Poder

Editora ganha contrato de R$ 1,5 milhão na Prefeitura de Amarante

Os alunos da rede municipal de Amarante terão um estímulo a mais para aprimorar os conhecimentos.

Afinal, a Prefeitura da cidade contratou a empresa Florescer Distribuidora de Livros Educacionais, que tem como proprietários Demerval Viana Pinheiro e Tatiana Guterres Aranha Pinheiro, para fornecer livros para a Educação Infantil e para o Ensino Fundamental pela bagatela de R$ 1.571.514,00 milhão.

A empresa fica localizada no bairro do Apeadouro, em São Luís.

O contrato foi firmado em 20 de fevereiro e tem vigência até 31 de dezembro de 2017.

amarante

amarante1

amarante2


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Índios morrem após atropelamento em Amarante do Maranhão

IMG-20170306-WA0007

Dois índios morreram em um acidente de trânsito na sede de Amarante do Maranhão, na manhã desta segunda-feira (6).

De acordo com as informações, os dois indígenas estavam em uma motocicleta, que foi atropelada por uma caçamba.

As vítimas foram parar debaixo do caminhão e morreram na hora por esmagamento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Amarante poderá ter uma nova eleição

Adriana Ribeiro, prefeita de Amarante

Adriana Ribeiro, prefeita de Amarante

No município de Amarante pode ocorrer uma nova eleição, de acordo com a Justiça Eleitoral. Adriana Ribeiro a atual prefeita do município alcançou mais de 50% dos votos, mas está com a candidatura sub-júdice, por suspeita de crime eleitoral.

Em Amarante mais de 20 mil eleitores foram às urnas, mas ninguém sabe quem ganhou a eleição para prefeito, sendo que a candidata Adriana Ribeiro (PV) conseguiu 9.678 votos, não considerados ainda válidos pela Justiça Eleitoral.

A candidatura da atual prefeita teve o registro negado por ter dado reajuste salarial aos servidores da educação durante o período eleitoral, já que é proibido por lei. Adriana Ribeiro recorreu ao TRE, mas o processo ainda não foi julgado.

Já Joyce Marinho candidata (PSD), que substituiu o candidato Marconi Duailibe, que foi enquadrado na lei da Ficha Limpa, obteve 8.972 votos, que representam 44, 58 % mas como não conseguiu metade dos votos válidos não pode ser afirmada eleita.

Segundo a Justiça Eleitoral de Amarante do Maranhão, a situação vai permanecer indefinida até o julgamento da situação da candidata Adriana Ribeiro. Caso a candidata Adriana Ribeiro não obter manter o registro da candidatura no TRE ou no TSE, haverá uma nova eleição em Amarante.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.