Poder

Decreto proíbe carros nas praias do Meio e Araçagy

A Prefeitura de São José de Ribamar, por meio do Decreto 4.636/2022, proibiu o acesso de veículos à faixa de areia das praias do Aracagy, Meio e Panaquatira. A decisão vale aos sábados, domingos e feriados. A medida tem o objetivo de combater a disseminação da Covid-19 e Influenza no município.

De acordo com o decreto, só terão acesso os veículos de órgãos militares, públicos de conservação e proteção ao meio ambiente, limpeza, ambulâncias e serviços funerários. Também é permitida a circulação de carros de agentes públicos no exercício da função, moradores, cujo acesso dependa da faixa de areia, e para carga e descarga de equipamentos para prática de esportes.

Segundo o secretário de Transporte Coletivo, Trânsito e Defesa Social (SEMTRANS), Wildson Pontes, um disciplinamento no trânsito será feito para não prejudicar bares e restaurantes. “No Araçagy, os veículos ficarão no estacionamento. Nas praias do Meio e Panaquatira, eles serão deslocados às vias transversais de acesso às praias. Esta ação, vai reduzir o impacto no comércio local e vai evitar que uma medida impopular seja tomada, como o fechamento dos estabelecimentos”, explicou.

Para garantir o cumprimento do decreto, uma ação conjunta está sendo montada com a Guarda Civil Municipal, Vigilância Sanitária, Defesa Civil, Blitz Urbana e Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Polícia Militar.

Cabe destacar, que a decisão de proibir a circulação de veículos foi embasada na recomendação do Ministério Público Federal. Em 2012, o órgão determinou o disciplinamento da circulação de veículos nas praias ribamarenses.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Poder

100% das praias de São Luís estão em condições de banho, diz Sema

praia

Um mês após a inauguração da Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) do Vinhais, equipamento responsável por tratar 40% dos esgotos da capital maranhense, 100% das praias da região metropolitana de São Luís passaram a ter condições adequadas ao banho. É o que atesta o mais recente laudo de balneabilidade, divulgado neste sábado (8) pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema).

As amostras foram coletadas na última quarta-feira (5), pelo Laboratório de Análises Ambientais (LAA) da Sema, uma semana após o fenômeno natural da ‘superlua’, que produziu marés de grande amplitude no litoral maranhense, denominadas ‘marés de sizígia’.

Dos 21 pontos monitorados da orla marítima São Luís e São José de Ribamar, todos apresentaram níveis de enterococcus abaixo do que determina a Resolução nº 274/00, do Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama), que considera águas das praias próprias para o banho quando em 80% ou mais de um conjunto de amostras, obtidas em cada uma das cinco semanas anteriores, e colhidas no mesmo local, houver no máximo presença de 100 enterococcus/100 mL. As águas das praias serão consideradas impróprias quando não atenderem a este critério ou quando o valor obtido na última amostragem for superior a 400 enterococcus/100 mL (NMP).

As praias liberadas são: Ponta d’Areia (ao lado do Forte Santo Antonio); Ponta d’Areia (Em frente ao Edifício Herbene Regadas); atrás do Hotel Praia Mar; atrás do Bar do Dodô; em frente à Praça de Apoio ao Banhista; e em frente ao Hotel Brisa Mar), São Marcos (em frente aos Bares Do Chef e Marlene’s; em frente à Barraca da Marcela; em frente ao Agrupamento Batalhão do Mar; em frente ao Ipem e ao Bar Kalamazoo; Foz do Rio Calhau), Calhau (à direita da elevatória II da Caema; em frente à Pousada Tambaú; em frente ao Bar Malibu), Olho d’Água (à direita da Elevatória Iemanjá II); Olho d’Água (A direita da Elevatória Pimenta I); Praia do Meio (São José de Ribamar) e Araçagi (São José de Ribamar).

Saneamento
A melhoria nos índices de balneabilidade tem acontecido de forma gradual, devido aos investimentos realizados por meio do programa ‘Mais Saneamento’, que pretende tratar 70% do esgoto de São Luís até 2018. Com um investimento de R$ 14 milhões, as obras foram iniciadas em 2015 pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) e seguem em ritmo avançado.

Uma das primeiras medidas foi dar início às obras de despoluição dos Rios Pimenta e Claro, que desembocam na orla. Também faz parte do programa a inauguração de Estações de Tratamento de Esgoto, como a ETE Vinhais, a maior do Nordeste.


Acompanhe o Blog do Neto Ferreira também pelo Twitter™ e pelo Facebook.