Poder

Filho do deputado Cesar Pires é sequestrado em São Luís

Imirante

O filho do deputado estadual Cesar Pires foi sequestrado na tarde desta segunda-feira (8). Segundo as primeiras informações, o empresário Cesar Filho foi abordado por dois homens armados quando estava estacionando o seu carro para ir ao seu escritório no centro de São Luís.

A secretária de Cesar Filho viu a ação dos bandidos e acionou a Polícia Militar, que logo saiu em busca dos sequestradores e começou uma perseguição.

Na perseguição houve trocas de tiros e os bandidos acabaram batendo o veículo em um poste, próximo ao Planta Tower, no Renascença. Segundo o Centro Integrado de Operações de Segurança (Ciops), a polícia conseguiu prender os sequestradores, que estão sendo encaminhados para a Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic). O filho do deputado não sofreu nenhum dano físico.

Em entrevista a rádio Mirante AM, Cesar Filho disse que chegou a ficar rodando cerca de uma hora pela cidade com os bandidos, que o obrigaram a sacar R$ 1 mil.

No local da colisão do veículo, formou-se um grande engarrafamento nos dois sentidos da Avenida Colares Moreira. Agentes da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) já estão no local organizando o fluxo dos veículos. O veículo ainda não pôde ser tirado do local, pois o poste atingido corre o risco de cair. Está sendo aguardada a chegada da Cemar.

O deputado Cesar Pires ainda não foi informado sobre o sequestro-relâmpago do seu filho, pois se encontra em São Paulo passando por um processo cirúrgico.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Judiciário

Fábio Capita ganha habeas corpus

O desembargador Froz Sobrinho concedeu liminar em habeas corpus em favor do capitão da Polícia Militar Fábio Aurélio Saraiva Silva, o “Fábio Capita”, preso há oito meses acusado de ter fornecido a arma que assassinou o jornalista Décio Sá, em abril de 2012.

A defesa de Fábio Saraiva ajuizou pedido de liberdade provisória na 1ª Vara do Tribunal do Júri da Capital, que foi denegada na última sexta-feira (5), motivando a impetração de habeas corpus junto ao plantão do TJMA, nesse final de semana.

A negativa da liberdade provisória foi fundamentada na conveniência da instrução criminal, com o entendimento de que a manutenção da prisão seria necessária para evitar qualquer interferência indevida sobre testemunhas.

Para Froz Sobrinho, esse argumento não se justifica, uma vez que o acusado não tem razão para intervir sobre qualquer testemunha, na medida em que nenhuma delas fez menção ou imputação ao seu nome nos depoimentos.

A única testemunha que teria mencionado o nome de Fábio Capita – e que foi dispensada pelo Ministério Público estadual após se retratar em depoimento – relatou tê-lo visto por duas vezes no sítio do acusado “Júnior Bolinha”. Segundo o desembargador, o fato nunca foi negado pelo capitão, que confirmou amizade e proximidade entre sua família e de “Júnior Bolinha”.

As perícias feitas na arma encontrada em um morro da Avenida Litorânea confirmaram ter sido a mesma que assassinou Décio Sá, contudo foram conclusivas no sentido da impossibilidade de determinar a numeração de série da pistola. Além disso, documento da PMMA informou que o modelo da arma não é utilizado pela corporação no Estado.

O desembargador ressaltou o enquadramento do policial nos requisitos favoráveis à concessão das medidas alternativas da Lei nº 12.403/2011, sendo primário, possuidor de bons antecedentes, residência fixa, família constituída e emprego definido.

“A prisão cautelar tem que se fundar em fatos plausíveis, concretos, não podendo estar embasada em conjecturas, sob pena de fragilizar a garantia do próprio instituto da prisão provisória, que somente pode ser utilizada excepcionalmente”, frisou o magistrado.

