Poder

Muito sol e calor podem causar insolação e estragar as férias

Além de fazer mal para beleza e saúde da pele, o calor e o sol intenso também podem causar insolação. Desidratação e queimadura da pele são os sintomas mais frequentes deste mal estar, além de dor de cabeça, tontura e febre. Casos mais graves podem causar inconsciência.

“Nosso organismo tem mecanismos de defesa, como a sudorese. Quando a pessoa tem insolação, a temperatura corporal aumenta rapidamente, o mecanismo de transpiração falha e o corpo fica incapacitado de se resfriar”, explica o dermatologista do Grupo Hospitalar Conceição, Paulo Andrade.
Engana-se quem pensa que ficar na praia embaixo do guarda-sol o tempo todo ajuda a evitar o problema. Mesmo sem estar diretamente exposto, é possível ter insolação porque a areia reflete o sol, elevando a temperatura do corpo.

Os procedimentos para tratar a insolação são simples. “É importante levar a pessoa imediatamente para um local bem arejado e com sombra. Além de hidratá-la por via oral para repor os líquidos perdidos”, orienta o médico. Ele acrescenta: “Quando existe a queimadura solar, compressas frias de chá de camomila ou de soro fisiológico ajudam a aliviar a reação inflamatória da pele”. É aconselhável usar loções corporais refrescantes e evitar a ingestão de bebidas alcoólicas porque elas fazem o corpo perder mais líquidos.

Outro problema da insolação, de acordo com dermatologista, é o envelhecimento precoce da pele. “O sol atrofia o epitélio, o que causa maior enrugamento da pele. Não tem jeito: ele é o agente que mais envelhece a pele. Para mantê-la mais conservada, jovem por mais tempo, é importante se proteger do sol”, frisa Paulo Andrade.

Durante o clima quente é necessário beber mais líquidos do que sua sede sinaliza. Usar roupas leves e claras de algodão e manter uma alimentação leve, com frutas e verduras são medidas importantes para o bem estar durante o verão.

O horário entre 10h e 16h tem grande incidência de raios ultravioleta B, principais responsáveis pelo surgimento do câncer da pele. Procure a sombra neste período. A pele leva de 48 a 72 horas para produzir e liberar a melanina, pigmento que dá cor à pele. O bronzeamento ocorre gradativamente. Portanto, não adianta querer se bronzear em um só dia. Exposição ao sol em excesso não acelera o processo de bronzeamento.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Aeromodelismo vira diversão em São Luís e Imperatriz

Aeromodelismo

Aeromodelismo

No domingo, 01, de janeiro deste ano, os aeros dos experientes pilotos Allan e Fabio Lima flamejaram no (CIMI) esbanjando suas cores vibrantes nos céus de Imperatriz.

Os modelos pintaram o sete, e na mesma oportunidade, os pilotos aproveitaram para testar algumas funções de ferramentas tecnológicas do Radio Futaba.

No local, a participação do dj leme foi crucial para agitar a festa dos pilotos que fizeram diversas manobras 3D, diminuindo as tendências do aeromodelo.

O encontro realizado no Aeroclub de Imperatriz ocorre aos finais de semana onde amantes do esporte podem participar para aprender e desfrutar deste esporte que cada vez mais cresce em Imperatriz e São Luís.

A diversão em imperatriz e São Luís do aeromodelismo

A diversão em imperatriz e São Luís do aeromodelismo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Homem é preso por tentativa de homicídio em Axixá

A polícia prendeu em flagrante Marinelson Araújo Melo, na manhã do domingo (1º), por ameaça de morte a cinco pessoas no município de Axixá, a 94 km de São Luís. Segundo informações da polícia, ele efetuou vários disparos em uma via pública no povoado Centro Grande, naquele município.

De acordo com a delegada Maria de Jesus, da Regional de Rosário, as vítimas não correm risco de morte. Todas foram conduzidas para um hospital em São Luís.

