Poder

Clubes brasileiros se unem pela Chapecoense e vão emprestar atletas

cc

Clubes brasileiros se uniram e publicaram nota oficial em conjunto para, além de manifestar pesar pela tragédia com a delegação da Chapecoense, também oferecer ajuda com empréstimo gratuito de atletas e solicitar à CBF que a equipe catarinense fique imune ao rebaixamento pelas próximas três temporadas.

Coritiba, Corinthians, Palmeiras, Portuguesa, Santos e São Paulo divulgaram nota no início desta terça-feira, e há expectativa de que outros clubes também venham a aderir ao movimento, como o Grêmio.

Num vídeo divulgado em seu site oficial, o Cruzeiro, através de seu presidente, Gilvan de Pinho Tavares, também se coloca à disposição para emprestar jogadores à Chape.

– Nós estamos tristes, sentidos com essa tragédia, mas haveremos de ajudar. Trabalhando unidos, nós, presidentes de clubes do futebol brasileiro, para ela voltar com galhardia a disputar as competições do futebol brasileiro. Estou propenso a conversar com os outros clubes para que desenvolvamos um projeto para emprestarmos jogadores de bom nível para que eles possam disputar as competições de 2017 – disse Gilvan, em vídeo.

Paralelamente a isso, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) planeja incluir a Chapecoense na Libertadores e na Recopa de 2017.

Na madrugada desta terça-feira, a aeronave que levaria a delegação da Chapecoense à Colômbia para a final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, caiu antes de chegar a Medellín.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Mãe de Ananias é hospitalizada duas vezes após saber sobre tragédia

Globo Esporte, MA

casadeananias1_qc7e1ve

A mãe do jogador Ananias foi hospitalizada por duas vezes, na manhã desta terça-feira (29), depois que soube da morte do filho por conta da queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense para a Colômbia. Depois das 10h, a mãe de Ananias retornou à residência onde foi amparada por parentes e amigos. Um tio do jogador diz que os parentes esperam um comunicado oficial do clube para tratar com a esposa do atleta, que mora em Chapecó-SC com o filho do casal, sobre velório e sepultamento.

Paulo de Aruanda, que foi escolhido pelos parentes para falar com a imprensa, é casado com uma tia do jogador e revelou que a família tomou conhecimento do acidente por um telefonema.

– O acidente foi pela madrugada e nós recebemos uma ligação dizendo que tinha acontecido isso com o avião da Chapecoense. Na hora, fui buscar mais informações. E nossa esperança era que ele nem tivesse embarcado. Agora, nossa tristeza é a tristeza de todo país. Por isso, nos solidarizamos com as demais famílias que perderam pessoas queridas também – explicou Aruanda, que revelou ainda que uma irmã do jogador está grávida.

A família residia na Cidade Operária, em São Luís, mas depois mudou para São José de Ribamar, cidade que fica na Região Metropolitana de São Luís. Na casa, parentes e amigos se reuniram neste momento de dor profunda.

Nascido na capital maranhense, Ananias tinha 27 anos. A morte dele foi confirmada pelas autoridades colombianas, na madrugada desta terça-feira (29). O avião transportava a delegação da Chapecoense-SC para Medelín, na Colômbia, para o primeiro jogo da final da Copa Sul-America, nesta quarta-feira (30), contra o colombiano Atlético Nacional. O jogo foi cancelado pela Conmebol.

27354222544_b253a4b520_o

Diego Renan, que jogou em 2016 pelo Moto Club, disse que ‘o coração sangra por essas perdas’, fazendo referência ao amigo Ananias e às demais vítimas da tragédia.

– Sem palavras para descrever esse momento inacreditável. O coração sangra por essas perdas. Meu irmão e amigo de infância, Ananias, você faz parte da minha história. Meu Deus dê o sustento e o conforto a todos os familiares – disse o jogador que esteve na casa da família na manhã desta terça-feira, no bairro da Cidade Operária, em São Luís.

Ananias nunca jogou em um time do Maranhão. Logo cedo saiu do estado e se formou nas categorias de base do Bahia. Durante esse período conheceu outro maranhense, que também estava fazendo sua base fora do Maranhão, Paulo Sérgio à época jogava pelo Internacional-RS.

– Muito triste com isso tudo. Conheci o Ananias quando ele jogava pelo Bahia e eu pelo Inter, ainda nas categorias de base. Era um irmão nosso que tinha saído da Cidade Operária. A gente sai para trabalhar e não sabe se volta. Foi isso que aconteceu. Agora é orar bastante e pedir força a família, a mãe do Ananias que deve estar sofrendo muito – declarou o zagueiro, que está em viagem para Brasília.

Ananias Eloi Castro Monteiro faria 28 anos no dia 20 de janeiro de 2017. Ele fez toda a base no Bahia e depois de jogar pelo profissional do próprio Tricolor, seguiu para Portuguesa, Cruzeiro, Palmeiras e Sport, antes de chegar à Chapecoense.