A decisão substituiu a prisão de Fábio Capita pelas medidas cautelares de comparecimento periódico em Juízo para justificar atividades laborais; proibição de ausentar-se da comarca sem autorização judicial; recolhimento domiciliar no período noturno e proibição de manter contato com quaisquer das pessoas apontadas como envolvidas no crime e testemunhas arroladas.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Política

Reforma da Câmara Municipal de Viana custou quase R$ 50 mil reais

Mais de um mês após a assinatura da Ordem de Serviço do anexo que abriga os gabinetes dos vereadores, a Câmara de Viana fez contrato com a Novatec Construções e Comercio, para a conclusão das obras no espaço.

O local segue com poucos operários da empreiteira que trabalham a baixo vapor para tentar adequar as salas, mesmo já iniciadas as sessões legislativas.

Nos corredores, operários lutam contra o tempo para ajeitar fiações expostas e sujeira no chão.

A licitação se valeu para reforma da estrutura no prazo de 120 dias e custou quase R$ 50 mil dos cofres públicos da Casa.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

No Maranhão, áreas indígenas são dizimadas por desmatadores

O Maranhão abriga um cenário desolador na Amazônia Legal. O estado, que desmatou 71,28% de sua floresta original, pondo abaixo 105.195 km² de árvores, tem pelo menos 13 municípios vivendo de eliminar o que deveriam preservar.

Pior, boa parte da mata que está sendo devastada ou é explorada ilegalmente tem dono: os índios. As terras indígenas, que por lei são de proteção integral, equivalem a 52% dos 42.390 km² de floresta ainda restantes no estado. O Maranhão tem 17 terras indígenas, onde vivem 26.062 índios, segundo o Censo de 2010. Dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) mostram que 13% das áreas indígenas no estado foram desmatados.

Amarante do Maranhão é uma espécie de símbolo dessa destruição. À margem das terras indígenas Governador e Arariboia, o município se acostumou a viver principalmente dos bens da floresta. Já fez riqueza com a exploração do jaborandi, espécie vegetal disponível apenas no Brasil. É famosa na cidade a história de “Nonato da Folha”, que enriqueceu como atravessador na venda de folhas de jaborandi, daí o sobrenome. Um dos livros da série “Aconteceu, povos indígenas do Brasil”, publicada pelo Centro Ecumênico de Documentação e Informação (Cedi) na década de 80, relata que, por mais de 13 anos, as folhas dessas árvores foram retiradas e destinadas a um laboratório alemão, que extraía dela a pilocarpina, um vasodilatador natural usado na fabricação de colírios.

Ainda hoje, índios mais velhos da terra indígena Arariboia lembram que não só folhas eram arrancadas, mas árvores inteiras iam abaixo, para que a extração fosse acelerada. Da quantia paga aos índios ao valor de embarque nos navios, o preço aumentava pelo menos oito vezes. Depois, houve o apogeu da extração de madeira e o interesse por outras substâncias, entre elas o óleo de copaíba, poderoso antibiótico da mata, usado em remédios anti-inflamatórios.

Sede de dezenas de serrarias e de fábricas de móveis, portas e janelas em madeira natural, Amarante do Maranhão viu a floresta acabar fora da área indígena e avançou sobre a reserva, cooptando índios em troca de R$ 50 ou R$ 100 por caminhão — cada um levando quase uma dezena de toras por vez. No início deste ano, líderes dos índios gaviões, da terra indígena Governador, decidiram dar um basta à invasão e apreenderam quatro veículos carregados. Inconformados, moradores formaram uma barricada de fogo na cidade, na tentativa de impedir que a Polícia Federal levasse os caminhões e as toras apreendidas. Mesmo sob ameaça da fiscalização, seis serrarias funcionam no município.
— Aqui agora só circula dinheiro de aposentado, do Bolsa Família e de funcionários da prefeitura. O setor de madeira está em crise — conta desolado um comerciante da cidade, que não quer se identificar.