O acusado foi detido e levado para a Delegacia Regional, e autuado pela delegada Maria de Jesus, por porte ilegal de arma de fogo e tentativa de homicídio.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

STF enfrentará pauta polêmica em 2012

O STF (Supremo Tribunal Federal) começa 2012 tendo de resolver uma crise institucional que questiona os poderes do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) e com a tarefa de tratar temas espinhosos, como a descriminalização do uso de drogas e o aborto de fetos anencéfalos.

Os ministros sabem, no entanto, que a imagem do tribunal dependerá de apenas um julgamento –o do mensalão.

Em sua reta final, o processo sobre o maior escândalo do governo Lula, revelado pela Folha em 2005, estará nas mãos no ministro revisor da ação, Ricardo Lewandowski.

Recentemente, Lewandowski declarou que alguns crimes imputados aos réus devem prescrever.

Para tentar agilizar o julgamento, o ministro Joaquim Barbosa, relator da ação penal, liberou seu relatório sobre o caso no último dia de trabalho do STF de 2011 e avisou que seu voto está praticamente pronto.

O ministros, porém, só devem se debruçar sobre o tema a partir de fevereiro.

SEGUNDO SEMESTRE

Ministros ouvidos pela Folha avaliam que a análise do caso mensalão, tratado por eles como o mais complexo da história do STF devido ao número de investigados, deverá começar no início do segundo semestre, quando Cezar Peluso já terá passado a cadeira de presidente para Carlos Ayres Britto.

Ayres Britto assumirá o posto em abril e ficará no cargo por menos de um ano, já que completa 70 anos em novembro e deverá se aposentar compulsoriamente.

Mesmo assim, ele quer que o mensalão seja julgado ainda em sua gestão, provavelmente quando a campanha das eleições municipais já estiver em curso.

Fora isso, ele pretende levar ao plenário outros temas polêmicos, como a legalização do aborto de fetos anencéfalos, pronto para ser analisado, e assuntos como as cotas para negros em universidades públicas e a validade da Lei da Ficha Limpa, que poderá impedir já em 2012 a candidatura de políticos condenados pela Justiça.


Da Folha.com


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Candidato de Lisboa está sendo 'fritado' pelo próprio grupo

Blog do Louremar

Almir Carvalho Rosa Júnior é o secretário de Administração da cidade. Foi vice-prefeito no primeiro mandato de Raimundo Lisboa, numa imposição do então prefeito Zé Vieira. 

Ninguém queria mas Zé Vieira via em Almir Júnior o seu único homem de confiança. Bastou se eleger, para que Júnior do Saae, como é mais conhecido, virasse o homem de confiança de quem estava no poder. No caso, Raimundo Lisboa.

Depois da briga dos grupos políticos, foi chamado até de ladrão em público pelo próprio Zé Vieira. Nada que não possa ser esquecido. Hoje estão todos no mesmo grupo. Júnior foi eleito por Lisboa para ser o seu candidato, se não a prefeito pelo menos a vice-prefeito. Depois que Zé Vieira se lançou como candidato a prefeito com as bençãos de Lisboa, ficou mais claro que restava a Júnior o papel de vice.

No afã de se firmar, já fez de tudo, de patrocínio de jogo de peteca até grandes eventos. Junte-se uma péssima assessoria a um candidato fraco e que não tem empatia com o povo e veja no que pode resultar. Para efeito de divulgação ele já usou três nomes: “Almir Júnior”, “Júnior do Saae” e “Dr. Júnior”. Não logrou sucesso.

Cientes disso, alguns integrantes do círculo do poder, não querendo perder a proximidade com o poder, acham arriscado demais continuar apostando no nome de Almir Júnior.

Uma corrente que aumenta a cada dia, já admite lançar o nome do secretário de desportos César Brito. César vive de emprestar dinheiro a juros. Tem muito dinheiro emprestado ao prefeito de Bacabal. Lisboa não tem como pagar e já admite para um grupo seleto a possibilidade dessa composição.Deixaria Júnior do Saae de lado, como fez na última eleição. Na época, ofereceu o cargo de vice-prefeita e outras benesses a Taugi Lago. Júnior soube por terceiros.

