Política

Vereadora aliada do prefeito de Cajari recebe o Bolsa-Família

Um dos principais programas oriundo do governo Lula, o Bolsa-Família que contribui significativamente na redução da pobreza de milhões de famílias, virou uma onda de desvio onde pessoas que não possuem perfil perante lei, são beneficiados de forma ilegal pelo Governo Federal.

A exemplo disto, é o caso da vereadora da cidade de Cajari, Ana Clara de Melo Santos (PMN), de 44 anos, que deve ser denunciada por perceber o beneficio, mesmo com uma renda acima do exigido para ter direito ao recurso.

Aliada politica do prefeito Dr. Joel (PRB) e eleita pela Coligação “Cajari Não pode Parar 2” com 272 votos, ela atualmente recebe salário acima de hum mil, mais verba de gabinete e ajuda de custo, na Câmara Municipal de Cajarí.

A fraude no beneficio que integra o Plano Brasil Sem Miséria (BSM), é bastante questionado pelo fato do vereadora receber o valor mensal pela Câmara, e ter sido cadastrada?

Ana Clara que, diga-se de passagem, é um dos casos que devem ser apontados pela controladoria por está fora da lei, já que a funcionária têm renda acima de R$ 140, sendo esse o valor máximo permitido.

Mesmo a prefeitura tendo acesso a ficha financeira quanto ao cadastro da parlamentar, compactuou com a irregularidade afrontando o Decreto 5.209/2004, que proíbe políticos eleitos de receberem oBolsa-Família.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.