falta de infraestrutura apresentadas por buracos e poças de lama, os habtantes denunciam a falta de comunicação na região por causa dos furtos da fiação de internet e telefone fixo, o que deixam muitos reféns ao uso de celulares. A insegurança no local, também, causa pavor aos moradores.

A CAEMA nunca se pronunciou a respeito do problema causado, o que se conclui que a precariedade do local não será solucionado tão cedo.

Buraco causado pela obra da CAEMA em duas épocas: Cheio e seco.

Buraco causado pela obra da CAEMA em duas épocas: Cheio e seco.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Secretário de Obras nada faz para solucionar caos em São Luís

As ruas do bairro Diamante, assim como outros já mencionado pelo blog, apresentam grandes problemas comuns nas vias: buracos.

Alguns são tão grandes que deixam de comprometer apenas a rua e chega até as calçadas das casas de alguns moradores. Mas, isso não é suficiente para uma ação imediata do secretário Municipal de Obras e Serviços Públicos de São Luís, Antonio Araújo Costa.

Os buracos estão presentes por todos os lugares com tamanho e profundidade variadas e, então, vão se multiplicando pelas ruas do bairro Diamante.

A rua Cristovão Colombo possui buracos em quase todos os cruzamentos, e na rua João Luís o problema não é diferente pois o buraco vai crescendo e comprometendo, até mesmo, a calçada. A praça da república também possui buracos que continua por vários trechos.

“O início dos buracos se deu quando a CAEMA começou a quebrar tudo para que liberasse a água para a população e acabou que resolvendo em nada, apenas pirou mais ainda a situação para todo mundo que mora aqui”, diz um dos moradores da área.

Moradores alegam que o inicio da buraqueira começou com uma obra da companhia de água, para a recuperação da rede de distribuição e que em meio a tantas reclamações já realizada, a Secretaria de Obras e Serviços Público prometeu em nota fazer a restauração das ruas de acordo com as áreas de maior emergência porém nada ainda foi realizado.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Cidade

Prefeitura de São Luís abandona ruas do Cruzeiro Santa Barbara

Na gestão de Edivaldo Holanda Júnior (PTC), trafegar pela avenida Nossa Senhora das Graças, situada no bairro Cruzeiro de Santa Barbara, virou uma forma de desafio para motoristas e pedestres do bairro.

Na avenida, diariamente, passa muitos ônibus e carros de tamanhos variados que caso não atentem a andar com cuidado, podem sair prejudicados com a quantidade de buracos que se encontra no local.

A situação é tão precária que a calçada, hoje em dia, não é mais feita apenas para a passagem de pedestres mas, também, de motoqueiros que sempre buscam o melhor trecho. A rua do militar, que fica localizada próximo à avenida, desce toda a água do esgoto do bairro São Raimundo e a lama fica acumulada na via.

“Já faz muito tempo que moro nesse bairro e nunca se foi feito nada, continua da mesma forma. Quando reclamamos, a prefeitura insiste em dizer que estão resolvendo o caso e que a rua está no projeto de reconstrução mas nunca vimos nada melhorar”, relata o morador do bairro.

Alguns relatos de moradores afirmam que quando chove a rua fica toda alagada, impossibilitando a passagem de carros e pedestres. O problema, que surgiu desde o ano de 2005, começou com o córrego mal feito e nunca foi resolvido.

A comunidade, diga-se de passagem, foi esquecida totalmente pelo poder público

Motoqueiros usando trecho da calçada como passagem

Motoqueiros usando trecho da calçada como passagem

Rua do Militar

Rua do Militar


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.