Júnior do Saae dá como certo o seu retorno aos bastidores. Os holofotes não conseguiram impregnar a sua pálida imagem o suficiente para brilhar. Diante das articulaões,  o clima é tenso e de desconfiança entre os membros da Adminsitração de Bacabal. Deve piorar à medida que se iniciarem os conchavos para as convenções partidárias de 2012.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Acorda Guerreiro Júnior! TJ-SP investigará gestões anteriores do Tribunal

Folha de S. Paulo

Desembargador Ivan Sartori toma posse no TJ-SP

Novo presidente do TJ-SP, desembargador Ivan Sartori

A nova gestão do TJ (Tribunal de Justiça) de São Paulo vai investigar os pagamentos feitos pelas administrações anteriores para apurar supostos casos de desembolsos ilegais ou feitos de forma privilegiada.

“Já pedi um levantamento para o setor próprio de todos os pagamentos adiantados e pagamentos indevidos. Isso vai ser entregue e eu vou instaurar um procedimento. Vou falar com os colegas, chamar um a um e vamos ver o que eles têm a dizer. Esse procedimento vai andar e nós vamos resolver isso”, disse o novo presidente da Corte, desembargador Ivan Sartori, que tomou posse hoje.

Sartori assume o TJ-SP, para um mandato de dois anos (2012-2013), em meio a uma crise que coloca sob suspeita ao menos 17 de seus membros.

Em uma eleição de dois turnos, ele bateu o atual presidente José Roberto Bedran por 164 votos a 147. O colégio eleitoral é formado por 353 desembargadores. No primeiro turno, Sartori recebeu 148 votos, um a mais que Bedran.

Pela regra do tribunal, para que não houvesse segundo turno, um dos candidatos deveria receber mais da metade dos votos. A norma só vale para o primeiro turno.

A diferença aconteceu porque, no primeiro turno, foram 8 votos em branco, 5 nulos e 45 abstenções. Já, no segundo, foram 3 votos em branco, 2 nulos e 37 abstenções.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Playzinhos fazem arruaça e ameaçam filho de vereador de Carolina

Ao final do Show da Virada em Carolina na madrugada de domingo (1º) uma confusão entre adolescentes acabou em tumulto no estacionamento do Hospital Municipal de Carolina.

Vereador de Colinas José Filho (PSDB)

Vereador de Colinas José Filho (PSDB)

O desentendimento entre o filho do vereador José Filho (PSDB) [foto minutos antes] que conduziu uma Toyota Hilux preta, de propriedade do ex-prefeito de Carolina José Olimpio Barboza e um grupo de adolescentes que conduziam uma Chevrolet Captiva, incentivados por uma senhora apontada com mãe de um deles e visivelmente embriagada, teve início na Rua Aníbal Mascarenhas, próximo à Agência do Banco do Brasil, ao lado da Praça dos Hots, que havia sido reinaugurada horas antes pelo prefeito de Carolina João Alberto Martins Silva.

Em número muito maior, os ocupantes da Captiva, sobrinhos de um segundo sargento da Polícia Militar que também estava passando o Reveillon em Carolina, perseguiram Ícaro Barboza e um amigo por várias ruas do centro da cidade. Ícaro tentou entrar na residência de seu avô na Rua Duque de Caxias, mas pela proximidade da Captiva, optou por continuar a fuga dos ameaçadores, seguindo rumo à Benedito Leite. Antes de chegarem à rua, no cruzamento com a Rua Ricardo Martins, Eliseu dos Santos em alta velocidade bateu com sua moto na Hilux, ficando gravemente ferido.

Naquele momento, a Chevrolet Captiva chocou-se na traseira da Toyota. Sentindo-se ainda ameaçado pelos turistas, Ícaro Barboza dirigiu até o estacionamento do Hospital Municipal. Não se dando por satisfeitos com a confusão criada, os menores da Captiva seguiram-no até lá.

A situação não ficou ainda pior por causa da chegada da viatura da PM, que havia sido acionada pelo 190 por testemunhas que acompanharam a perseguição no centro da cidade.

