Crime

Homem é preso fazendo ‘gato’ na academia da Lagoa

Do Imirante

Reprodução/TV Mirante.

Reprodução/TV Mirante.

O funcionário Fabrício Alexandre Ribeiro Martins, de 27 anos, de uma empresa terceirizada, que presta serviço para a Cemar, foi preso em flagrante quando adulterava um medidor de energia elétrica de uma academia localizada na Lagoa da Jansen, em São Luís. De acordo com a polícia, a fraude, conhecida popularmente como “gato”, estava sendo realizada há meses.

Com o suspeito, foram apreendidos: medidores de energia, lacres e selos da companhia. A informação de que o medidor de energia da academia estava alterado chegou até a polícia por intermédio da Cemar, que estranhou a redução da conta de energia de R$ 6 mil para R$ 2 mil.

Reprodução/TV Mirante

Reprodução/TV Mirante

A fraude era feita direto no medidor, dias antes da leitura dos kwts consumidos. A partir da suspeita da empresa, os policiais fizeram campana perto da academia até prender o eletricista em flagrante.

Na residência de Fabrício Alexandre Ribeiro Martins, a polícia encontrou mais de 20 medidores digitais e eletromecânicos, selos, lacres da cemar e até um alicate usado para prensar a logomarca da companhia de energia em lacre de metal. A polícia tem como saber a origem de cada medidor e os locais serão investigados.

Segundo a polícia, o advogado do proprietário da academia prometeu apresentar o cliente na segunda-feira (25), ele e o eletricista preso vão responder pelo crime de furto de energia. Vale ressaltar que no furto de energia o Estado, também, é lesado porque o consumidor, ao deixar de pagar a energia consumida, deixa de pagar também o ICMS.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.