Política

São Mateus recebe escritório administrativo do projeto Sangalô

Gov. Flávio Dino, prefeito Miltinho Aragão, vice-governador Carlos Brandão e o sec. de Estado da Agrcultura Márcio Honaiser

Gov. Flávio Dino, prefeito Miltinho Aragão, vice-governador Carlos Brandão e o sec. de Estado da Agrcultura Márcio Honaiser

Reativado no mês de abril, com investimento de R$ 3 milhões, o projeto de irrigação Sangalô marca a abertura da colheita de 2015 no estado. O projeto beneficia cerca de 457 famílias de agricultores distribuídas em várias associações no município de São Mateus do Maranhão.

Um escritório está sendo montado para viabilizar a eficiência do projeto, próximo a área dos agricultores, com mobília e veículos que serão destinados ao apoio técnico do mesmo.

Localizado no município de São Mateus do Maranhão, o Projeto Salangô foi iniciado, com um volume significativo de recursos da União e uma contrapartida do Governo do Estado, com o objetivo de ser o maior projeto agrícola de irrigação do Maranhão, na produção de arroz irrigado, frutas e hortaliças. O Salangô tem uma área total de 3.600 hectares, sendo 600 hectares para o plantio do arroz irrigado e 2 mil hectares para o regime de arroz sequeiro. O empreendimento foi concebido para operar com vários sistemas de irrigação, divido em setores, corrigindo problemas como a falta de local adequado para secar o arroz e maquinário velho e beneficiar cerca de 437 famílias de agricultores distribuídas em várias associações.

Para o prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão, a decisão do governador Flávio Dino em revitalizar o Salangô, mostrou que ainda é viável apostar nos projetos do Maranhão. O gesto, segundo ele, pontuou que com o incentivo do governo será possível transformar o Salangô em um dos maiores celeiros agrícolas do país com uma produção efetiva.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.