Judiciário / Saúde

Polícia Federal flagra conversa ilícita entre Marcos Pacheco e dono do ICN

Benedito Silva Carvalho, presidente do Instituto de Cidadania e Natureza (ICN),.

Benedito Silva Carvalho, presidente do Instituto de Cidadania e Natureza (ICN),.

A Operação Sermão aos Peixes, desencadeada pela Polícia Federal no Maranhão, respingou até no governo Flávio Dino. Interceptações telefônicas, captadas em março deste ano, revelam que Benedito Silva Carvalho, presidente do Instituto de Cidadania e Natureza (ICN), conversa com o secretário de Estado da Saúde (SES), Marcos Pacheco, para tratar assuntos relacionados a contratações de duas mulheres.

Em um dos trechos do diálogo, o presidente do ICN chega a afirmar que o gestor da SES ganharia com a contratação . “Benedito chega a dizer que eles tem mais a ganhar do que perder com as contratações das mulheres indicadas“, diz o documento.

A Policia Federal classifica como interessante o motivo pelo qual as contratações solicitadas a Marcos Pacheco seriam mais um ganho do que perda. Embora as normais legais, ou seja, seriam seletivos para realizar tais contratos. A solicitação dos dois contratos foi discutida inicialmente entre Benedito Carvalho e a ex-diretora do Hospital do Câncer, Ilvanicia Braga Bordalo.

Em outra conversa interceptada, também no mês de março, o presidente do ICN dialoga com uma mulher identificada como Maria Alice, mãe de um homem que, supostamente recebe salários em uma das unidades de saúde do Maranhão sem trabalhar. Ela pede ao presidente do instituto a permanência da pessoa, pois o “afilhado do investigado”, como ela chama o filho, precisa terminar a faculdade.

Benedito Silva Carvalho foi preso acusado de integrar uma organização criminosa (ORCRIM), que desviou dos cofres públicos da Saúde mais de R$ 1 bilhão de reais, durante a gestão de Ricardo Murad.

A Secretaria de Comunicação do Governo informou que já solicitou o teor da suposta interceptação telefônica para se manifestar e reitera que não se pronuncia sobre especulações oriundas de fontes não oficiais.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Líder de organização criminosa recebeu verbas da Assembleia

Documentos obtidos com exclusividade pelo Blog do Neto Ferreira revelam que Benedito Silva Carvalho, dono do Instituto de Cidadania e Natureza (ICN), recebeu proventos não somente da Secretaria de Saúde do Estado do Maranhão (SES), mas também da Assembleia Legislativa.

Preso na Operação “Sermão aos Peixes” da Polícia Federal, Benedito Silva teve o sigilo bancário quebrado pela Justiça Federal. Após análises realizadas em extratos da conta pessoal, foi possível identificar depósitos de mais de R$ 27 mil reais, entre os anos de 2010 a 2012, conforme documento exibido abaixo.

Investigadores apontam o presidente do ICN como líder de toda operação da organização criminosa (ORCRIM) que atuava desviando recursos destinados pela União, por meio do Ministério da Saúde, ao Fundo Estadual de Saúde do Maranhão.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.