Poder

Candidato ficha-suja de Bacuri é cassado pela Justiça Eleitoral

foto-3-roseana-entrega-estrada-bacuri-apicum-acu-foto-handson-chagas

Membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA) cassou novamente o registro de candidatura de Washington Luis de Oliveira (PDT), o Dr. Washington, nesta segunda-feira (19). Ele foi o candidato do município de Bacuri mais votado nas eleições de 2016

A decisão dos juízes foi unânime, tendo os votos vencidos os juízes Ricardo Felipe Rodrigues Macieira e Kátia Coelho de Sousa Dias. A determinação ainda cabe recursos por parte do pedetista no Tribunal Superior Elitoral (TSE), caso ele não consiga reverter a sentença, terão novas eleições em Bacuri.

“ACORDAM os Membros do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão em, unanimemente, CONHECER e, por maioria, DAR PROVIMENTO AO RECURSO, nos termos do voto do Juiz Relator. Vencidos os Juízes Ricardo Felipe Rodrigues Macieira e Kátia Coelho de Sousa Dias.” , decidiu a Corte Eleitoral.

Washington teve as contas rejeitadas Tribunal de Contas do Estado, e pela Câmara dos Vereadores de Bacuri, portanto é considerado ficha-suja.

No dia 14 de outubro, o candidato havia conseguido reverter no próprio TRE a decisão de primeiro grau que culminou com o indeferimento do registro e se manteve como prefeito eleito. Mas, o desembargador Bayma Araújo derrubou todas as liminares, nas quais estavam permitindo que Washington assumisse o comando da Prefeitura de Bacuri em janeiro de 2017.

Leia também:

No Maranhão, juízes eleitorais validam votos de candidato ficha suja


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

No Maranhão, juízes eleitorais validam votos de candidato ficha suja

washington

O Maranhão há tempos não é representado de forma coerente pelos membros da Corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA). O motivo são as decisões escandalosas que saem de lá, como por exemplo o último despacho, que foi proferido na manhã desta sexta-feira (14).

Integrantes do TRE-MA decidiram de forma absurda validar os votos do candidato a prefeito de Bacuri, Washington de Oliveira (PDT), que teve a sua candidatura indeferida às véspera das eleições municipais, mas como entrou com recurso e o apelo ainda não tinha sido julgado, ele pôde concorrer ao pleito.

Porém, o ex-prefeito não poderia nem se candidatar ao cargo público, afinal teve as suas contas reprovadas pela Câmara dos Vereadores do município e de acordo com a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), o candidato está inelegível. (Reveja)

Entretanto, em um julgamento contraditório, os membros da Corte ignoraram a Lei e decidiram unanimemente validar os votos do ex-gestor de Bacuri, que é ficha suja.

Votaram a favor do deferimento da candidatura de Washington, o juiz eleitoral Eduardo José Moreira, o vice-presidente do TRE-MA, o desembargador Raimundo Barros, o juiz Sebastião Bonfim e o jurista Daniel de Farias. Tiveram os votos vencidos os juízes Ricardo Felipe Rodrigues Macieira e Kátia Coelho de Sousa Dias.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.