A equipe do MaranhãoNews que saia da Praça dos Hots, passava pelo local e passou a acompanhar de perto toda a confusão. Naquele momento, o policial Elvis mandava Ícaro Barboza se afastar dos turistas pois um deles ainda sem identificação, mas vestido de camiseta azul, o ameaçava de morte, fazendo gesto com os dedos imitando um revólver – sempre apoiado pela mãe alcoolizada.

A mulher que se apresentou com mãe dos menores turistas, dirigia palavrões impublicáveis e afirmava que não temia o fato de Ícaro ser filho de vereador, mesmo que aquilo não tivesse qualquer vínculo com a briga dos adolescentes. O pai dos garotos, apontado como Dalmo, tentava apaziguar o problema que sua esposa embriagada aumentava a cada momento.

Com a chegada dos pais de Ícaro, o vereador José Filho e a biomédica Valquíria Feitosa, informados da situação por celular de amigos, a mãe dos turistas passou a xingá-los. Completamente bêbada, a mãe dos condutores do Captiva agrediu fisicamente a biomédica, o que provocou uma reação do vereador, impedido por populares e familiares presentes de reagir com força.

Os três policiais da guarnição informaram que os dois veículos envolvidos na confusão seriam encaminhados ao pátio da 2ª Companhia de Policiamento de Carolina. Um dos policiais disse que Ícaro também seria encaminhado à Delegacia – o que acabou não acontecendo.

Desarmado, o vereador José Filho discutiu com os policiais sobre a ida de Ícaro à Delegacia. Nesse momento, o policial Elvis sacou de sua pistola 380, para atirar no vereador – o que felizmente não aconteceu.

A Toyota Hilux ficou apreendida no pátio da PM. Porém, a Captiva, depois de conversa entre o seu proprietário e o comandante substituto – na frente da equipe do MaranhãoNews – foi liberada e o pai dos menores a conduziu para casa, conduzindo-a com a frente danificada pelas ruas cidade tranquilamente por toda a tarde de domingo.

Na manhã desta segunda-feira, 02, os turistas deixaram a cidade como se nada tivesse acontecido. Ícaro Barboza compareceu durante a Delegacia para prestar esclarecimentos à Polícia.

A vítima Eliseu dos Santos foi encaminhada à Imperatriz sob recomendação do secretário de Infraestrutura João Olympio que fosse dado a ele toda a atenção necessária à sua recuperação. (Do Maranhão News)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Membros do grupo Lobão são fortes no governo Roseana Sarney

Blog do Luis Cardoso

Os defensores do nome do ministro de Minas e Energia para a disputa interna no grupo da governadora Roseana Sarney para a eleição de 2014 não são fracos.

O principal articulador é o cunhado de Roseana, o secretário de Saúde, Ricardo Murad, que, além de aliado de Lobão, trabalha para enfraquecer nomes fortes como o do chefe da Casa Civil, Luis Fernando.

Foi da cabeça dele a idéia espalhada por amigos seus de que o ex-prefeito de Ribamar estaria sofrendo um lento processo de desgaste e que iria pedir demissão do cargo. Murad não assimilia até hoje o fato de deixar escapar a presidência da Assembleia Legislativa. E responsabiliza Deus, o mundo e Raimundo pelo fracasso de seu projeto pessoal.

Murad sonha um dia ser governador. E só enxerga essa possibilidade se conseguir do grupo a aceitação de Lobão como candidato único à sucessão da cunhada.

O secretário sabe que sua única chance reside na eleição de Lobão em 2014. E aguardar que possa ser ele o sucessor de Lobão em 2018 ou 2022. Murad, agindo assim, imita o senador José Sarney, que faz política com os olhos voltados para o futuro do grupo.

Lobão tem méritos e apoio da classe política, sendo boa parte dos prefeitos. Mas junto aos deputados estaduais e federais a rejeição derruba o apoio.

A governadora tem preferência declarada por Luis Fernando, embora não tenha dado a ele a autonomia para resolver problemas do governo que afetam diretamente a classe política ou segmentos importantes da sociedade.

Mas o grupo permanece unido e forte em todo o Maranhão. Roseana ganhou a eleição de 2010 no primeiro turno com diferença apertada por causa da rejeição ao seu nome, notadamente da classe política.