Manifestações na internet

Nas redes sociais, o governador do Maranhão, Flávio Dino, se solidarizou com as vítimas, em especial com Ananias. “Lamento profundamente tragédia com atletas e jornalistas brasileiros. Minha solidariedade às famílias, especialmente a do maranhense Ananias”, publicou.

Da mesma forma, os dois grandes clubes do estado manifestaram solidariedade com a Chapecoense. Moto e Sampaio mudaram os tons coloridos de seus escudos e em sinal de luto ficaram com as imagens em preto e branco. O Moto manteve seu escudo, já o Sampaio deu espaço para a marca da própria Chapecoense.
Este ano, quando do acesso dos times da Série D para a Série C, a Chapecoense publicou felicitações aos quatro times que conseguiram o feito, entre os quais o Moto Club.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Em vídeo publicado nas redes sociais, atacante maranhense celebrou campanha do time

chapeco

Em sua última postagem no Instagram, feita há quatro dias, o atacante maranhense Ananias mostra um pouco do clima vivido pela Chapecoense nas últimas semanas. Nas imagens, Ananias aparece feliz ao lado de companheiros da equipe comemorando.

Ele foi uma das vítimas do acidente com o avião do time de Santa Catarina, na madrugada desta terça-feira (29), quando a delegação seguia para Medellín, na Colômbia. Finalista da Copa Sul-Americana, o time catarinense viajava para jogar a partida de ida da decisão contra o Atlético Nacional.

Ananias aparece sorrindo, muito animado e cantando “Vamo, vamo, Chape!”. Este foi o última postagem dele na rede social antes da tragédia.

Deus é tão Maravilhoso. É um prazer guerrear ao te lado,te amo irmão!!!!! @val_e_gil #chape#estamosnafinal#gloriaaDeus

A video posted by Ananias Monteiro (@ananias_oficial) on


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Imagens mostram os destroços do avião que levava delegação da Chapecoense para Medellín

1633467

As autoridades colombianas confirmaram a morte de 76 pessoas no acidente aéreo com a delegação da Chapecoense na madrugada desta terça-feira (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. Ainda não há confirmação oficial do nome das vítimas.

Inicialmente o general José Acevedo Ossa, membro da polícia local e responsável pelo resgate, e o prefeito de Medellín, Federico Guitiérrez Zuluaga, divulgaram um total de 75 mortos. Posteriormente, porém, o corpo de bombeiros divulgou que mais uma pessoa foi retirada com vida dos destroços e encaminhada ao hospital: o zagueiro Neto. Danilo, que tinha sido resgatado com vida, morreu no hospital.

“Milagres existem. Temos que tirar todos da aeronave. Encontramos mais uma pessoa viva na aeronave”, disse um dos bombeiros envolvidos, sobre o resgate de Neto.

Além do zagueiro, outras seis pessoas sobreviveram à tragédia. Três deles são jogadores da Chapecoense: o lateral esquerdo Alan Ruschel, além dos goleiros Danilo e Follmann. O jornalista Rafael Henzel e a comissária de bordo Ximena Suarez também foram resgatadas com vida. As informações são de hospitais da região e de familiares dos jogadores.

queda_29112016


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Voo da Chapecoense tinha 22 profissionais de imprensa, incluindo Mario Sérgio

1480419964240

O voo que caiu nesta terça-feira nas proximidades de Medellín levava, de acordo com a Chapecoense, 72 passageiros, além de nove tripulantes. Desses, 22 eram profissionais de imprensa. O único sobrevivente seria o jornalista Rafael Henzel, da Rádio Oeste Capital, que foi levado ao Hospital San Juan de Dios.

De acordo com a polícia de Antioquia, o estado colombiano onde fica Medellín, apenas cinco pessoas sobreviveram. Havia 81 pessoas no voo, sendo que pelo menos 70 morreram. Três dos sobreviventes são jogadores – Danilo, Alan Ruschel e Folmann -, e outra é uma tripulante – Jimena Suárez.

Do Estadão de São Paulo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Resgatado de avião com vida, goleiro Danilo morre em hospital da Colômbia

danilo-goleiro-da-chapecoense-1463485314697_615x300

O goleiro Danilo, herói da classificação da Chapecoense na semifinal da Copa Sul-Americana, é uma das vítimas fatais do acidente aéreo com a delegação do time catarinense. O jogador foi uma das seis pessoas retiradas com vida dos destroços, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no hospital. A morte do atleta foi confirmada pela Cruz Vermelha.

A tragédia ocorreu na madrugada desta terça-feira (29), na cidade de La Unión, próximo a Medellín, na Colômbia. As autoridades colombianas confirmaram a morte de 76 pessoas.

Danilo vivia a melhor fase da carreira. Durante as oitavas de final da Copa Sul-Americana, o goleiro defendeu quatro cobranças na decisão por pênaltis contra o Independiente-ARG.