A outra atividade econômica relevante em Amarante do Maranhão é a criação de gado, que pouco emprego gera no município de 37 mil habitantes. Só dois peões dão conta de um rebanho de mil bois. Segundo o Ministério Público Federal no Maranhão, a situação não difere muito nos demais municípios da lista, todos vizinhos ou muito próximos a terras indígenas: Centro do Guilherme, Itinga do Maranhão, Grajaú, Barra do Corda, Jenipapo dos Vieiras, Buriticupu, Arame, Bom Jesus das Selvas, Centro Novo do Maranhão, Zé Doca e Santa Inês.

A diferença está no nível de degradação da floresta. Enquanto a mata de maior valor já foi abaixo em Amarante do Maranhão, na região mais ao Norte do estado, próxima à terra indígena Alto Turiaçu, onde fica a maior área contígua de floresta do estado, ainda prospera a venda de madeira mais nobre, com corte seletivo e rentabilidade mais alta.

Propina para liberar a entrada de caminhões

Mesmo tendo destruído a maior parte de sua mata nativa, a extração de madeira em toras no Maranhão segue expressiva. A pesquisa Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura do IBGE, mostra que, em 2011, o Maranhão produziu 174.073 metros cúbicos, dos quais 26% saíram justamente dos 13 municípios vizinhos às terras indígenas.

Grajaú foi o maior produtor de carvão em 2011. No ranking dos 20 maiores produtores do país estão Barra do Corda e Centro Novo do Maranhão. O problema é que parte da madeira que vira carvão sai das áreas protegidas. Basta percorrer as terras indígenas para ver dezenas de ramificações de estradas abertas por madeireiros. ( O Globo ).


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Assaltante é morto após saidinha bancária frustrada


Um assaltante foi assassinado na Avenida São Luís Rei de França no Turu. O caso ocorreu na porta do Banco do Brasil, que fica ao lado do Posto Natureza.

O homem que ainda não foi identificado tentou assaltar um cliente que saia da agência e terminou sendo desarmado pela vítima.

Com a arma do assaltante,o cliente atirou e matou o assaltante.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Deu no Fantástico: Bacabal não tem bombeiros e usa fezes para apagar incêndios

incêndio em vulcanizadora

incêndio em vulcanizadora

O programa Fantástico da Rede Globo exibiu neste domingo (7), uma reportagem sobre a deficiência do Corpo de Bombeiros em vários estados do Brasil.

O município de Bacabal, cidade distante há 250 quilômetros da capital foi citada logo no início da reportagem, por não possuir Corpo de Bombeiros e que por duas vezes foi necessário utilizar um caminhão limpa-fossa para apagar incêndios.

Os incêndios apagados por fezes aconteceram em dezembro de 2011, quando um depósito de reciclagem pegu fogo e em outubro de 2012 quando uma empresa de pneus incendiou.

Segundo o estudo do governo federal, acontecem, em média, 200 mil incêndios por ano no Brasil.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Fábio Câmara promete desmascarar a Saúde do município

Blog do Luis Pablo

O vereador Fábio Câmara (PMDB) vai surpreender amanhã, dia 8, o plenário da Câmara Municipal de São Luís com um pacote de denúncias que tem contra a Secretaria Saúde.

Câmara informou ter um catatau de documentos que comprometem a atual administração.

E mais: promete cobrar relatório dos 90 dias que a secretaria saiu do estado de direito e ficou no estado de exceção.

O peemedebista tem, por exemplo, denúncias fortíssimas contra o Socorrão I e II, inclusive, de desvios de recursos do SUS.

“É lamentável que uma gestão que entrou pregando mudanças continue com as mesmas praticas de quem dele criticava”, disse o vereador.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Funcionário do Bradesco é assassinado após sequestro

Do Imirante

Jether Johan Coelho Martins, funcionário do banco do Bradesco do João Paulo foi encontrado morto por volta das 2 horas da manhã deste domingo, 7. A vítima foi sequestrada na porta de sua casa por volta das 20h de sábado, 6.

Os sequestradores levaram a vítima em seu carro fiesta que foi abandonado depenado e encontrado no bairro do Maiobão. Já o corpo de Jether Johan Coelho Martins foi encontrado na Vila Kiola com um tiro na nuca.