Flávio Dino permanece sendo o nome mais forte da oposição para disputar a eleição de 2014, isto se não se atrapalhar agora em 2012. Mas a oposição no Maranhão sempre se divide no início, metade e final do processo eleitoral. Sempre foi assim que o grupo Sarney ganhou as eleições.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Roubo a caixa eletrônico: um preocupante desafio á inteligência policial

Por Milton Corrêa da Costa

Na madrugada do primeiro dia de 2012, sob o barulho causado pela queima de fogos da virada de ano, criminosos tentaram arrombar um caixa eletrônico do Bradesco, no estacionamento do Supermercado Lopes, na região do guia Capão Redondo, na zona sul de São Paulo. Um dos moradores de um dos prédios da região testemunhou a ação dos bandidos. A polícia, ao chegar ao local,  encontrou a porta de vidro do quiosque do caixa destruída, alguns fogos de artifício próximo à máquina e um suposto explosivo fixado no caixa. Há suspeita que tenham levado duas caixas com dinheiro. Uma equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foi acionada e detonou o material explosivo encontrado.

Chegou a quase 150 o número de casos de ataques a caixas eletrônicos ocorridos no horário noturno, na Região Metropolitana de São Paulo em 2011. Foram 62 ações na capital paulista e outras 83 nas demais cidades da Grande São Paulo. Em 102 dos 145 casos, os bandidos utilizaram explosivos. O saldo foi de 45 pessoas presas, várias delas policiais militares, e 14 mortas em confronto com a polícia. O mês de maio foi o que mais registrou esse tipo de crime: foram 31.

Também na madrugada do primeiro deste 2012, dez assaltantes explodiram dois caixas eletrônicos, em Denise, a 208 quilômetros de Cuiabá. Pelo menos 25 pessoas, que estavam em uma lanchonete próxima ao banco, foram feitas reféns. Segundo a polícia, as vítimas foram posicionadas em frente ao banco para que a ação não chamasse atenção. O bando usou dinamite para o arrombamento, mas só havia cheques nos caixas.

Em todo o Brasil foram centenas de casos em 2011. Tal fato pressupõe que a orientação da FEBRABAN para que sejam usados, numa estratégia dissuasória de tal prática criminosa, dispositivos que tornam as notas manchadas ou se incendeiem, após a explosão dos caixas eletrônicos, tem sido inócua ou certamente nem sempre funcione.

Tais fatos coincidem com o roubo de explosivos no Brasil  que cresceu 170% entre os anos de 2009 e 2010 no país, diz o Exército. Em 2010, mais de uma tonelada foi levada por criminosos segundo levantamento do Exército, força militar responsável pelo controle de armas e explosivos no país. A carga é usada principalmente para ataques a caixas eletrônicos, segundo a polícia. Conforme o relatório do EB, no total, 1,06 tonelada de emulsão de nitrato de amônia e de dinamite foi roubada ou furtada de pedreiras e obras em sete estados brasileiros no ano de 2010, e não foi recuperada. São estes explosivos, segundo autoridades policiais, que estão sendo usado para explodir caixas eletrônicos em todo o país.

O perigo, a meu ver, é que não está descartado o emprego de tais artefatos em ataques do narcoterrorismo no país para outros alvos e objetivos definidos. É preciso estar alerta para tal possibilidade.

A quantidade de emulsão e dinamite levada pelos criminosos em 2010  foi 170% maior do que a de 2009, quando foram furtados ou roubados 392quilos, segundo o Exército. Os dados, segundo o Centro de Comunicação Social da instituição, são da  Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, órgão subordinado ao Comando de Logística do Exército Brasileiro.

CIDADES ONDE HOUVE FURTO DE EXPLOSIVOS EM 2010

Vespasiano Correa (RS), Pelotas (RS), Eldorado do Sul (RS), Gravataí (RS), Nova Roma do Sul (RS), Luminárias (MG). Campo Belo (MG), Sengés (PR), Siderópolis (SC), Forquilhinha (SC), Arapiraca (AL), Maceió (AL), Morrinhos (GO), Ariquemes (RO), Cacoal (RO)

Fonte: Exército

Conforme o relatório do Exército, além da tonelada de emulsão e dinamite, outros 11,7 quilômetros de cordel detonante também foram furtados em 2010, além de 568 espoletas ou detonadores. Para se ter uma ideia do que representa a quantidade de explosivos em poder dos criminosos, para implodir em 2002 o prédio que abrigava a penitenciária do Carandiru, na Zona Norte de São Paulo, o governo divulgou ter usado 250 quilos de emulsão.

