Política

Aniversário de Vitorino Freire vai custar quase R$ 100 mil

Prefeito Zé Leandro

Prefeito Zé Leandro

De fato, a crise que assola o país não passa nem perto de algumas pessoas, que dirá da administração de alguns municípios.

A exemplo da cidade de Vitorino Freire, que comemorará 64 anos de emancipação política e gastará exatos R$ 98.000,00 com as festividades. A beneficiada será a empresa AP Oliveira Sousa e Cia Ltda, que durante cinco dias fará valer a pena o investimento.

O prefeito, Zé Leandro, já esteve envolvido em diversos escândalos, como fugir da câmara durante protesto de professores para não pagar salários atrasados e por fechar contratos milionários com uma empresa de fachada, entre outros.

Que as comemorações não lhe tragam novas dores de cabeça.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Irmão de vereador é executado em Vitorino Freire

Manoel Sousa é irmão do Vereador Antônio Barros (PSB)

Manoel Sousa é irmão do Vereador Antônio Barros (PSB)

Dois homens em uma moto assassinaram Manoel Alves de Sousa, de 51 anos, na noite de ontem (13), por volta das 20h30, em Vitorino Freire.

Manoel foi alvejado com sete tiros no bairro Vila Nova, dentro da própria residência. O irmão do vereador ainda tentou fugir logo após os primeiros disparos. O Assassino o seguiu e efetuou o último disparo na cabeça, quando ele já estava dentro de casa.

A ação foi presenciada pela esposa da vítima, que estava sentada na sala quando o marido e os criminosos passaram correndo. Manoel deixou um bebê com 17 dias de nascido.

Acredita-se que o assassinato tenha sido um acerto de contas. E a suspeita é de que os bandidos sejam os mesmos que assassinaram o filho de Manoel ano passado. Populares afirmaram que Manoel estava planejando uma vingança contra a morte do filho.

A polícia ainda não tem o paradeiro dos assassinos, mas está investigando o caso.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Crime

Polícia Federal investiga cartório de Vitorino Freire

A Polícia Federal do Maranhão deu início a investigação do esquema de falsificação de procurações em cartório no Maranhão. Até agora somente uma pessoa foi presa, o advogado Paulo Roberto da Silva Chagas, de 26 anos.

Ele é acusado de efetuar um saque de R$ 200 mil no ano passado e quando tentou realizar outro no valor de R$ 47 mil nesta semana na agência da Caixa Econômica Federal, foi preso em flagrante.

De acordo com informações, a PF está inevstigando o cartório da cidade de Vitorino Freire, do qual emitia as procurações para o recebimento de precatórios em nome de defuntos.

Agentes federais estão na cidade de Vitorino Freire e podem efetuar prisões nos próximos dias.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Vitorino Freire pode ter concurso público suspenso

A Promotoria de Justiça da Comarca de Vitorino Freire ajuizou, nesta semana, Ação Civil Pública contra o município e o Instituto Graça Aranha LTDA, pedindo a suspensão por 45 dias do concurso público para cargos da prefeitura, a ser realizado nos dias 31 março e 1ºde abril de 2012. Propôs a manifestação ministerial o promotor de Justiça Henrique Helder de Lima Pinho, que responde pela comarca. O município de Vitorino Freire fica localizado a 300km da capital.

Ainda como medida liminar, foi solicitada a publicação de um novo edital estabelecendo um prazo de 32 dias para que os candidatos peçam o ressarcimento dos valores da taxa de inscrição. Em caso de descumprimento, está prevista multa de R$ 50 mil para cada réu.

Também foi solicitada a condenação dos réus ao pagamento de danos moral e material homogêneos (somatório dos danos material e moral de cada candidato), soma que deverá ser paga individualmente, e ao pagamento de dano moral coletivo, cuja importância deverá ser revertida ao Fundo da Defesa de Direitos Difusos.

O Ministério Público do Maranhão (MPMA) apurou que o edital do concurso, publicado em 19 de janeiro de 2012, anunciou remunerações bastante atraentes se comparadas com a média dos salários pagos em outros municípios do estado. Por exemplo: enfermeiro auditor (R$ 7.530), procurador do município (R$ 7.530) e geógrafo (R$ 2.800). As remunerações anunciadas atraíram um grande número de inscritos.

De acordo com o edital, a empresa contratada para realizar o concurso receberá o valor total arrecadado com as inscrições pelos serviços prestados.

Mas, no mês seguinte à publicação do edital, foi aprovada e sancionada a Lei nº 001/2012 que disciplinou a remuneração dos cargos públicos, em consonância com os limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Os valores salariais, portanto, tornaram-se bem inferiores aos previstos no edital do concurso.

“Imediatamente, os candidatos sentiram-se ludibriados, acreditando que houvera má-fé da empresa organizadora, que teria divulgado remunerações extraordinárias com o intuito de atrair um elevado número de inscritos e abastecer os cofres da empresa organizadora”, relatou o promotor de Justiça na ação.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.