Poder

Condenada a estudante acusada de discriminação contra nordestinos no twitter

A estudante Mayara Petruso, que ficou famosa por ter perpetrado preconceito contra nordestinos através de sua conta no Twitter foi CONDENADA pela Justiça Federal, em ação movida pelo Ministério Público Federal. Ela foi condenada a 1 ano, 5 meses e 15 dias de reclusão. A pena foi convertida em prestação de serviço comunitário e pagamento de multa. A decisão é da 9° vara de Crimes Federais de São Paulo.

Logo após à divulgação do resultado das eleições presidenciais, Mayara responsabilizou o povo do Nordeste pela vitória de Dilma Rousseff (PT). “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP: mate um nordestino afogado!”, escreveu a estudante no microblog.

Que isso sirva de lição para todos os preconceituosos. PRECONCEITO É CRIME, e nós da  nação nordestina somos totalmente contra qualquer tipo de discriminação, seja contra nosso povo ou não. (R7 Portal)


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.