Ainda segundo informações da rádio Mirante AM a filha da vítima estava em casa na hora da ação e viu tudo. A família não soube informar se a vítima teria inimigos visto que era uma pessoa muito querida por todos. Além de trabalhar no Bradesco, Jether Johan era poeta e já publicou dois livros.

A polícia está investigando o caso.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Maranhão

Sucesso de vendas primeiro leilão de 2013 do Detran-MA

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) e a Vip Leilões comemoram o sucesso de vendas dos 59 lotes de veículos, entre motos, carros e sucatas que foram a leilão na manhã deste sábado (06/04) na sede da Vip Leilões, no Km 07 da BR-135, que teve aproximadamente uma hora e meia de duração.

André Campos, o leiloeiro Vicente Paulo e o presidente da comissão de leilão do Detran, Dilson Beckman.

André Campos, o leiloeiro Vicente Paulo e o presidente da comissão de leilão do Detran, Dilson Beckman.

Esse foi o 1º leilão do tipo maior lance do ano de 2013 e os bens já leiloados, foram apreendidos e recolhidos por mais de 90 dias nos pátios do Detran-MA em São Luis e na Ciretran de Imperatriz e não foram reclamados pelos seus proprietários, conforme o que determina o artigo 328 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Os veículos leiloados serão entregues nas condições em que se encontram, sendo que antes do leilão aconteceu um período de visitas e reconhecimento dos carros, motos e sucatas.

“Sempre participo dos leilões do Detran-MA pois tem carros bons e os preços são acessíveis, uma boa oportunidade de fazer negócio!”, destacou Manoel Alves, 40, que trabalha em restaurante e nas horas vagas participa dos leilões que segundo ele também é uma diversão.

O Diretor Geral do Detran-MA, André Campos acompanhou pessoalmente a realização do leilão, feito pelo leiloeiro oficial do Estado do Maranhão, Vicente Paulo que também apresentou ao diretor todo o moderno sistema on line do leilão transmitido em tempo real pela internet, onde os clientes interessados podem apresentar seus lances aos bens e muitos foram arrematados pela internet.

Muita gente aproveitou a manhã de sábado para participar do leilão do Detran.

Muita gente aproveitou a manhã de sábado para participar do leilão do Detran.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Irmãos estão desaparecidos na Praia de Panaquatira

IDifusora

No início desta tarde de sábado (06), um acidente por afogamento foi registrado na Praia de Panaquatira, localizada no município de São José de Ribamar, distante há 32 quilômetros da capital.

Por volta das 12h, um pescador identificado por Vanderlei dos Santos levou os filhos Ruan Carlos Rodrigues dos Santos de 9 anos e  José Alysson Rodrigues dos Santos  de 11 anos para acompanhar a sua atividade em alto mar.

Em meio a pesca, a maré começou a encher.  Sem tem o que fazer, o pai deixou as crianças no meio das pedras apenas com a rede de pesca e nadou até a beira do mar para pedir socorro, já que as fortes ondas impossibilitaram ele de retornar .

Após conseguir ajuda, ele retornou ao local que tinha deixado os filhos. Chegando no local percebeu que as crianças tinham sumido e que consequentemente eles teriam desparecido em meio as águas.

O cononel Wibirajá Figueiredo, comandante do Grupamento de Atividades Técnicas (GAT), explicou o perigo desses tipos de acidentes na região. “ A praia de Panaquatira é perigosa para atividade pesqueira. Pescadores inexperientes  e com barcos impróprios não percebem que a maré enche da beira para o meio, o que acaba deixando o barco “ encurralado” no meio das fortes ondas, disse.

Por volta das 15h, o Grupamento Tático Aéreo (GAT) e o Grupamento de Bombeiros Marítimo (GBMAR), iniciaram as buscas pelas vítimas e ao anoitecer foram encerradas e retornarão na manhã de domingo (7).

A família é moradora da Avenida São José, Vila Roseana em São José de Ribamar.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.