As maiores quantidades foram furtadas nos estados de Rio Grande do Sul(373 kg de emulsão) e Alagoas (300 kg)em 2010. O levantamento não inclui as duas toneladas de emulsão roubadas em uma rodovia da capital paulista em setembro do ano passado, pois a carga foi recuperada pela polícia. Não há ainda relatório com os dados de roubo de explosivos no ano de 2011.

O delegado Antônio Barros, gestor do Departamento de Repressão a Crimes Patrimoniais de Pernambuco, e que investiga a série de ataques a caixas eletrônicos no estado, qualifica o uso de explosivos para arrombar caixas eletrônicos como “uma nova modalidade criminosa que vem se instalando pelo país, principalmente no Nordeste”. Os explosivos usados nos ataques são roubados de pedreiras e obras.

O Delegado Antônio Barros lembra que “estes explosivos são roubados normalmente de pedreiras ou obras em estradas. Alguns criminosos usam os explosivos sem terem conhecimento e acabam destruindo as agências. Outros pesquisam na internet e vão testando a quantidade até acertar. É um crime que está estourando em todo o Brasil” afirma o delegado.

Em Pernambuco, a polícia prendeu em março do ano passado quatro suspeitos de assaltos escondidos em um sítio de Limoeiro, onde também foi localizada uma carga de explosivos. A Polícia Federal diz ter detido em 2011 o suspeito de comandar a série de ataques em Alagoas e Pernambuco: José de Arimatéia Rodrigues de Lima, conhecido como Ari Soldado, de 29 anos, é apontado como o chefe da quadrilha. Segundo a Polícia Federal, ele era responsável por aliciar funcionários de pedreiras, de onde os explosivos eram desviados ou roubados, e também fixar as cargas detonadoras nos caixas eletrônicos.

Em recente depoimento, ao computar os resultados da ação conjunta, entre junho e dezembro de 2011, nas fronteiras brasileiras, entre integrantes das Forças Armadas e das Polícia Federal e policiais estaduais, o Ministro da Defesa, Celso Amorim, declarou que durante a ação repressiva e de fiscalização, foram aprendidos 8 mil quilos de explosivos e agrotóxicos, não tendo sido divulgado especificamente o montante de explosivos apreendidos.

Há, portanto, por quase todo o país quadrilhas especializadas em explodir e roubar caixas eletrônicos onde quer que se encontrem. Ou seja, há em mãos de perigosos delinquentes quantidade considerável de artefato de guerra de alto poder de destruição. A questão deve preocupar cada vez mais as autoridades policias e dirigentes de bancos que precisam, com dados da inteligência policial, desenvolver mecanismos de defesa mais eficazes para frear o perigo iminente.

No caso específico do Rio de Janeiro, com a dura repressão e enfraquecimento do poder do narcotráfico, nada garante que perigosos marginais da lei migrem doravante para tal tipo de prática criminosa. O preço da paz social será neste caso a eterna vigilância. Que sejam tomadas as necessárias medidas legais de prevenção. A melhor estratégia será a ação proativa do aparelho policial antecipando-se à preocupante prática criminosa. Mãos à obra antes que seja tarde.

Milton Corrêa da Costa é coronel da reserva da PM do Rio de Janeiro


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Morre o radialista Manezinho do Rádio

Faleceu no sábado, 31, de dezembro, o radialista Manezinho do Rádio no Hospital Djalma Marques, em São Luís.

Manezinho morreu aos 61 anos. O radialista se consagrou no ‘Programa do Manezinho’. O comunicador era natural de Vitória do Mearim.

O corpo do radialista foi velado no bairro do Sacavém, na tarde de ontem, 01, em sua residência.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.