Já na semifinal contra o San Lorenzo-ARG, o goleiro salvou a Chapecoense no último minuto do jogo ao evitar um gol argentino em cima da linha. O empate por 0 a 0 na ocasião levou o time de Santa Catarina à final da competição.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Maranhense é uma das vítimas do acidente com avião da Chapecoense

1480405192-639936476-1

Uma das vítimas do acidente com o avião da Chapecoense, registrado na madrugada desta terça-feira (29), era um maranhense: o atacante Ananias, de São Luís. A polícia colombiana confirmou a morte de 76 pessoas que estavam a bordo do avião que levava o time para a Colômbia.

Ele atuou em times como Bahia, Portuguesa, Cruzeiro, Palmeiras, Sport e já estava na Chapecoense há dois anos. Em 2015, o jogador fez 10 gols e participou de 51 partidas. Neste ano, ele já tinha somado seis gols e 41 jogos.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

Acidente com avião da Chapecoense deixa 76 mortos

screenshot-2016-11-29-at-07-57-48

Ao menos 25 pessoas morreram e seis foram resgatadas com vida em um acidente na noite desta segunda¬feira (28) na Colômbia com o avião que transportava a equipe da Chapecoense. O time disputaria na quarta (30) a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional.

Autoridades que trabalham no local da tragédia falam em 76 mortos, número que ainda não foi confirmado oficialmente. O acidente ocorreu quando a aeronave se aproximava de Medellín, no noroeste da Colômbia, segundo fontes oficiais. A Aeronáutica Civil informou que os sobreviventes são três jogadores, um jornalista e dois tripulantes. Entre os sobreviventes resgatados está o lateral Alan Ruschel, 27, que chegou nesta madrugada ao hospital da cidade de La Ceja.

Por volta das 22h (horário local), a aeronave contatou a torre de controle da Aeronáutica Civil para informar que estava em emergência devido a falhas elétricas, entre as cidades de Ceja e Unión. Segundo o aeroporto José María Córdova, na cidade de Rionegro, onde a aeronave iria pousar, o acidente ocorreu em Cerro Gordo, no departamento de Antioquia. O acesso ao local, a cerca de 50 quilômetros de Medellín, é feito apenas por terra, devido às más condições meteorológicas no local. A Força Aérea Colombiana estava organizando uma missão com um helicóptero, mas decidiu cancelar devido ao clima.

O voo da empresa Lamia, proveniente da Bolívia, transportava nove tripulantes e 72 passageiros. Ao menos 22 jornalistas da Fox TV, da Globo, RBS e rádios estavam no voo. “Parece que o avião ficou sem combustível”, disse à agência AFP Elkin Ospina, prefeito da cidade de La Ceja, vizinho do local do acidente. Segundo o funcionário, as autoridades já estão no local e os centros médicos se preparam para atender os feridos.

A Aeronáutica Civil colombiana afirmou em comunicado que instalou um posto no aeroporto José María Córdova para gerenciar a situação. A prefeitura de Rionegro, pediu para a população evitar ir ao local do acidente e deixar as vias livres para facilitar o resgate das vítimas. O diretor da Aeronáutica Civil Alfredo Bocanegra disse em entrevista à Telemedellín, canal local, que pediu para todos os envolvidos no resgate permanecerem nas buscas. “Nessas próximas horas é preciso um esforço sobre-humano. Uma só vida, vale a pena”, disse, sobre o processo de resgate.

Folha de São Paulo


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil

Roseana, Flávio e Edinho Lobão lamentam morte de Eduardo Campos

Governadora Roseana Sarney, Flávio Dino e o senador Lobão Filho.

Governadora Roseana Sarney, Flávio Dino e o senador Lobão Filho.

A governadora Roseana Sarney, emitiu nota de pesar lamentando a morte e dizendo estar chocada com a notícia da morte do governador licenciado de Pernambuco, candidato à presidência da República, Eduardo Campos, do PSB.

“Sempre tive uma relação de muito respeito com Eduardo Campos. Ficamos todos tristes com essa tragédia. Solidarizo-me com a família e, em especial, com Anna Arraes, mãe de Eduardo Campos, ex-deputada federal e atual Ministra do Tribunal de Contas da União. Tenho certeza de que Pernambuco e o Brasil perdem um nordestino e homem de futuro na política brasileira”, declarou a governadora.

Flávio Dino, candidato da Coligação Todos Pelo Maranhão, divulgou também nota de pesar pelo falecimento do ex-governador e candidato à Presidência Eduardo Campos. Oara Flávio Dino, Eduardo Campos sempre foi um amigo e companheiro leal.

“Solidarizo-me, em primeiro lugar, com a mãe de Eduardo, a ministra Ana Arraes, pois bem sei que não há dor humana maior do que a perda trágica de um filho”, disse o comunista, que comunicou ter suspendido as agendas de campanha desta quarta após morte.

O senador e candidato ao governo do Maranhão, Lobão Flho, enalteceu a trajetória de Eduardo Campos como sendo uma liderança política que fará imensa falta ao debate deste nosso Brasil democrático.

“Solidarizo-me com sua família, neste momento de sofrimento, apresentando meus votos de mais profundo pesar”, disse Lobão Filho.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.